icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


7 vezes que a prisão foi bem melhor que a sua vida

POR Diogo Quiareli EM Curiosidades 31/07/18 às 13h57

capa do post 7 vezes que a prisão foi bem melhor que a sua vida

Cometer um crime e ir para a prisão é o pesadelo de muitas pessoas. Nos deparamos sempre com casos que acabam com prisões e penas extensas e algumas delas podem levar o condenado à morte. Outra forma de punir severamente um crime é a prisão perpétua que existe em alguns países. No entanto, acredite você ou não, alguns prisioneiros conseguem um acordo que os deixa mais confortáveis do que você em sua residência. Algumas prisões oferecem mais coisas do que o macacão laranja e a vida sexual ativa. Há pessoas que chegam a afirmar que certas prisões tratam os condenados melhor do que tratam as crianças em escolas.

Pensando um pouco sobre isso, nós da Fatos Desconhecidos resolvemos trazer essa matéria. Buscamos e listamos algumas mordomias dos presidiários em algumas prisões e como eles podem estar se dando melhor na vida do que você. Se conhecer algum outro ponto que você saiba e não listamos aqui, manda pra gente nos comentários aí embaixo. Aproveite para compartilhar com seus amigos e, sem mais delongas, confira conosco e surpreenda-se.

1 - Mais tempo de intervalo do que as crianças

A maioria das crianças tem menos tempo de diversão do que os prisioneiros. No Reino Unido, 75% das crianças passam menos tempo no intervalo da escola do que os presidiários em penitenciárias. Segundo a ONU, os prisioneiros têm direito a pelo menos 1 hora de exercício ao ar livre, direito esse que as crianças não têm. Algumas prisões de segurança máxima americana vão além e oferecem aos condenados 2 horas de intervalo.

2 - Comida melhor do que nas escolas

Algumas prisões são bem conhecidas por causa de sua boa cozinha. Segundo a revista Good, uma refeição em algumas penitenciárias conta com meia xícara de legumes, uma porção de frutas e 3 a 4 pedaços de carne. Uma refeição escolar tem em média quase sempre a metade disso.

3 - Tratamento de Idosos

Algumas prisões tratam os idosos melhor do que as casas de recuperação para os mesmos. Uma prova disso são as casas de repouso no Reino Unido. Elas são piores do que as prisões do país, segundo David Oliver, responsável pelas clínicas. Outros especialistas disseram a mesma coisa sobre essas casas no Canadá e nos Estados Unidos. Em alguns abrigos para idosos, as doenças prolongadas geralmente são deixadas de lado, enquanto nas prisões eles são obrigados a oferecer todo o apoio e cuidado possível e de forma gratuita. Os médicos das prisões não tem escolha a não ser dar o melhor apoio possível aos doentes.

4 - Melhores cuidados de saúde

O repórter sul-africano Thabang Makwetla  fez uma exposição mostrando que os cuidados médicos na prisão eram melhores do que fora. O país onde quase 1 em cada 5 pessoas são soropositivas, os presidiários que portavam o vírus recebiam um melhor tratamento. Não só na África do Sul, mas também nos Estados Unidos, as penitenciárias contam com os melhores profissionais da medicina.

5 - Bibliotecas

Outra coisa que chama a atenção são as bibliotecas das prisões. Estas costumam, geralmente, ser melhores do que as públicas. Algumas dessas instalações no Reino Unido contam com 16 livros por preso, um grande número comparado a uma biblioteca pública no país. As autoridades afirmam que investir em bibliotecas nas prisões mantém os presos longe dos problemas como um todo.

6 - Estudo grátis

17 prisões em Nova York oferecem educação universitária gratuita. Esse programa teve um auxílio de US$ 7,3 milhões até o momento e eles buscam formar pelo menos 2.500 detentos. O Estado usa isso como um investimento a longo prazo, pois afirmam que a cada 1 dólar gasto em educação, economiza 4 com futuros presidiários. Isso porque há estudos que comprovam que detentos que recebem educação têm 43% menos chance de voltar para a prisão. Os presos recebem esse estudo gratuitamente, enquanto os universitários desembolsam aproximadamente US$ 55 mil por ano na Universidade de Nova York, isso sem contar com alimentação e moradia na cidade.

7 - Melhor ambiente educacional

Quando o Durham College abriu cursos de criminologia para prisioneiros e estudantes livres, perceberam que os internos estavam obtendo notas melhores. A diferença entre eles é que ao final da aula, os estudantes livres iam para seus dormitórios e os presos para suas celas. Isso quer dizer que, enquanto os estudantes fora das prisões iam para festas, para as redes sociais ou qualquer programa que pudessem se distrair, os presos ficavam sozinhos estudando.

E aí, o que você achou dessa lista? Comenta pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos. Lembrando sempre que o seu feedback é extremamente importante para o nosso crescimento.


Próxima Matéria
Via   Listverse  
avatar Diogo Quiareli
Diogo Quiareli
Geminiano, 26 anos, goiano. Amante de música pop, fã de Katy e Luan.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest