icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


7 túmulos antigos com histórias assombrosas

POR Bruno Dias EM Entretenimento 24/07/18 às 16h50

capa do post 7 túmulos antigos com histórias assombrosas

A certeza da vida é a morte e quando se parte dessa para uma melhor o corriqueiro é enterrar os que se foram. Essa tem sido a maneira mais comum das pessoas lidarem com os mortos no decorrer da história. Mas nem todos os enterros são velório e caixão.

As formas de se enterrar uma pessoa são variadas e vai depender muito de sua religião, normas sociais e culturais que a pessoa seguia e se ela já tinha feito planos de como queria seu enterro. Por exemplo, cremação, túmulo de pedra ou um simples caixão de madeira. Mesmo existindo vários enterros, alguns achados arqueológicos são únicos de túmulos antigos, como os dessa lista.

1 - Túmulo rodeado de crianças

Em um local perto de Lima, no Peru, mais especificamente em Pachacamac foi encontrada uma tumba com aproximadamente 80 pessoas, que deviam ter sido enterradas alil por volta de 1000 d.C. Eles pertenciam ao povo Ychsma, uma população pré-inca.

Metade das pessoas enterradas eram adultos, colocados em posição fetal e embrulhados em tecidos. A outra metade eram bebês, dispostos em círculo ao redor deles. Todos eles foram enterrados ao mesmo tempo. E esses bebês podem ter sido sacrificados já que era um costume do povo Ychsma.

2 - Espiral de esqueleto

Na cidade de Tlaplan, no México, foi descoberto um túmulo de 2.400 anos que tinha 10 pessoas dispostas na forma de um espiral. Eles foram colocados com suas pernas apontando para o centro do círculo formado pelos corpos. Os esqueletos se sobrepunham de várias outras formas, como por exemplo, a cabeça de um era colocada no peito do outro.

Os esqueletos eram de pessoas de várias faixas etárias diferentes, como crianças, uma outra um pouco mais velha, jovens, adultos de meia idade e idosos.

3 - Túmulo de pé

Em um cemitério mesolítico ao norte de Berlim foi descoberto um esqueleto de um homem com 7.000 anos de idade. Além desse tipo de cemitério ser incomum, o que fez com o que homem ficasse mais visível foi ele ter sido enterrado em pé.

A priori ele foi enterrado somente até os joelhos para que seu corpo se deteriorasse um pouco antes de ser enterrado. Junto com ele tinham sido enterradas ferramentas de pedra e osso. Ele havia sido um caçador com uma vida pouco exigente fisicamente. Outros enterros parecidos foram descobertos em um cemitério na Rússia. Nele quatro pessoas também tinham sido enterradas de pé, mas nenhuma conexão foi descoberta entre o homem da Alemanha e o povo da Rússia.

4 - Crianças sacrificadas

Em Derbyshire no Inglaterra foi descoberta uma vala comum com 300 soldados do Grande Exército Viking. Não foi nenhuma descoberta incomum, mas outro túmulo perto dela tinha quatro pessoas de 8 a 18 anos. Essas crianças tinham sido colocadas ali com uma mandíbula de ovelha em seus pés.

Eles viveram no mesmo período que os Vikings e o jeito que eles estavam colocados e a causa da morte levaram os pesquisadores a acreditarem que eles tenham sido sacrificados para serem enterrados junto com os soldados como parte de um ritual para acompanhá-los na vida após a morte.

5 - O homem das lanças

Um lugar de enterros da Idade do Ferro foi encontrado na Inglaterra, e tinha 75 túmulos com mais de 160 pessoas. Uma dessas pessoas era um homem no final da adolescência, ou início dos vinte anos que tinha sido enterrado com sua espada.

O curioso desse túmulo é que o menino foi colocado em uma posição agachada e esfaqueado com cinco lanças. Quatro delas foram na espinha e uma perfurou sua virilha. Essas lanças foram colocadas de um jeito que elas ficavam para fora do túmulo para serem vistas por anos depois da morte do garoto. Pesquisadores acreditam que ele pode ter sido um guerreiro do alto escalão e isso foi parte de um ritual para liberar seu espírito.

6 - A mulher amarrada

Um túmulo feminino, entre o século XIII ao XIV, foi encontrado na Bulgária na antiga fortaleza trácia e romana Nebet Tepe. Esse túmulo era diferente dos outros encontrados porque a mulher foi colocada com o rosto para baixo e suas mãos estavam amarradas nas suas costas.

Vários túmulos com pessoas viradas para baixo foram encontrados no mundo todo, mas normalmente sem a amarração das mãos. Os arqueólogos que a escavaram nunca tinham visto algo parecido na área. Eles acreditam que foi algum tipo de punição.

7 - O grande poço da morte

Durante as escavações de Ur, no começo dos anos 1900, sei túmulos foram encontrado sem caixões e foram apelidados de poços da morte. O mais impressionante era o Grande Poço da Morte que tinha seis homens e 68 mulheres.

Os homens foram colocados na entrada do poço com capacetes e armas no sentido de guardar o lugar. As mulheres estavam dispostas em quatro fileiras. Todas vestidas com roupas caras e cocares de ouro, prata e lápis-lazúli. Uma das mulheres tinha jóias mais extravagantes que as outras e se pareciam com as de Puabi, uma rainha suméria. Acredita-se que a mulher era uma pessoa de alto escalão e as outras pessoas foram sacrificadas para ir com ela para a vida após a morte.


Próxima Matéria
avatar Bruno Dias
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento têm como único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest