• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


8 cidades brasileiras que você precisa conhecer antes de morrer

POR Diogo Quiareli    EM Curiosidades      20/10/16 às 15h01

Que o nosso país é maravilhoso no quesito cenários naturais ninguém tem dúvidas. Aqui possuímos praias maravilhosas, campos floridos na primavera capazes de tirar o fôlego de qualquer um, morros de areia compostos por lagos naturais no seu interior e até mesmo cavernas contendo belos lagos cristalinos no centro. Opções de trilhas e passeios aventureiros e/ou relaxantes não nos falta, o que nos falta talvez seja tempo ou dinheiro. Existe uma infinidade de opções de lugares que podemos e talvez devemos visitar ainda nessa vida.

Sendo assim, separamos para vocês uma lista das 8 cidades brasileiras que você precisa conhecer antes de morrer. Confira com a gente e se encante com esses lugares fantásticos capazes de nos fazer querer arrumar as malas agora e sair em busca de algum deles.

1- Ouro Preto (MG)

1

A cidade é composta por um conjunto arquitetônico incrível que se tornou o Patrimônio Cultural da Humanidade, de acordo com a Unesco. Ouro Preto te permite conhecer mais as raízes históricas do país. Podemos trilhar caminhos pelas ladeiras de pedras, conhecer diversas feiras de artesanatos e uma variada e extensa programação cultural.

2- Lumiar (RJ)

2

Para quem gosta de verde e natureza, a cidade é ideal e possui um cenário magnífico. Conhecida como Suíça fluminense, a cidade que fica em Nova Friburgo é cercada de encantos naturais a beira da Mata Atlântica. Dá pra se curtir muitas cachoeiras por lá.

3- Morretes (PR)

3

A cidade é linda antes mesmo de chegar ao destino. Passando por estradas próximas a Mata Atlântica, picos e cachoeiras onde rende várias fotografias e até uma ótima degustação de coisas vendidas no caminho, como: Mel, cachaças e balas de banana. Composta por museus e edifícios históricos, a cidade conquista qualquer um.

4- Timbó (SC)

4

A cidade que se localiza em território Catarinense é rodeada por cachoeiras e cânions. A 184 KM da capital Florianópolis, a cidade oferece um clima tropical e traz um festival cheio de danças, artesanatos e comidas típicas dos dois países que a colonizaram, no caso, Itália e Alemanha.

5- Lençóis (BA)

5

Repleta de casinhas coloniais coloridas, Lençóis é composta por ruas de pedras e se tornou um patrimônio histórico. A cidade é uma das portas de entrada para a Chapada Diamantina, tornando-se então um hotel para os turistas.

6- Mariana (MG)

6

A cidade mais antiga de Minas Gerais não poderia ficar de fora dessa lista devido a sua arquitetura colonial predominante e as relíquias barrocas. Ainda capaz de encantar os aventureiros que se arriscam a explorar a mina da Passagem, que é uma das maiores do mundo e está aberta a visitação. A mina possui 300 metros de trilhos a percorrer, passando por túneis, salões e lagos cristalinos.

7- Bento Gonçalves (RS)

7

Colonizada por italianos, Bento Gonçalves mantém toda a tradição italiana, desde sua culinária até o charme e a arquitetura do país europeu. O Vale dos Vinhedos é uma das grandes atrações da cidade juntamente com os Caminhos de Pedra, que é um passeio que passa por casas feitas de pedras e madeiras destinadas a produção artesanal, sem contar no trem Maria-Fumaça que vai até Garibaldi.

8- Paranapiacaba (SP)

8

No alto da Serra do Mar e parte do Grande ABC, o distrito é cercado por casas simples feitas de madeira, ruas de terra e uma grande área verde que passa uma tranquilidade bem diferente da capital paulista. Oferece ainda um passeio de trem que parte da Estação da Luz. O local conta com o Festival de Inverno e a Feira Literária.

E aí, ficou com vontade de fazer umas viagens? Conhece algum outro lugar tão magníficos como esses? Conta aí pra gente.

Próxima Matéria
Diogo Quiareli
Geminiano, 25 anos, goiano.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+