• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 tribos que ainda vivem na Idade da Pedra

POR Bruno Dias    EM Curiosidades      23/05/19 às 17h15

É difícil acreditar que nos dias de hoje, com o smartphone em alta, realidade virtual ganhando força e a internet para todos, ou quase todos, ainda existam tribos isoladas. Nosso mundo é tão vasto que, de fato, existem comunidades que vivem em lugares remotos e que ainda dependem da caça para sobreviver. São grupos inteiros que vivem em cabanas de palha e mantêm pouco contato com o mundo externo.

Viver sem as exigências constantes do nosso mundo atual, parece mais fácil. Não necessariamente melhor, mas mais fácil. E é de se espantar que, em pleno século XXI, existam tribos indígenas que vivem como se ainda estivessem na Idade da Pedra. Sim, aquele tempo que estudamos nas aulas de História no colégio. Se você não acredita que elas existam, mostramos algumas para você.

1 - Os Jarawa

Essa tribo vive nas Ilhas Andaman, no Oceano Índico, e acredita-se que estão lá há 50 e 55 mil anos. Alguns deles migraram para a África, mas cerca de 400 deles ainda continuam na mesma região. As pessoas da tribo vivem em grupos nômades, de aproximadamente 50 pessoas, caçam com arco e flecha, pescam em recifes e coletam frutas e mel.

Na década de 1990, o governo indiano queria levar os jarawa para as cidades. Mas, em 2004, foi dito que eles permaneceriam onde estavam. Em 2014, alguns representantes estavam com a prática horrível de safári humano, onde as pessoas iam até a tribo e tiravam fotos com os nativos. Mas algumas dessas fotos, mostravam turistas subornando garotas jarawa por comida. E em 2016, as autoridades estavam investigando o assassinato de uma criança mestiça.

2 - Os Yanomami

Essa tribo é uma das maiores tribos que vive em um estilo de vida antigo. Eles têm uma reserva na fronteira do Brasil com a Venezuela. Aproximadamente 22 mil integrantes vivem do lado brasileiro e outros 16 mil ficam na reserva perto da Venezuela. Alguns pegaram técnicas de fabricação de tecidos do mundo exterior, mas a maior parte continua sem contato. Esses são chamados de moxatetu.

Os yanomamis moem plantas e vinhas para fazer veneno, criando algo que se parece com uma polpa e submerge nos rios e riachos. Esse veneno suga o oxigênio da água e atordoa os peixes que acabam flutuando para a superfície. Eles também têm o conhecimento de cerca de 500 tipos diferentes de plantas.

3 - Os Nomole

Essa tribo vive nas florestas tropicais do Peru há algo por volta de 600 e 800 anos. E a partir de 2015, eles começaram a aparecer nas florestas. Isso não necessariamente foi uma coisa boa porque gerou alguns conflitos. Em 2010, um homem começou um contato com um grupo de Mascho e ninguém sabe o que aconteceu. Mas o integrantes do clã o mataram um ano depois.

Isso fez com que os mascho atacassem regularmente as cidades próximas para buscar comida e suprimentos para voltar para a floresta. Oficiais do governo foram nomeados para fazer um contato com os mascho, que falaram para não os chamá-los mais assim porque esse nome significa 'selvagem'. Eles se chamam de Nomole que significa 'irmãos e irmãs'.

4 - Awa-Guaja

O primeiro contato com os Awa-Guaja aconteceu em 1989. E com o passar do tempo, o mundo moderno fez coisas terríveis com esse povo. O conflito deles com madeireiros significava a diminuição de suas terras. E quando o corte ilegal foi interrompido, a Fundação Nacional do Índio do Brasil lutou contra a extração ilegal de madeira na tentativa de proteger 350 a 450 Awa-Guaja.

Essa é a tribo mais ameaçada que existe. Ao contrário das outras, eles evitam os conflitos ao máximo. Eles caçam, mas levam apenas o que precisam e durante algumas épocas do ano. Vivem em pequenos grupos familiares e são nomeados com quais bichos são mais parecidos.

5 - Os sentineleses

Essa tribo não recusa apenas o contato, eles matam qualquer pessoa que entre em seu território. Algumas ofertas de presentes foram deixadas nas margens da ilha e a tribo retribuiu com pedras e flechas.

Documentos de exploradores persas falaram sobre uma ilha de canibais. A parte do canibal pode ser mentira, mas essa tribo tem odiado o mundo exterior há muito tempo, o que não nos dá a certeza do que acontece na ilha. Em 2006, dois pescadores chegaram muito perto das costas da ilha e morreram.

6 - O Huaorani, Tagaeri e Taromenane

Os Huaorani são um povo equatoriano que teve a infelicidade de viver em uma área rica em petróleo. Quando a Texaco viu a região, o povo viu o mundo moderno os chutar. E na década de 1950, a maioria dos huaorani foi realocada e vive um estilo de vida híbrido.

Mas os Tagaeri e Taromenane foram duas tribos que se separaram do grupo principal, o Huaorani, na década de 1970. Essas tribos desapareceram na floresta tropical para continuar o seu estilo de vida antigo.

7 - O kawahiva

Os restantes dessa tribo se mantém em movimento para ficar na frente das pessoas que estão tentando acabar com o grupo. Em 2005, promotores brasileiros tentaram abrir um caso de genocídio, mas foi parado por falta de provas.

Eles são direcionados para um pedaço de terra, onde toda a renda é proveniente da extração legal de madeira. Eles são amplamente isolados e não se sabe muito a respeito deles. O que se sabe é que eles caçam e pescam e se sabe que eles mantêm animais de estimação.

Próxima Matéria
Via    
Imagens Youtube
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+