• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 tramas incríveis que a nova série do Senhor dos Anéis pode abordar

POR Gabi Noronha    EM Fatos Nerd      20/03/19 às 15h57

Na literatura, George R. R. Martin se inspirou na mitologia criada por J. R. R. Tolkien para desenvolver o seu Game of Thrones. Os livros já tinham muitos fãs, mas se tornaram um fenômeno mundial após a adaptação da HBO. Já a história de Tolkien recebeu uma trilogia de filmes no começo dos anos 2000, o que também impulsionou sua popularidade global. A última temporada de Game of Thrones estreará em breve e deixará um lugar vazio no meio do entretenimento. Mas, talvez, não por muito tempo.

Devido ao sucesso absurdo da série, muitas emissoras e serviços de streaming miram em produções que possam preencher o futuro lugar vago. A Amazon Prime (ainda) não é um streaming tão grande quanto a Netflix, mas ela tem dinheiro suficiente para se transformar numa concorrente digna. Tanto que não tem faltado investimento da empresa em produções originais. Entre as quais está a futura série baseada na mitologia de Tolkien.

Há pouco tempo, a plataforma confirmou que a história será ambientada na Segunda Era da Terra-Média. Ou seja, muito tempo antes da Guerra do Anel vista no cinema. Como a obra de Tolkien é rica em eventos, separamos alguns deles que podem ser explorados pela série. Confira!

1 - A tomada do trono de Ar-Pharazôn

Em Númenor, a linha de sucessão do trono independe de gênero. Sendo assim, Míriel - primogênita de Tar-Palantír, o último rei - era a herdeira por direito. Ela deveria ter se tornado a quarta Rainha de Númenor, porém, teve o trono usurpado por Ar-Pharazôn ao se casar com ele. Ele, por sua vez, revelou ser um péssimo líder. Foi seduzido pelas ideias corruptas de Sauron e travou uma guerra grandiosa com os elfos e os Valar. Ar-Pharazôn, junto com boa parte de seu povo, foi massacrado.

2 - Marcha para Mordor

Númenor era um reino independente, fora dos limites da Terra-Média, em uma grande ilha. Os númenorianos acreditavam que tinham problemas internos em demasia para se preocupar com o resto do mundo. Dessa forma, a sociedade de Númenor viveu por muito tempo isolada. Isso até o reinado de Ar-Pharazôn. Na época, Sauron ainda estava longe de ser o temido Senhor do Escuro, embora já demonstrasse perfil para tanto. Com a ideia de "libertar" o povo comum, Ar-Pharazôn resolveu marchar até Mordor com seu exército. Para a surpresa geral, Sauron se rendeu e aceitou acompanhar Pharazôn de volta a Númenor. Claro, ele tinha um plano.

3 - A outro lado de Sauron

Como dito, na Segunda Era, Sauron ainda não era aquele ser visto nos filmes, mas já mostrava potencial. A série da Amazon Prime pode explorar o lado que o público do cinema nunca viu de Sauron. Quando ele se rende e embarca para Númenor como prisioneiro, testemunhamos sua verdadeira natureza florescer. Sauron é esperto, manipulador e sabe como ninguém aproveitar os momentos certos para mover suas peças.

4 - A grande armada

Sauron obteve sucesso em manipular Ar-Pharazôn e os númenorianos, persuadindo-os a iniciar uma guerra contra os elfos e os valar. O rei ilegítimo de Númenor comandou o que Tolkien descreve como o maior exército que o mundo já viu. Algo que se equipararia a uma invasão vinda do céu. Antes mesmo de começar, a série da Amazon Prime promete ser a mais cara da história da televisão. Portanto, não custa imaginar que podemos ter algo dessa magnitude.

5 - A jornada de Amandil

Amandil era senhor de uma das casas nobres de Númenor, conhecida como Andúinë. Era também muito amigo de Ar-Pharazôn, tanto que se tornou seu conselheiro. No entanto, quando Sauron foi levado a Númenor como prisioneiro, Amandil nunca concordou com suas ideias e crenças. A partir do momento em que Sauron conquista a confiança de Pharazôn e ganha mais espaço na corte, o senhor de Andúinë se afasta. Amandil sempre se manteve fiel aos Valar e, junto com mais númenorianos descrentes com seu rei, formou uma resistência chamada "Fiéis". Ao descobrir sobre a invasão às Terras Imortais, ele navegou até Valinor para alertá-los sobre o ataque. Porém, Amandil se perdeu na névoa que cercava tais terras, e nunca mais foi visto.

6 - A queda de Númenor

Imagina o cenário: um exército gigantesco de humanos, facilmente persuadidos, marcha em direção aos deuses - que estão quietos - em busca do direito à vida eterna. Bem diferente de God of War, o resultado aqui é condizente com a realidade proposta pela obra. Isto é, os humanos em questão, os númenorianos, são massacrados pelos Valar. É um banho de sangue geral. Os deuses ficam com tanta raiva pela ousadia e, como relatam, pela traição dos humanos, que afundam Númenor, uma ilha inteira. Literalmente. Simples assim, Eru Ilúvatar mandar a terra para o fundo no mar. Os poucos sobreviventes do evento se unem e criam Gondor.

7 - A Última Aliança

A trilogia de Peter Jackson mostrou por breves momentos o que teria sido a Última Aliança. As forças de Sauron já dominavam parte da Terra-Média. Ele já era conhecido como o Senhor do Escuro e já havia forjado o Um Anel. Três milênios antes da Guerra do Anel, houve outra grande batalha. Os povos livres, homens e elfos uniram forças para tentar derrotar Sauron. Eles trabalharam juntos e lutaram lado a lado pela esperança de um futuro. A série pode explorar muito mais esse período, indo desde as negociações das alianças até o confronto em si.

Próxima Matéria
Gabi Noronha
Resumindo, é basicamente isso! Mais aventuras em Instagram: @gabinoronhaf
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+