icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


A história da mulher, que se disfarçava de garoto de 16 anos, para abusar de adolescentes

POR Erik Ely    EM Curiosidades      17/01/20 às 17h35
capa do post A história da mulher, que se disfarçava de garoto de 16 anos, para abusar de adolescentes

Nas redes sociais, Gemma Watts usava o nome de "Jake Waton" e trocava fotos íntimas com vítimas, por toda Inglaterra. Além disso, nos encontros, a mulher, de 21 anos, moradora de Enfield, se disfarçava de garoto de 16 anos para abusar de adolescentes.

Ao ser pega, Gemma confessou ter abusado de quatro garotas. No entanto, a polícia acredita que ela pode ter alcançado mais de 50 vítimas no total.

Uma mulher que se passou por adolescente

Na cidade de Enfield, na Inglaterra, uma mulher, de 21 anos, conhecida como Gemma Watts, foi presa após ser acusada de abusar sexualmente de meninas entre 13 e 16 anos. Nas redes sociais, Gemma usava sua própria foto para se aproximar das vítimas. No entanto, usava o nome "Jake Waton" para se passar por um garoto de 16 anos de idade.

Ao ser pega, Gemma confessou no tribunal que cometeu crimes contra quatro meninas diferentes. Entretanto, segundo autoridades, esse número pode chegar até 50 vítimas. Nas fotos, Gemma prendia o cabelo longo e o escondia em um boné. Além disso, ela usava apenas roupas largas e esportivas. Com esse disfarce, ela buscava suas vítimas curtindo e comentando em diversos perfis de adolescentes em redes sociais.

Por meio de mensagens, Gemma pedia fotos íntimas e depois marcava passeios na cidade. De fato, a maioria das menores de idade acreditava estar em um relacionamento sério com Watts. Para se ter uma ideia, a criminosa chegou a se apresentar como Jake para os pais de uma menina de 14 anos.

De acordo com Phillipa Kenwright, a juíza do caso, todas as garotas "acreditavam que estavam em relacionamento com um homem". No entanto, estavam "completamente envolvidas" na história bolada pela pedófila. Depois de ser julgada e condenada culpada, Gemma irá cumprir uma sentença de oito anos, pelo crime de intenções sexuais com menores. Além de outras três acusações de abuso sexual.

Uma das vítimas disse que "o amava"

De acordo com o relato de uma das vítimas, uma garota de 14 anos, seu "coração explodiu", quando ela soube da verdade de Gemma. "Meu mundo parou, eu realmente parei de respirar... eu o amava muito", disse em uma declaração lida no tribunal. Entre as vítimas, há uma menina de 13 anos de Plimude, duas de 14 anos de Surrey e Hampshire, e uma garota de 16 anos, de Midlands Ocidentais.

Em um dos encontros, uma garota disse que acreditava estar tocando nos órgãos genitais de Gemma. No entanto, acredita que foi enganada pelo "que deve ter sido um bolo de meias firmemente enroladas". De fato, o que aconteceu "foi uma mudança de vida para as vítimas envolvidas", afirmou a juíza do caso.

Gemma Watts estava sendo investigada desde 2018. Na época, ela chegou a ser presa novamente, foi quando a encontraram com a quarta vítima. Depois disso, ela viria a confessar os crimes, no final de 2019. De acordo com Nicholas Plummer, membro da Delegacia de Hampshire, é sempre fundamental lembrar dos cuidados com crianças na internet. "Este é um caso verdadeiramente chocante", afirmou o delegado.


Próxima Matéria
Via   BBC     Aventuras na História  
Imagens BBC
avatar Erik Ely
Erik Ely
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest