icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


8 razões pelas quais teremos uma vacina para o COVID-19 nos próximos 5 meses

POR Bruno Dias    EM Curiosidades      27/08/20 às 11h57
capa do post 8 razões pelas quais teremos uma vacina para o COVID-19 nos próximos 5 meses

Estamos vivendo a pandemia do coronavírus há meses já. Por ser um vírus mortal, as autoridades de todo mundo estão se mobilizando com a situação e tentam conter o surto. Desde a sua identificação, ele já fez várias vítimas e infectou inúmeras pessoas. E os números não param de crescer. E na urgência de tentar conter o mais rápido possível a pandemia de coronavírus, laboratórios do mundo inteiro estão se mobilizando em busca de uma vacina eficaz contra a COVID-19.

Conforme os estudos e testes vão sendo realizados ao redor do mundo as pessoas se perguntam se essa corrida pela vacina terá um final feliz já em janeiro de 2021. Um médico cientistas e especialista em doenças infecciosas na Universidade da Virgínia se diz otimista a respeito da vacina.

Mostramos aqui por quais motivos ele acredita que em cinco meses nós já teremos uma vacina para o novo coronavírus.

1 - Sistema imunológico cura o vírus

Em até 99% dos casos de COVID-19, o paciente que se recupera do vírus tem ele eliminado do corpo. Algumas das pessoas que tiveram o novo coronavírus podem ter nívei baixos do vírus no corpo por até três meses depois de terem sido infectados. Mas na maior parte dos casos, essas pessoas não podem mais transmitir o vírus depois de 10 dias que ficaram doentes.

Por isso, deveria ser bem mais fácil fazer uma vacina para o novo coronavírus do que para infecções como o HIV, por exemplo, já que o sistema imunológico não consegue curá-lo de forma natural.

2 -Anticorpos direcionados evitam a infecção

A vacina irá proteger, em parte, estimulando a produção de anticorpos contra a proteína espinho na superfície do SARS-CoV-2. O vírus precisa dessa proteína espinho para se ligar e conseguir entrar nas células humanas para se reproduzir.

Os  pesquisadores conseguiram ver que os anticorpos produzidos pelo sistema imunológico humano se ligam à proteína espinho e conseguem neutralizá-la. E evitar que o coronavírus infecte as células. E as vacinas em testes clínicos demonstraram aumentar esses anticorpos anti-espinho que conseguem bloquear a infecção pelo vírus, nas células de laboratório.

3 -  A glicoproteína espinho tem vários alvos

Uma notícia boa é que a proteína espinho tem vários lugares onde os anticorpos podem se ligar. E com tantos pontos vulneráveis, é mais difícil para o vírus sofrer mutação e evitar uma vacina. Já que para evitar que os anticorpos o neutralizem várias partes do espinho precisam sofrer mutação.

4 - Se sabe como fazer uma vacina segura

A segurança de uma possível vacina é grande por causa do entendimento que os pesquisadores tem sobre os potenciais efeitos colaterais da vacina e como evitá-los. Alguns dos possíveis efeitos colaterais foram o aumento da infecção, dependendo de anticorpos, e reações alérgicas que causa inflamação no pulmão. Mas os pesquisadores viram esses possíveis efeitos colaterais e sabem agora como evitá-los nas vacinas.

5 - Várias vacinas estão sendo feitas

Uma coisa bastante animadora é o número de vacinas que estão em desenvolvimento. OI governo dos EUA, por exemplo, está apoiando o desenvolvimento de várias vacinas diferentes com a Operação Warp Speed. O objetivo dela é entregar 300 milhões de doses de uma vacina que seja segura e eficaz até janeiro de 2021.

6 - Vacinas passaram nas fases I e II

As primeiras fases de testes veem se uma vacina é segura e estimula uma resposta imunológica. Até o momento, três ensaios de vacinas diferentes foram promissores e desencadearam a produção de níveis de anticorpos neutralizadores anti-espinho. As vacinas da Moderna, Oxford e a empresa chinesa CanSino tiveram segurança nas fases I e II.

7 - Ensaio da fase III em andamento

A fase III é a etapa final do processo e ela já está em desenvolvimento. Nessa etapa a vacina é testada em dezenas de milhares de pessoas para ver se ela realmente funciona para prevenir a infecção do SARS-CoV-2.

As vacinas feitas pela Moderna e NIH e vacina de Oxford começaram a fase III em julho. E outras vacinas, vão começar essa última fase de testes em algumas semanas.

8 - Acelerar produção e implantação

A Operação Warp Speed dos EUA está pagando pela produção de milhões de doses de vacinas. E apoiando a fabricação delas em uma escala industrial. Isso mesmo antes dos pesquisadores terem demonstrado sua eficácia  e segurança.

A vantagem disso é que, assim que uma vacina for comprovada como sendo segura, um estoque dela já existirá. E vai poder ser distribuída imediatamente.


Próxima Matéria
avatar Bruno Dias
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest