icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


7 tendências de moda mais bizarras de todos os tempos

POR Bruno Dias EM Curiosidades 25/05/20 às 15h31

capa do post 7 tendências de moda mais bizarras de todos os tempos

A moda é um comportamento de uma dada época histórica e tem como seu sinônimo os costumes. Muitas pessoas a associam a roupas, mas ela é muito mais do que isso. Engloba todos os quesitos comportamentais e se reflete na arte, música e outras expressões artísticas. Através dela, podemos ter uma noção do que estava acontecendo em determinado espaço de tempo. Ela é um fenômeno sociocultural que expressa os valores da sociedade.

Todas as pessoas amam uma tendência seja ela de moda, tecnologia ou de comportamentos. Elas surgem do nada e também somem da mesma forma. Nós sempre estamos pensando qual será a próxima e não paramos para analisar a tendência que estamos seguindo, por isso não vemos o quão ruins elas são em alguns casos. No momento não parecem de todo ruins, mas olhando com um olhar mais distante vemos o quão estranhas eram. Mostramos aqui as tendências mais bizarras de todos os tempos.

1 - Chopines

Esse sapato de salto do século XVI era bastante estranho. O chopine era um sapato de plataforma com a sola alta, que podia chegar até 50 centímetros. Por mais que esse modelo fosse pouco prático, ele servia para proteger os pés das pessoas da lama e sujeira das ruas.

Eles eram usados por mulheres espanholas e italianas como uma forma de mostrar riqueza e status social. Quanto maior fosse o salto do chopine, maior era o status social da mulher. E as raízes desse sapato podem datar da Grécia Antiga e Roma, já que existem imagens da mitologia com Afrodite usando essas plataformas.

2 - Crinolines

Essa foi uma tendência popular no fim da década de 1840. A crinolina era uma anágua feita de crina de cavalo que foi usada, primeiramente, para dar forma ao vestido das mulheres. Ela dava a impressão de uma saia grande. E a crinolina era usada com seis anáguas engomadas, o que fazia com que ela fosse muito pesada e desconfortável para quem a usasse.

Quando ela ficou popular, as formas eram as mais variadas. Na década de 1860, o formato mudou para o de cúpula. Em 1865, ela ficou quase plana na frente. E em 1878, ela já não era mais popular.

3 - Codpieces

Nos anos 1500, a moda masculina foi mudando. E conforme as mudanças iam acontecendo a área privada do homem ficava exposta, acidentalmente. E essa peça foi criada justamente para evitar essa exposição.

Os conchos começaram sendo uma simples forma triangular de tecido. E na época em que a masculinidade e o cavalheirismo eram bem valorizados a peça então mudou e ficou mais longa e mais ornamentada. Conforme a tendência foi ficando mais popular as peças começaram a ser feitas em veludo e seda. Ela podia ter até joias bordadas. Os codpieces começaram a desaparecer no fim do século XVI.

4 - Saias Hobble

Essa foi uma tendência que limitou o movimento das mulheres. Ela surgiu na década de 1910 e era uma saia bem justa e apertada nos tornozelos. Antes, as mulheres podiam dar grandes passos com suas saias rodadas, mas com a saia hobble, elas eram limitadas a passos curtos.

Mesmo com essa limitação, as mulheres estavam felizes de terem se livrado das anáguas. Por causa dessa tendência, bondes e trens diminuíram a altura das suas entradas, para que as mulheres conseguissem entrar sem dificuldades.

5 - Macaroni

Na década de 1760, os jovens aristocratas britânicos estavam voltando de uma viagem pela Europa Continental e trouxeram com eles uma nova tendência de moda que era chamada de macaroni.

A tendência era um tipo de vestido efeminado, com cores ousadas com relação aos tradicionais da época, que eram em tons mais escuros. Além de sapatos chamativos, calças justas e casacos curtos. E a marca registrada da tendência era uma peruca exagerada bastante alta com um pequeno chapéu em cima. No começo a tendência era apenas para classe alta, mas em 1772, já tinha se espalhado.

6 - Perucas com talco

No século XVII e XVIII, ter um cabelo longo e volumoso não era apenas um desejo, mas sim um símbolo de status. Aqueles que eram carecas poderiam ser ridicularizados. Por isso, para esconder a calvície as pessoas usavam essas perucas com talco.

Mas a peruca ia além do status. Nessa época, a sífilis se espalhou pela Europa e deixava as pessoas carecas. Então a peruca servia para cobrir esse segredo. Além também da falta de banho das pessoas na época, que acreditavam que banho abria os poros para a sujeira. Então, elas cheiravam mal, e as perucas com talco serviam também para disfarçar o mal cheiro.

7 - Vestidos de arsênico

Em 1814, uma empresa química inventou um corante verde que era mais brilhante do que os corantes tradicionais. Ele foi batizado de "verde esmeralda". O problema era que a cor era tão vibrante por  causa do arsênico em sua fórmula.

E todas as exposições a esse veneno tiveram suas consequências. Elas levavam a insuficiência renal e hepática. E depois disso descoberto, vários países como França e Alemanha proibiram o uso do arsênico.


Próxima Matéria
Via   Listverse  
Imagens Listverse
avatar Bruno Dias
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest