• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


A triste história de vida Joaquin Phoenix

POR Bruno Dias    EM Entretenimento      04/10/19 às 19h43

Joaquin Phoenix é um dos maiores atores do mundo há algum tempo e está claro que ele deixou sua marca na indústria do cinema. Ele foi descoberto depois que ele e seus quatro irmãos foram vistos, se apresentando nas ruas de Westwood, na Califórnia.

Recentemente, ele foi escalado para interpretar o vilão da DC Comics, no filme Joker. Para quem está familiarizado com a sétima arte, essa notícia não foi um choque, já que o ator é conhecido por interpretar solitários problemáticos, em vários outros filmes. Muitos podem conhecer Phoenix somente por seus trabalhos nos filmes. Mas, sua vida privada teve mais dramas do que vários de seus filmes feitos.

Phoenix nasceu em San Juan, em Porto Rico, no dia 28 de outubro de 1974. Logo quando criança, ele começou atuar em programas de televisão e comerciais. Depois de ter feito parte do filme Parenthood, em 1989, ele apareceu em outros filmes e então se transformou em uma estrela. Ele recebeu três indicações ao Oscar e ganhou um Globo de Ouro. Mas, um dos fatores que fez as pessoas se interessarem pelo ator, foi o seu passado trágico.

Os pais de Phoenix, John Lee Bottom e Arlyn Dunetz, se conheceram em 1968. A mãe de Phoenix era hippie, e assim como a maioria na década de 1960, resolveu se mudar para a Califórnia. E foi lá, que conheceu o compositor Bottom.

Passado pouco tempo, eles se casaram. E, em 1970, seu primeiro filho, River, nasceu. E depois de dois anos, veio Rain. Depois, eles se juntaram a um grupo religioso, chamado de "Os filho de Deus".

Eles então viajaram com o advogado do grupo e se mudaram para San Juan. Em 1974, enquanto pregavam a mensagem do culto, eles tiveram seu filho Phoenix e, dois anos depois, Liberty.

Culto

O culto não pagava tão bem e o dinheiro da família foi ficando escasso. Então, River e Rain tiveram que se tornar artistas de rua para sobreviver. "Desde tenra idade, River estava se esquivando nas esquinas, tentando espalhar a palavra e fazer proselitismo para o culto. Mas se ele não trouxesse para casa trocos suficientes naquele dia, a família não iria comer", disse um biógrafo.

A mãe da família começou a ficar desiludida com o culto, quando ele começou a pregar que as mulheres deveriam atrair membros do sexo masculino, usando atividades promíscuas. Foi então que a família decidiu sair dali.

Mas, antes dessa mudança do culto, a família Phoenix realmente se sentiu conectada. "Meus pais tiveram uma experiência religiosa e se sentiram fortemente a respeito. Eles queriam compartilhar isso com outras pessoas que queriam falar sobre sua experiência com a religião", disse Phoenix.

"Acho que meus pais pensaram que haviam encontrado uma comunidade que compartilhava seus ideais. Os cultos raramente se anunciam como tal. Geralmente, alguém diz: 'Somos pessoas com a mesma mente. Esta é uma comunidade ', mas acho que no momento em que meus pais perceberam que havia algo mais, eles saíram", acrescentou.

Depois que saiu do culto, a família se mudou para uma casa, fora da comunidade venezuelana. E, em 1978, foram enviados de volta para os Estados Unidos. Quando chegaram de volta aos EUA, eles mudaram seu sobrenome, de Bottom para Phoenix.

Recomeço

Mas o recomeço nos EUA não foi fácil. A família estava desabrigada. "Mesmo quando não tínhamos dinheiro, ainda tínhamos um carro para dormir e a garagem de carros de um amigo em que podíamos estacionar. Além de um pai que dizia: 'Vou cuidar de você'", contou Phoenix.

A mãe de Phoenix conseguiu um emprego na NBC, e foi então que contratou um agente para seus filhos Foi, nesse momento, que Phoenix e seus irmãos começaram na indústria do entretenimento. De todos os irmãos, quem se destacou foi River. E ele parecia ter um futuro promissor. Mas, em 1993, uma tragédia aconteceu.

Desde muito jovem, depois que conheceu Corey Feldman, River sofreu com abuso de substâncias. E um dia, ele usou uma combinação de duas substâncias, uma mistura conhecida como bola de velocidade, e começou a se sentir mal. Ele sabia que estava tendo uma overdose.

Phoenix ligou para a emergência, para tentar salvar seu irmão de 23 anos. Mas, quando os médicos chegaram para levá-lo para o hospital, eles não conseguiram reanimá-lo. E River foi declarado morto às 1h51 da manhã, do dia 31 de outubro.

Depois da morte de seu irmão, Phoenix ficou em um hiato de dois anos, sem atuar. Ele voltou, em 1995, ao lado de Nicole Kidman, no filme To Die For.

Mistérios

Os enigmas sobre Joaquim Phoenix são muitos. Mas, com o recente filme sobre o Coringa, um mistério sobre o ator voltou à tona. O mistério é a cicatriz que o ator tem em seu lábio superior.

A verdade é que ele a tem desde que nasceu. A maioria das pessoas que notou a cicatriz chegou a concluir que ele tinha nascido com um simples lábio leporino. Mas outras pessoas acreditam que Phoenix teve a cicatriz feita, mais tarde em sua vida. Mas isso tudo era apenas rumor.

Mas depois de anos, o próprio ator quebrou o silêncio a respeito de sua cicatriz. De acordo com Phoenix, ele acredita que ela seja uma marca de nascença e não um caso de lábio leporino.

Família

Mesmo depois de vários traumas, a família continua com suas vidas. Rain ainda está envolvida com música. Summer trabalha como atriz e designer. E Liberty, escolheu um caminho diferente da vida artística dos irmãos. Ela desistiu de atuar, depois dos seus dois primeiros papéis quando criança. Ela trabalha com sua mãe, no River Phoenix Center for Peacebuilding, que é uma instituição que tem como objetivo proteger o planeta.

Próxima Matéria
Via   Note abley  
Imagens Note abley
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento têm como único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+