icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


8 religiosos que fizeram coisas realmente absurdas

POR PH Mota    EM Curiosidades      15/08/16 às 15h41
capa do post 8 religiosos que fizeram coisas realmente absurdas

Ao longo da história, diversos nomes ficaram conhecidos e reuniram seguidores por meio da religião. É claro que vários deles realmente utilizaram as mensagens religiosas para fazer o bem e espalhar mensagens positivas em suas congregações, mas nem todos seguem esse bom exemplo. Diversos religiosos utilizaram de suas posições de liderança e influência para realizar feitos bem controversos.

Independente da religião, os maus exemplos de líderes são recorrentes em diferentes crenças e períodos da história. Papas aproveitaram de sua importante posição religiosa e política para enriquecer ou adotar hábitos polêmicos e religiosos oportunistas ou com transtornos psicológicos utilizaram da fé ou do devaneio popular para espalhar palavras controversas.

Conheça a história de alguns líderes religiosos que utilizaram sua influência e poder para realizar feitos bem absurdos e polêmicos. Alguns deles superam tantos limites que os líderes são considerados verdadeiros criminosos.

1 - Papa João 12

João 12 foi papa de 955 a 964 e teve uma péssima reputação. De acordo com a Enciclopédia Católica, o papa era um homem grosseiro e imoral que transformou a sede da igreja quase num bordel. Ele foi acusado de perjúria - mentir perante um juiz num tribunal -, simonia - venda de favores ou bênçãos em troca de dinheiro - e outros crimes. Acredita-se que o papa tenha sido morto após um homem o assassinar por pegá-lo na cama com sua esposa.

2 - Matthew Hale

Matthew Hale se considerava o Pontífice Máximo da Igreja Movimento de Criatividade, uma entidade exclusiva para brancos. Hale pregava a supremacia branca e o extermínio de negros e judeus porque, segundo ele, Deus seria branco e só teria criado as outras raças para testar a fé das pessoas. Por conta dessa crença, matar um negro ou judeu não seria considerado pecado. Atualmente, Hale está preso, condenado a 40 anos de prisão por encomendar a morte de um juiz.

3 - Edmar Santos de Araújo

Conhecido pelo nome Pai Bruno da Pombagira, o pai de santo Edmar Santos de Araújo foi condenado a mais de cinco anos de prisão por extorquir fieis e formar quadrilha. Prometendo trabalhos e melhorias de vida para quem o procurava, o pai de santo realizava cobranças extras por meio de ameaças para que pudesse concluir os trabalhos de feitiçaria. O pai de santo foi afastado das atividades religiosas e preso, juntamente com parceiros de crime.

4 - Papa Leão X

Leão foi muito reconhecido por ser um importante patrono de vários artistas, mas ficou famoso por seus comportamentos luxuosos, entre 1513 e 1421. Ele tomou diversas medidas de vendas de objetos e supostos milagres no Vaticano, garantindo o perdão e a salvação no pós-vida para os fieis. A prática se tornou rotineira na Igreja Católica e foi responsável pela revolta de Martinho Lutero e a Reforma Protestante.

5 - Paul Jennings Hill

Paul Jennings Hill era um ministro da Igreja Presbiteriana até que foi excomungado em 1993, por ser um militante extremista nas causas contra o aborto. Hill chegou a integrar o Exército de Deus, uma organização anti-aborto que realiza atos de terrorismo em clínicas de aborto. Seu feito mais radical aconteceu em 1994, quando viajou para uma cidade da Flórida e assassinou um médico e seu segurança. Após o crime ele se sentou no gramado da clínica, aguardando a polícia. Hill foi preso e executado.

6 - Papa Alexandre VI

Membro da família Borgia, o papa Alexandre VI ficou conhecido por seu comportamento controverso e nepotismo. Ele foi papa entre 1492 e 1503, anos em que aconteceram tantos episódios de fraudes, intrigas e orgias que gerou até mesmo um seriado de TV. Como se os dilemas já fossem polêmicos o suficiente, existem crenças de que o papa sustentava um relacionamento com sua própria filha.

7 - Bonifácio Buzzi

O padre Bonifácio Buzzi, de 57 anos, foi um dos mencionados no filme vencedor do Spotlight: Segredos Revelados. A história gira em torno de um escândalo de pedofilia investigado por repórteres do jornal The Boston Globo. O padre foi condenado a 20 anos de prisão por abuso de um menino de apenas 10 anos, mas cumpriu apenas 8 em regime fechado. Acusado de voltar a praticar os crimes, o religioso foi preso novamente e cometeu suicídio dentro da prisão.

8 - Herff Applewhite Jr.

Em 1972, Applewhite se proclamou um profeta e, mais tarde, a própria reencarnação de Jesus Cristo. Ele recrutou seguidores por todo o país e montou uma congregação no Rancho Santa Fé, na Califórnia. Ali, sua mulher morreu de câncer e ele passou por uma cirurgia de castração, por purificação. Durante a passagem do comente Hale-Bopp, em 1997, ele pregou que o suicídio era a única forma de sair com salvação da Terra. As palavras provocaram um suicídio em massa em seu rancho e 39 pessoas provocaram a própria morte por envenenamento. Os suicídios aconteceram ao longo de três e dias e Applewhite foi um dos quatro últimos a morrer.

Infelizmente, nem sempre os religiosos utilizam apenas das boas mensagens propostas em suas religiões. Por isso, é sempre importante que, independente da crença, exista um olhar crítico antes de seguir qualquer ordem ou sugestão de um líder. Qual dos casos citados você achou mais absurdo?


Próxima Matéria
avatar PH Mota
PH Mota
Jornalista que é um encontro Monty Python e A Praça É Nossa.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest