• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


A triste infância de Cristiano Ronaldo

POR Diogo Quiareli    EM YouTube      17/10/19 às 12h52

Pelé ou Maradona? Essa é uma pergunta, que já causou muita discórdia entre nós, brasileiros, e os nossos vizinhos argentinos. Mesmo que você não seja um grande fã de futebol, já ouviu falar esses dois nomes. Até porque, há sempre aqueles jogadores, com uma fama que ultrapassa os estádios. Entre os nomes consagrados do futebol, está Cristiano Ronaldo, o ídolo de toda uma nação. O jogador esbanja talento em campo e na vida pessoal, fazendo sucesso e fortuna continuamente. Ainda assim, as coisas nem sempre foram fáceis para ele. Em especial, um momento de seu passado, que é bem pouco divulgado, e que segundo o atleta, está entre os mais difíceis de sua vida. 

Cristiano Ronaldo é um dos maiores jogadores da atualidade. O português de 34 anos, também é chamado de CR7, hoje joga no Juventus, além de jogar pela Seleção Portuguesa, seu país natal. Por causa do seu grande desempenho, é considerado uma lenda dos campos. Seus números, prêmios e inúmeras vitórias falam por si sós. Além de sua popularidade nos dias de hoje. Contudo, recentemente, uma história pesarosa da vida de Cristiano veio à tona, e mostrou que o astro tem coração maior do que sua fama. E sobretudo, uma coisa bastante rara: gratidão. 

Revelação de Cristiano Ronaldo

Em uma entrevista, Cristiano decidiu se abrir e revelar um pouco mais da sua infância. Ele disse que, quando ainda morava na ilha portuguesa da Madeira, sua família lidava com graves problemas financeiros. Conforme ele relatou, ainda garoto, não foram poucas as vezes que ele passou fome. E nessas ocasiões, mesmo um pouco envergonhado, ele costumava pedir comida para as pessoas. Nem sempre essas pessoas o notavam, ou sequer respondiam e quem dirá, o ajudavam. Contudo, ele revelou nunca ter se esquecido de três mulheres, que em diversas ocasiões, o ajudaram. Como era bem novo, o jogador guardou o nome de uma delas. Edna. As três senhoras eram funcionárias do McDonalds, e além de alimentar o faminto menino, ainda o acolhiam e tratavam com carinho.  

Durante a entrevista, Cristiano ficou muito emocionado contando a história, até porque coisas assim marcam uma pessoa para sempre, né? Na hora, ele revelou sua grande vontade de reencontrar as três mulheres. Disse, muito emocionado, que desejava, como poucas coisas em sua vida, ter a chance de agradecer por terem feito aquilo, em diversas vezes.Ainda com lágrimas, o jogador disse que procurou por elas uma vez, indo até o lugar onde ficava aquele McDonald"s. Contudo, ele teria sido fechado, e assim, ele não teve nenhum sucesso com sua busca.

O atleta afirmou que gostaria que aquela entrevista, se tornasse um forma de chegar até o trio, que há tempo tempo, saciou sua fome com profunda gentileza. A intenção de Cristiano era simples: convidar as mulheres para Turim ou Lisboa, para um jantar com ele.

Encontro

Mais tarde, o apresentador, que entrevistou o craque, disse, no Twitter, que sua produção poderia ter encontrado a tal Edna. Além de Edna, mais uma das mulheres que o ajudavam, foi encontrada. Era Paula Leça, que na época tinha 16 anos. Ela concedeu uma entrevista relembrando quando um grupo de três ou quatro crianças iam até o seu trabalho, pedir as sobras. Ela se lembrou bem de Cristiano, falou ainda que ele era o mais reservado de todos. Ao que se sabe, ele se aproximou bastante de Edna e de Paula, após toda a divulgação do fato, mas a  terceira mulher ainda não foi localizada. Ainda assim, o ídolo português disse que vai continuar a procurar por ela, enquanto puder. 

Hoje em dia, Cristiano é um dos jogadores mais importantes e vencedores da história do futebol mundial. Essa entrevista fez com que lembrássemos do so coração que bate, além dos pés que fazem gols. Há um ser humano com boa índole e que sabe reconhecer a importância das pessoas, mesmo quando a vida se transforma tão magicamente, como aconteceu com ele. Não apenas nessa situação, mas o talentoso português esbanja humanidade, por onde passa. Para citar um pequeno e rápido exemplo: ele recebeu um tratamento tão bom durante as férias com a família na Grécia, que deixou 89 mil reais de gorjeta para os funcionários do hotel. Fora outras tantas e tantas boas ações, já feitas durante sua carreira. 

Vídeo

É, realmente, Cristiano Ronaldo é um exemplo de humildade. É alguém que cravou seu nome na história de seu esporte e de toda a raça humana. 

O que você achou dessa matéria? Comenta pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos. Lembrando sempre que o seu feedback é extremamente importante para o nosso crescimento.

Próxima Matéria
Diogo Quiareli
Geminiano, 25 anos, goiano.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+