• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 tentativas de assassinato cometidas contra políticos brasileiros

POR Erik Ely    EM Curiosidades      20/02/20 às 17h53

Principalmente no Brasil, figuras políticas podem ser bastante controversas. Ainda mais quando falamos de períodos recentes da História, onde todos somos obrigados a escolher lados. Dessa forma, ou você ama ou odeia um político. No entanto, algumas pessoas extrapolaram na medida em que escolhiam um lado. Por isso, separamos 7 tentativas de assassinato recentes feitas à políticos brasileiros.

Você pode não concordar com suas ideias, mas de todo modo, eles representantes do povo possuem o direito de expressa-las. Além disso, o ato de assassinar um político pode ser muito mais grave do que pensamos. Por exemplo, a morte do arquiduque Francisco Ferdinando é, até hoje, considerado o estopim do início da Primeira Guerra Mundial.

1 - Tiro na janela de Fernando Holiday

Durante protestos contra a reforma da previdência, o então vereador da cidade de São Paulo, Fernando Holiday, observava a movimentação da janela de seu gabinete. No entanto, alguns momentos depois, ele se afastou da janela e escutou barulhos de estilhaços. Depois de analisado pela Polícia Civil, a marca no vidro foi confirmada como tendo sido disparada por uma arma de fogo. Mas apenas um boletim de ocorrência foi registrado e Holiday permanece bem.

2 - Mais de 20 disparos contra o carro de Júnior Cruz

Enquanto trafegava em seu carro, um Belford Roxo, na Baixada Fluminense, Júnior Cruz, presidente do PSL e pré-candidato à prefeito, foi vítima de diversos disparos de arma de fogo. No carro, estavam ele, a mulher e um amigo. No momento do ataque, a mulher, que estava armada, reagiu ao ataque. Mas os bandidos fugiram. Segundo ele, o carro ficou com mais de 20 marcas de tiro, contando os do ataque e os que foram feitos de dentro do veículo, como resposta.

3 - Cid Gomes baleado em uma manifestação

Na situação, o então senador, pelo estado do Ceará, Cid Gomes, foi baleado nesta quarta-feira (19/02), em um motim de policiais que reivindicavam aumento salarial, na cidade de Sobral. Quando foi atingido, ele estava tentando furar um bloqueio, feito no 3º Batalhão da Polícia Militar, com uma retroescavadeira. Por meio de um vídeo, é possível perceber que os tiros partiram da parte de trás do veículo, que estava rodeado por manifestantes. No dia seguinte, Cid recebeu alta da UTI. Entretanto, ainda segue na enfermaria, onde seguirá internado.

4 - Braz Paschoalin, morto à tiros

Durante seu terceiro mandato como prefeito de Jandira, Braz Paschoalin foi assassinado, no dia 10 de dezembro de 2010. Pela manhã, seu carro foi alvejado com mais de 10 tiros. Depois disso, os criminosos foram encontrados, enquanto tentavam incendiar o automóvel usado na fuga. Entre os acusados de serem mandantes do crime, estão um ex-secretário municipal e outros empresários.

5 - O sequestro de Celso Daniel

Após ser sequestrado enquanto deixava uma churrascaria, Celso Daniel, então prefeito de Santo André, teve seu corpo encontrado com onze tiros e sinais de tortura. Em 2002, Celso ficou desaparecido por dois dias. Depois de investigado, o caso terminou com a prisão de seis integrantes de uma quadrilha, na zona sul de São Paulo.

6 - Assassinato de Marielle Franco

Vereadora do PSOL, Marielle Franco foi assassinada em 14 de março de 2018. Contudo, o crime ainda não foi desvendado. Depois de participar de um debate, ela e seu motorista deixaram o local. Em seguida, um outro carro se emparelhou com o veículo da política e efetuou, ao menos, 13 disparos. Marielle foi atingida por quatro tiros na cabeça e seu motorista, Anderson Gomes, por três tiros nas costas. No entanto, mesmo tempos depois, ainda não se sabe quem seria o mandante do crime.

7 - Atentado contra Jair Bolsonaro

Durante a campanha eleitoral de Jair Bolsonaro para a presidência do Brasil, em 2018, ele recebeu uma golpe de faca, durante uma manifestação popular, em Juiz de Fora, no estado de Minas Gerais. No entanto, o candidato sobreviveu ao ataque e ainda conseguiu ganhar a eleição. De acordo com o autor da tentativa de homicídio, Alélio Bispo de Oliveira, ele cometeu o crime "a mando de Deus".

Próxima Matéria
Erik Ely
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+