• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


A lenda da Chorona, uma história de terror mexicana

POR Arthur Porto    EM Terror & Sobrenatural      16/10/19 às 11h13

Assim como aqui, no Brasil, outros países também são ilustrados por mitos e lendas. Deixando por um momento de lado, a rica diversidade cultural de nosso país, vamos, agora, falar de uma lenda mexicana.

E se há uma lenda, que é destaque na cultura do povo mexicano, com certeza, essa é a lenda de La Llorona (A Chorona). Em suma, a lenda conta a história de uma mulher, que aparece em noites de lua cheia. Em suas aparições, tal mulher aparece chorando amargamente, seja por algo específico ou alguém que perdeu no passado.

A lenda

De acordo com a lenda, há muitos anos atrás, La Llorona veio para Xochimilco com seus dois filhos, Ollin e Tonatiuh. Em suma, La Llorona era mãe solteira. Para sustentar a casa, trabalhava duro, vendendo as flores que ela cultivava em sua chinampa.

Por ser generosa, La Llorona ganhou a simpatia de todo o povoado. Por ser adorada por todos, sua chinampa logo começou a dar frutos. Em contrapartida, como já dizia o ditado, nem tudo que reluz é ouro. Em uma noite qualquer, tudo mudou.

Sem saber como, sua casa começou a pegar fogo. Para salvar as crianças, La Llorona deixou seus filhos em uma barca à deriva de um rio. Desesperada, tentou apagar o fogo. Após ser vencida pelo fogo, foi procurar os filhos. Entretanto, já era tarde demais.

Ambos sumiram sem deixar rastros. Com a ajuda de todo o povoado, La Llorona os procurou por vários dias. Não se sabe quando, mas alguém achou as crianças. Estavam ali, ao lado do canal. Foi nesse momento, que a mãe, devido a tamanha dor e desespero, enlouqueceu.

La Llorona não conseguiu aceitar a morte de seus filhos. Com o coração destroçado e cheio de dor, não conseguiu resistir e, lentamente, em prantos, morreu. Durante muitos anos, o povoado sofreu.

Em contrapartida, quando a história estava prestes a ser esquecida, os moradores locais começaram a se ouvir lamentos no meio da noite. Dizem que é La Llorona quem vagueia pela vila à procura de seus filhos.

Para suprir tamanha dor, La Llorona pega crianças locais.

Detalhes

Em suma, a lenda ganhou profunda dimensão. Tanto que até mesmo outros países possuem uma versão derivada dela em seu folclore local, até mesmo aqui no Brasil.

Como toda lenda popular, La Llorona deu origem a diversas variantes, misturando simples estórias e relatos de pessoas que afirmam ter visto a mulher com os próprios olhos.

Sua origem é incerta, até porque existem várias versões. A mais aceita remota o período colonial e é baseada nas crônicas de Bernal Díaz del Castillo, que participou da conquista do Império Mexicano.

De acordo com as crônicas de Bernal Díaz del Castillo, La Llorona era uma mulher de origem indígena, amante de um cavalheiro espanhol. Quando a jovem lhe pediu para formalizar o relacionamento, ele se recusou, pois pertencia à alta sociedade.

Esse, basicamente, foi o estopim que desencadeou a tragédia pela qual sua alma vagaria em tristeza. Ainda de acordo com as crônicas, na noite em que foi rejeitada, La Llorona assassinou seus dois filhos, um menino e uma menina.

Após perceber o que havia provocado, emitiu um grito arrepiante. O mesmo que dizem escutar hoje.

Próxima Matéria
Arthur Porto
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento têm como único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+