icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


8 coisas que ninguém mais suporta em filmes de super heróis

POR PH Mota EM Entretenimento 24/05/16 às 14h07

capa do post 8 coisas que ninguém mais suporta em filmes de super heróis

Já não é mais novidade que todo ano as salas de cinemas ficam recheadas de novos filmes que adaptam as histórias de super heróis que fazem sucesso há anos nos quadrinhos. Desde que a Marvel estabeleceu seu universo nos cinemas, outros estúdios se inspiraram e passaram a investir cada vez mais nas produções do gênero.

Na intenção de levar os heróis para as telas, muitas vezes falta investimento num roteiro original e criativo, e a força da história fica só no nome do personagem e nas cenas que levam os fãs à loucura. Muitas ideias repetidas e desgastadas em outras histórias acabam sendo reutilizadas.

Seja na origem semelhante demais ou nos embates com os vilões genéricos, alguns clichês já tomaram conta dos filmes de heróis e nós listamos alguns que não aguentamos mais conferir.

1 - Gracinhas sem graça demais

Grande parte da responsabilidade do número de filmes de heróis hoje vem com o estrondoso sucesso de Homem de Ferro, em 2008. O personagem principal, Tony Stark, não cansa de fazer piadinhas, trocadilhos e usar apelidos para todos que cruzam seu caminho. A tendência acabou se popularizando no Universo Marvel e chegou a inspirar momentos espirituosos nos filmes da DC e de outros estúdios, como a Fox. Pra muita gente, o excesso de piadas coloca humor fora de hora e deixa o filme cansativo.

2 -Piadinhas com seguros

Uma coisa é certa: se o filme é de super heróis, a cidade será destruída. Em paralelo com as construções e carros detonados, sempre tem algum engraçadinho para fazer um comentário sobre as apólices de seguro em jogo. A ideia de colocar piadinhas ao longo de toda a trama para suavizar o filme pode criar esse humor repetitivo e cansativo que não precisa desgastar os roteiros.

3 - Ideias imortais

A ideia foi muito popularizada com o Batman de Cristopher Nolan e V de Vingança. O herói representa um conceito de justiça ou liberdade tão forte que deve transcender a vida. A ideia é boa, mas já foi desgastada e explorada por muitas histórias. Em Homem-Aranha, por exemplo o herói representa o espírito mais uma vez, mas será que precisamos usar os mesmos conceitos em todos os filmes?

4 - Heróis órfãos

O passado trágico dos heróis costuma ser muito parecido. Perderam os pais durante a infância, foram abandonados pela família, estão numa realidade diferente. A gente entende que as tramas são adaptações dos clichês originados nos quadrinhos, mas é realmente cansativo ver o mesmo passado e a mesma origem em toda nova história nos cinemas.

5 - Faltam super heroínas

Tente se lembrar de todas as super heroínas que você viu nos filmes de super heróis recentes. Talvez seja fácil pensar em Viúva Negra e Mulher Maravilha, mas poucas pessoas irão conseguir ir além desses dois nomes. Agora lembre-se dos heróis que viu. Diferente, né? Mesmo quando as heroínas são colocadas nas tramas, são comumente deixadas em segundo plano. A que ganha mais espaço em tela, Viúva Negra, já serviu de interesse amoroso para três personagens diferentes, e não teve suas habilidades ou história explorada.

6 - Vilões que são cópias dos heróis

Para contrapor os heróis que torcemos nas histórias do cinema, os vilões costumam ser apenas uma versão com uma motivação distorcida. Um herói com uma super armadura tecnológica? Dê uma armadura para o vilão. O herói é um alienígena com força super humana? Então o vilão também vem do mesmo planeta e tem as mesmas habilidades. Os embates geram cenas incríveis e efeitos que saltam aos olhos, mas será que é tão difícil assim criar um vilão a altura sem precisar repetir a ideia?

7 - Artefatos misteriosos

[caption id="attachment_34420" align="alignnone" ] "Marvel's The Avengers" ..Tony Stark/Iron Man (Robert Downey Jr.)..Ph: Film Frame..© 2011 MVLFFLLC. TM & © 2011 Marvel. All Rights Reserved.[/caption]

Quantas vezes a motivação para um herói agir é impedir um artefato misterioso de destruir o mundo? São objetos mágicos com origens não muito bem explicadas que são apresentados no filme apenas para motivar o personagem principal, sem alguma profundidade relevante. Ao invés de desenvolver um bom roteiro que gere uma motivação real, apenas jogue um item superpoderoso de outra dimensão, afinal, nenhum herói vai correr o risco de deixar essa magia misteriosa solta por aí.

8 - Reboots

Apenas parem. Ninguém aguenta mais a mesma origem do Batman e do Homem Aranha repetida no cinema. Superman e Quarteto Fantástico vivem ganhando novas versões nas telas. Os fãs agradeceriam se os estúdios levassem boas histórias e evitassem erros gigantes que provocam a necessidade de refazer em tão curtos espaços de tempo as origens dos personagens.

Acima de tudo, quem vê um filme de super herói busca muita diversão. Seja no design, na ação ou na trama criativa, o foco da história deve ser divertir o público. Se os estúdios continuarem investindo na repetição de ideias desgastadas, no entanto, vai começar a ficar complicado.


Próxima Matéria
avatar PH Mota
PH Mota
Jornalista que é um encontro Monty Python e A Praça É Nossa.
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento têm como único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest