• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


8 mais estranhas tradições em casamentos ao redor do mundo

POR PH Mota    EM Entretenimento      21/02/17 às 14h57

Muita gente passa a vida sonhando com o momento de seu casamento e conta os dias até que consiga encontrar a pessoa ideal para construir uma vida a dois. A base de muitas famílias pode ser a motivação para que mutia gente encontre razões para se manter fiel a seus sonhos ou tomar decisões importantes.

Nós já falamos sobre isso em alguns textos dedicados a casamentos, inclusive esclarecendo as 8 perguntas que você deve se fazer antes de casar. Como sabemos que o sonho não é para todos, também já discutimos as 10 coisas que toda mulher que não quer se casar está cansada de ouvir.

Geralmente, as nossas referências de casamentos estão baseadas na nossa cultura e conceitos sociais, não fugindo muito de algumas expectativas comuns. Porém, ao redor de todo o mundo existem celebrações únicas e especiais, quando comparamos com as cerimônias tradicionais que conhecemos por aqui.

Se quer conhecer algumas das diferentes maneiras que nativos de outras terras utilizam para expressar o seu amor e selar o compromisso, confira aqui algumas estranhas tradições encontradas pelo mundo que vão te fazer repensar as ideias sobre amor, romance e casamento.

1 - Índia: casamento com árvore

Imagine se a comunidade em que você vive te considerasse incapaz de se casar? Até parece estranho, mas em algumas partes da Índia isso pode ser considerado comum. Algumas culturas levam conceitos da astrologia muito a sério em vários aspectos da vida, incluindo quando o assunto é casamento. Algumas garotas nascidas em determinados períodos astrológicos são consideradas amaldiçoadas e, por isso, só podem se casar dentro e algumas condições bem definidas. Isso porque a maldição pode envolver a morte precoce de um possível marido, em alguns casos. Para eliminar isso, a garota deve se casar com uma árvore e depois providenciar a sua derrubada, representando a morte do cônjuge. Depois do ritual, a suposta maldição está quebrada e ela pode se casar com um homem de verdade.

2 - Escócia: guerra de comida

Uma das melhores coisas de estar numa festa de casamento é toda a comida que o evento oferece para os convidados. Dos mais simples aos mais refinados, sempre vai haver uma fartura disponível para manter todo mundo satisfeito e feliz com o prato cheio o tempo todo. Na Escócia, no entanto, as coisas são um pouco diferentes, porque os convidados jogam porções de comida nos noivos. A ideia é que se o casal consegue encarar um ao outro mesmo que cobertos por comidas nojentas e com mau cheiro, eles podem suportar qualquer problema no relacionamento.

3 - Fiji: dentes de baleia

Fiji é famoso pela paisagem paradisíaca percebida na ilha localizada no sul do Pacífico, com suas belas praias e cultura singular. Parte dessa cultura envolve hábitos rígidos, como a exigência de que um homem peça a mão de sua amada para o pai dela. Não parece tão chocante, já que o hábito é valorizado até mesmo por aqui, mas além disso, os rapazes precisam presentear o futuro sogro com um dente de baleias cachalotes. O problema é que existem poucas formas de se conseguir dentes de baleia no país: por meio de negociações ilegais no mercado negro ou indo atrás de uma baleia real para arrancar um dos dentes. Em alguns casos, os dentes podem ser repassados de geração em geração.

4 - China: fígado de galinha

Para a cultura de um povo dentro da China, existe um método bem específico de escolha de pretendentes antes do casamento. O casal deve matar um filhote de frango enquanto seguram a mesma faca, juntos. Depois disso precisam checar o fígado do animal, que precisa estar em bom estado. Um fígado saudável representa que eles podem casar, mas um que apresenta problemas pode ser um mau sinal, e o processo deve ser repetido até que o órgão perfeito seja encontrado e os dois possam prosseguir para a cerimônia.

5 - Gales: colheres

A comida parece ter grande importância em casamentos realizados nos territórios do Reino Unido. Além das guerras de comida da Escócia, o País de Gales também conta com um hábito ligado à alimentação. Por ali, a tradição pede que o noivo dê uma colher de madeira para a noiva, indicando que ele nunca irá permitir que ela sinta fome. É um costume simples que relembra alguns valores importantes da união, como a ajuda e a companhia mesmo em tempos difíceis para o casal.

6 - Rússia: casamento fúnebre

Casamentos são tipicamente eventos felizes que marcam o início de uma jornada, bem diferentes dos cemitérios, que existem justamente por conta do fim da vida. Por causa disso, pode parecer estranho que os dois estejam conectados de alguma forma, mas isso acontece na Rússia. Alguns casais escolhem se casar perto do Túmulo do Soldado Desconhecido, memorial de guerra localizado no Kremlin, em Moscou, que homenageia soldados soviéticos mortos durante a Segunda Guerra Mundial. A escolha tenta trazer um tom de seriedade e reflexão para o casamento, já que um compromisso tão importante não pode ser levado apenas como festa, segundo quem faz essa opção.

7 - Sudão: dois filhos

Algumas pessoas acham que não existe um propósito para o casamento se o casal não planeja ter filhos juntos. Muitas religiões defendem que o passo natural após a união é a construção da família e a geração de descendentes, ainda que o mundo ocidental tenha conseguido escapar um pouco desse conceito em tempos mais recentes. No Sudão, por outro lado, ter filhos é praticamente obrigatório para membros de algumas culturas. De acordo com tradições de certos povos do país, o casamento só se torna válido depois que o casal tem dois filhos e, caso isso não aconteça, o marido pode pedir o divórcio caso ache necessário.

8 - Quirguistão: sequestro da noiva

É esperado que o dia do casamento seja um dos mais felizes da vida de alguém, mas no Quirguistão, uma popular crença dizia que lágrimas durante a data poderiam indicar que o casamento iria caminhar para a felicidade. Apesar disso, algumas pessoas levavam isso a sério e tomavam medidas drásticas. Homens começaram uma tradição de raptar e sequestrar mulheres, que ficavam tristes com a situação, mas parentes viam a tristeza como sinal de boa sorte. Por conta disso, pais de garotas raptadas permitiam que os sequestradores se casassem com as garotas. Hoje em dia, a tradição é considerada ilegal no país.

Qual dos costumes você achou mais estranho e distante de nossa cultura? Teria coragem de copiar algum deles durante o seu casamento?

Próxima Matéria
PH Mota
Jornalista que é um encontro Monty Python e A Praça É Nossa.
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento têm como único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+