icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


8 desastres que mudaram a forma que a humanidade vive

POR PH Mota    EM Curiosidades      16/08/16 às 15h22
capa do post 8 desastres que mudaram a forma que a humanidade vive

Por mais que grandes mudanças na história do mundo tenham sido geradas por revoluções políticas ou decisões de grandes líderes, algumas delas vêm de momentos não muito felizes. Gigantes catástrofes ao longo do tempo fizeram muitas vítimas e deixaram marcas horríveis, mas também serviram para mudar o curso da humanidade.

Por meio do sofrimento e do erro durante tempos de tragédias e desastres, as pessoas conseguiram aprender ou forçar medidas que redefiniram o curso de alguns setores, desenhando o futuro da humanidade de forma definitiva. Sejam acidentes provocados por fenômenos naturais, como um furacão, ou por falta de organização e planejamento, como no naufrágio do Titanic, grandes desastres acabaram servindo para mudar o futuro.

Confira alguns dos maiores acidentes da história que redefiniram a forma como o mundo lida com algumas situações.

1 - Vazamento de óleo no Golfo do México

Após uma explosão numa plataforma de petróleo no Golfo do México, em abril de 2010, 22 trabalhadores ficaram feridos e 12 morreram. Durante 87 o vazamento espalhou óleo pelo mar, destruindo o ecossistema local. Cinco anos depois da tragédia, foi anunciada uma medida que exigia maior segurança em todas as plataformas de petróleo ao redor do mundo. Estruturas de concreto devem ser construídas para evitar vazamentos e conter explosões. Com as novas regras mais rígidas e inspeções mais frequentes, a expectativa é de que um desastre com as mesmas proporções nunca mais se repita.

2 - Desastre de Hindenburg

Durante a década de 30, os alemães investiram na construção da maior aeronave já vista. Com 245 metros, o dirigível LZ 129 Hindeburg fez seu primeiro voo em março de 1936 e chegou a cruzar 17 vezes o Oceano Atlântico, inclusive com viagens ao Brasil. Em 1937, no entanto, um desastre pôs fim à inovação tecnológica. Um incêndio tomou conta do dirigível e o fogo se espalhou rapidamente, por conta do hidrogênio utilizado, matando 35 pessoas. Atualmente, voos comerciais com dirigíveis são proibidos e o modelo de aviação se desenvolveu com o foco em aviações, como conhecemos hoje.

3 - Ataque às Torres Gêmeas

O ataque que derrubou as torres do World Trade Center, em Nova York chocou os Estados Unidos e o mundo em 11 de setembro de 2001. Desde então, medidas de segurança em voos e aeroportos são mais rígidas. Antes de 2001, passageiros podiam embarcar com canivetes e tesouras, por exemplo. Além disso, as travas de segurança das portas das cabines foram modificadas, impedindo que pessoas de fora tenham acesso.

4 - Chernobyl

Quando um incêndio atingiu a Usina de Chernobyl, em 1986, teve início o maior acidente nuclear da história. A cidade de Pripyat se tornou uma das mais famosas cidades-fantasma do mundo graças à quantidade de radiação que tomou conta do local. O acidente fez com que alguns países fechassem as suas usinas nucleares e, os que as mantiveram, desenvolvessem novas regras de trabalho e administração, focando na segurança. Ainda assim, em 2011 uma nova catástrofe voltou a acontecer em Fukushima, em 2011.

5 - Peste Negra

Uma das maiores pandemias da história da humanidade, a Peste Negra matou cerca de 200 milhões em todo o mundo, tendo destruído um terço da população da China e de 30% a 60% dos povos da Europa. Como os navios foram apontados como responsáveis por ajudar a espalhar a doença por diferentes territórios, novas medidas de segurança foram implantas em portos, assim como em comércios de importação e exportação. A falta de tratamento para classes mais pobres também acabou provocando mudanças, já que a população passou a se revoltar, exigindo melhores pagamentos e condições de vida.

6 - Furacão Katrina

Um dos mais destrutivos furacões do mundo contemporâneo, o Katrina alcançou ventos de mais de 280 km/h e atingiu cidades da região litorânea no sul dos Estados Unidos, principalmente em Nova Orleans. Mais de 2 mil pessoas morreram e diversas famílias ainda lutam para recuperar as vidas que tinham antes de serem atingidas pelo furacão, em agosto de 2005. Na época, o governo norte-americano foi criticado pela falta de medidas de segurança que permitiram que o furacão tivesse efeitos tão desastrosos. Com o aprendizado, medidas foram colocadas em prática para detectar os eventos meteorológicos com maior precisão e organizar sistemas de evacuação e assistência a famílias atingidas.

7 - Colisão aérea no Grand Canyon

Em 1956, duas aeronaves colidiram quando voavam sobre o Grand Canyon, nos Estados Unidos. O acidente deixou 128 mortos e mostrou que existia um grava problema de monitoramento de aeronaves. A tragédia motivou o investimento de US$ 250 milhões na tecnologia de controle de tráfego, só nos Estados Unidos. Ainda assim, anos mais tarde um acidente semelhante aconteceu no Brasil, quando um Boeing 737 colidiu uma aeronave Legacy.

8 - Titanic

Um dos maiores desastres da história, o naufrágio do Titanic ficou conhecido mundialmente e se tornou ainda mais popular após o filme em torno do acidente. Apesar da colisão e do naufrágio, grandes responsáveis pela morte de mais de 1.500 pessoas foram a falta de botes e o diferente tratamento às classes. A partir daí, a Convenção Internacional para a Salvaguarda da Vida Humana no Mar foi criada e regulamenta o número de botes, coletes salva-vidas e outras medidas de segurança.

São realmente momentos que ficaram marcadas na história do mundo por seus efeitos negativos, mas que ao menos deixaram lições importantes para a a humanidade.


Próxima Matéria
avatar PH Mota
PH Mota
Jornalista que é um encontro Monty Python e A Praça É Nossa.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest