icone menu logo logo-fatos-desconhecidos.png


A melhor maneira de desmascarar um mentiroso

POR A redação    EM Ciência e Tecnologia      08/09/15 às 17h22
capa do post A melhor maneira de desmascarar um mentiroso

Todos sabem que mentir é falar ou dizer algo contrário à verdade. Muitos não admitem, mas a verdade é que todos mentem. Seja para agradar a alguém, sair de uma encrenca, ser o herói de alguma aventura nunca vivida, levar vantagem na vida, ter um amor inexistente. Mas fique tranquilo! A mentira existe desde que o mundo é mundo.

Contudo, o ato de mentir é mais ou menos tolerado de acordo com os valores do povo de cada época. Por exemplo, os povos antigos, condenavam a mentira, mas podiam mudar a ideia a partir do contato com outras culturas. Já os budistas pregavam que mentir equivalia a matar dez homens. Em tempos recentes, com a chegada dos colonizadores ingleses, a mentira passou a ser aceita com naturalidade pelos indianos, que a ela recorriam até para salvar a própria pele.

Mas será que é possível reconhecermos um mentiroso? E se for alguém que não conhecemos? Como podemos saber que essa pessoa está mentindo? Um psicólogo contratou alguns seguranças em vários aeroportos da Europa,  eles tinham que entrevistar passageiros sobre seus planos de viagens passados e futuros. Alguns atores na multidão tiveram a instrução de inventarem histórias falsas - e seus seguranças teriam que identificar os mentirosos. De cada mil passageiros entrevistados, apenas um iria mentir. Confira como desmascarar um mentiroso!

O psicólogo Thomas Ormerod e seus seguranças sabiam que tentar ler pistas na linguagem corporal dos entrevistados não seria muito eficiente. Isso mesmo! Vários estudos científicos descobriram que detectar mentiras dessa forma ou com base em expressões faciais é praticamente uma questão de sorte. Eles não perderam tempo e jogaram fora todas as técnicas antigas e começaram algo totalmente novo.

Pesquisas científicas sobre a mentira, tem resultados decepcionantes nos últimos anos. Isso porque a maior parte desses trabalhos focam em tentar ler as intenções do mentiroso em sua linguagem corporal e em seu rosto, como risadas nervosas, bochechas avermelhadas e olhar fugidio. Quanto mais os psicólogos examinam, mais as pistas parecem ser frágeis. O problema está na enorme variedade do comportamento humano.

O trabalho de Ormerod foi realizado nos meses que antecederam os Jogos Olímpicos de Londres, em 2012, aproveitando que muitos passageiros poderiam ser interrogados por seguranças para verificar se emitiam algum "sinal suspeito". O primeiro fato que o psicólogo notou foi que as autoridades normalmente usam perguntas onde só cabem as respostas "sim" ou "não". "Isso não dá ao agente de segurança a chance de ouvir o passageiro falar nem de observar mudanças de comportamento", afirma.

O psicólogo resolveu treinar sua equipe para tirarem o foco dos maneirismos sutis e prestarem atenção no que as pessoas estão dizendo, suavemente apertando nos pontos certos para conseguir desmascarar o mentiroso. Com isso a equipe descobriu uma série de etapas em uma conversa que podem contribuir para descobrir uma mentira. Dentre eles:

Perguntas abertas - Isso faz com que o mentiroso prolongue sua conversa e ele pode se perder na própia mentira. Curioso, não?

Elemento surpresa - Fazer perguntas inesperadas e confusas ao mentiroso é um grande truque! Além de falar para ele contar uma história de trás para frente. Pode ser infalível!

Detalhes - Os detalhes são de extrema importância. Por exemplo, se um passageiro afirma que trabalha em certa empresa, pergunte sobre o caminho que faz para ir e voltar ao escritório diariamente. Se encontrar uma contradição, não o corrija. É melhor deixar o mentiroso ganhar confiança e acabar entregando mais fatos incorretos.

Autoconfiança - Você não pode esquecer de observar a mudança na autoconfiança de um mentiroso. É simples: quando acham que estão conduzindo a conversa, eles tendem a ser mais falantes. Mas podem ficar quietos se perceberem que estão perdendo o controle da situação.

O psicólogo concluiu que para desmascarar um mentiroso, devemos ter uma conversa informal, em vez de um interrogatório intenso. Pois sob essa pressão mais suave, o mentiroso pode acabar se traindo ao contradizer sua história, ou ao se tornar claramente evasivo em suas respostas. Ele afirma que não existe uma fórmula mágica, e sim maneiras para ter uma abordagem mais cognitiva.

Os resultados mostraram que sua estratégia funcionou! Isso porque os seguranças treinados por ele apresentaram 20 vezes mais chances de detectar os falsos passageiros, encontrando-os 70% das vezes. Não podemos esquecer que para realizar o teste devemos manter a mente aberta e não nos apressarmos nas conclusões - não é porque uma pessoa está nervosa ou tem dificuldades de lembrar de certo fato quer dizer que ela seja mentirosa.

Tato, persuasão e inteligência são elementos essenciais para detectar uma mentira. Deixe de lado a formalidade e boa sorte!

Fonte: BBC


Próxima Matéria
avatar A redação
A redação
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest