• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


A incrível história do bebê que nasceu com o coração para fora

POR Arthur Porto    EM Mundo Afora      27/08/19 às 12h28

Após 1 ano e 2 meses no hospital, um bebê no Reino Unido que nasceu com o coração fora de seu corpo terá permissão para ir para casa.

Vanellope Hope Wilkins nasceu com uma condição rara, conhecida como ectopia cardíaca. Em suma, a ectopia cardíaca ocorre quando a caixa torácica do feto não se desenvolve corretamente. Como a caixa torácica não se forma corretamente, o coração cresce fora do corpo.

O órgão fica sem a proteção da pele, do músculo e do osso. Além disso, o coração pode se localizar completamente fora do tórax ou estar apenas parcialmente fora do peito. Na maioria dos casos, a esperança média de vida é de poucas horas. De acordo com especialistas, a maioria dos bebês acaba por não sobreviver após o primeiro dia de vida.

No caso de Vanellope Hope Wilkins, sua condição foi revelada no ultrassom de 16 semanas. Por esse motivo, a menina nasceu por meio de um parto cesárea. Na ocasião, além de precisar de uma série de cirurgias para corrigir sua condição, ela tinha menos de 10% de chance de sobreviver.

O milagre

Apesar das poucas chances, Vanellope Hope Wilkins sobreviveu. Quando nasceu, a equipe médica teve que proteger o coração para não deixar o órgão exposto. Em seguida, quando Vanellope Hope Wilkins estava forte o suficiente, os médicos, enfim, colocaram o coração de volta a caixa torácica.

Após 1 ano e 2 meses no hospital, a menina foi finalmente liberada para ir para casa. Entretanto, a batalha ainda não terminou. Os pais de Vanellope, Naomi Findlay e Dean Wilkins, ainda necessitam de ajuda para garantir a saúde da filha.

Até o momento, os pais contam com o auxílio de uma equipe de sete pessoas. Os profissionais revezam diariamente realizar os cuidados necessários. Ainda assim, a alta de Vanellope foi intensamente comemorada pelos pais.

"Somos os pais mais felizes vivos. Tem sido uma louca jornada, com emoções que nunca imaginamos que iríamos sentir, mas hoje finalmente podemos fechar este capítulo e começar um novo. A chance de todos nós finalmente sermos uma família de verdade não tem preço", escreveu Naomi em uma publicação em seu perfil no Facebook.

Vanellope é o primeiro bebê do Reino Unido que nasceu com a rara condição e conseguiu sobreviver.

A rara condição

A ectopia cardíaca pode ser identificada logo no primeiro trimestre de gravidez, através do exame de ultrassom. Entretanto, existem casos mais raros, nos quais a malformação só é dectada após o nascimento.

Além de defeitos no coração, a doença também está associada a defeitos na estrutura do tórax, do abdômen e de outros órgãos, como, por exemplo, intestino e pulmões. Este problema deve ser tratado com cirurgia para recolocar o coração no local, mas o risco de morte, infelizmente, é alto.

A causa específica do problema ainda é desconhecida. No entanto, como explicam os especialistas, é possível que a malformação ocorra devido ao mal desenvolvimento do osso do esterno. A malformação da caixa torácica permite que o coração passe para fora do peito ainda durante a gestação.

A correção é feita somente por cirurgia. A cirurgia, normalmente, é feita nos primeiros dias de vida, mas tudo depende da gravidade da doença e do estado de saúde do bebê.

 

Próxima Matéria
Via   Pais e Filhos     ATI  
Arthur Porto
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+