• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 vezes que histórias fakes enganaram o mundo

POR Jesus Galvão    EM Curiosidades      15/10/19 às 11h01

Uma vez, Joseph Goebbels, um político alemão, disse que ''uma mentira contada mil vezes, torna-se uma verdade". Bom, ela não só torna-se uma verdade, como pode vir a afetar drasticamente a vida das pessoas. Não que as notícias falsas sejam algo novo, porém, com advento e a popularização da internet, as chamadas 'fake news' tomaram uma proporção absurda.

Isso porque a internet possibilita que esse tipo de conteúdo seja facilmente compartilhado, resultando em prejuízos reais. Entretanto, algumas das fraudes mais famosas, e que enganaram milhares de pessoas ao redor do mundo, felizmente, duraram apenas o suficiente para torná-las eternamente hilárias. Pensando nisso, hoje, listamos algumas dessas histórias para vocês. Confira!

1 - A guerra dos mundos

Em 30 de outubro de 1938, um programa de rádio decidiu encenar, como se fosse algo real, uma invasão alienígena. Tudo foi inspirado na obra de ficção de H.G. Wells, A Guerra dos Mundos. A coisa toda criou um verdadeiro pânico por todo o território dos Estados Unidos. Durante a programação, entre músicas e outros programas, "notícias de última hora" relatavam explosões em Marte.

Posteriormente, foi informado que uma espaçonave havia pousado em Grover's Mill, em Nova Jersey. Além do estado norte americano, os marcianos também estavam aterrorizando o estado de Nova York. As pessoas começaram a recolher seus pertencentes e a lotar as estradas para escaparem desse lugares. O anúncio, de que tudo não passava de uma transmissão fictícia, só veio depois que as pessoas estavam em completo desespero e que o caos havia imperado por todos os lados.

2 - O caso de Edward Mordake

Segundo uma lenda, Edward Mordake teria nascido com uma malformação congênita. Supostamente, o homem teria uma segunda face na parte de trás de sua cabeça. Ele dizia que seu outro lado ficava lhe dizendo coisas insidiosas e más, enquanto ele dormia. Ele teria consultado diversos médicos para remover sua segunda face, mas isso nunca aconteceu.

Dessa forma, incapaz de continuar a viver com esse ser maligno lhe atormentando a vida todos os dias, Mordrake acabou tirando sua vida aos 23 anos. Ao longo dos anos, diversas foram as versões dessa história que surgiram. Inclusive, o caso chegou a aparecer em uma revista médica de 1896. Entretanto, mais tarde, descobriu-se que a história era uma farsa, criada por Charles Hildreth, um escritor de ficção científica, em 1895.

3 - Homem de Piltdown

Em 1908, em Piltdown, na Inglaterra, foram encontrados fragmentos ósseos de um crânio e mandíbula. As pessoas passaram a acreditar que os restos mortais pertenciam a um ancestral humano ainda desconhecido. Muitas entidades científicas renomadas, incluindo a Sociedade Geológica de Londres, o Royal College of Surgeons, a revista Nature e o Museu Americano de História Natural, de alguma forma, acreditaram na veracidade do achado.

Em 1953, quatro décadas depois da descoberta, cientistas provaram que, na verdade, o homem de Piltdown era uma falsificação. Eles descobriram que os dentes da tal mandíbula pertenciam a um chimpanzé. Do mesmo modo, o maxilar inferior, de 500 anos, pertencia a um orangotango. O crânio era de um humano de uma época medieval.

4 - Colheita de espaguete

No início do século XX, mais precisamente em 1 de abril de 1957, a BBC (British Broadcasting Corporation) anunciou para seus telespectadores algo um pouco difícil de digerir. Segundo a rede de TV, naquele ano, agricultores suíços haviam colhido uma grande "safra de espaguete". Isso teria ocorrido, devido ao desaparecimento do besouro do espaguete.

Um vídeo, mostrando trabalhadores rurais colhendo o alimento das árvores, foi exibido pelo canal. Muitas pessoas se sentiram muito ofendidas com a "brincadeira", por parte da BBC. Isso porque, de certa forma, a inteligência dos expectadores era subestimada. Porém, diversas pessoas ligaram para a emissora para perguntar onde poderiam conseguir uma árvores de espaguete.

5 - Gigante de Cardiff

Enquanto perfuravam um poço, dois trabalhadores em Cardiff, em Nova York, nos Estados Unidos, encontraram a escultura de um homem. O objeto tinha aproximadamente 3 metros de altura, e, supostamente, retratava um gigante que teria vivido nos tempos da pré-história. De imediato, muitas pessoas acreditaram que a descoberta era verídica. Entretanto, com o passar do tempo, as pessoas começaram a levantar alguns questionamentos.

Mais tarde, descobriu-se que tudo não passava de uma brincadeira. Um homem, chamado George Hull, armou tudo para irritar um padre que, costumeiramente, dizia que gigantes já haviam habitado a Terra. Tais alegações eram feitas com base em um trecho da bíblia (Gênesis 6:4), que fala sobre gigantes. A escultura era, na verdade, feita em gesso e havia sido enterrada por Hull e seu irmão. Posteriormente, eles contrataram alguns homens para escavar o local, criando assim a narrativa perfeita para a descoberta do objeto.

6 - Taco Liberty Bell

Em 1996, a rede restaurantes fast food nos Estados Unidos, Taco Bell, realizou uma grande pegadinha do Dia da Mentira com seus clientes. Em uma campanha, a empresa afirmava através de um anúncio que havia comprado o The Liberty Bell, um sino estadunidense de grande significado histórico, situado na Filadélfia, no estado da Pensilvânia.

Na peça publicitária, eles afirmavam que, a partir daquele dia, o sino deveria ser referido como "Taco Liberty Bell". Muitas pessoas, que viram e acreditaram no anúncio, ligaram para o Serviço Nacional de Parques para averiguar se aquilo se tratava realmente da verdade. Em suma, o anúncio, criado por Jon Parkinson e Harvey Hoffenberga para a Taco Bell, economizou milhões de dólares em publicidade gratuita e ainda foi premiado.

7 - Monstro do Lago Ness

Tudo começou em 1933, quando um casal afirmou ter visto uma criatura gigantesca, de aproximadamente 7 metros de altura, em um lago nas terras altas da Escócia. Na época, o jornal Daily Mail contratou um caçador, chamado Marmaduke Wetherell, para tentar encontrar a tal criatura. No entanto, apesar de algumas "evidências", ele não conseguiu encontrar nada muito convincente. Além do mais, mais tarde, descobriu-se que as tais "evidências" eram fraudes.

Em abril de 1934, o médico britânico, Robert Wilson, afirmou ter conseguido fotografar o monstro. Assim, nascia uma grande lenda. As pessoas passaram a visitar o lugar em busca de aventuras e, obviamente, da criatura. Muitas deles chegavam alegar ter visto o monstro com seus próprios olhos. Porém, em 1994, o genro de Wetherell, Christian Spurling, informou que ele, Wetherell, Wilson e um cúmplice, chamado Maurice Chamber, planejaram a coisa toda e que a fotografia era uma farsa.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião. Posteriormente, não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Próxima Matéria
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+