• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Acumulador assassino: ele deixou a esposa apodrecer no meio do lixo

POR Renata G Pereira    EM Curiosidades      15/10/19 às 11h24

A mente de um acumulador compulsivo funciona de maneira diferente das outras pessoas. O hábito de acumular, de forma compulsiva, é considerado uma doença. E de acordo com especialistas, é uma doença que vem aumentando cada vez mais.

No Reino Unido, um aposentado e também acumulador compulsivo, chamado Richard Wallach, foi condenado a oito anos de prisão. O motivo foi por ter deixado a sua mulher apodrecer em uma poltrona, no meio do lixo, dentro de sua residência. Sua esposa, Valerie, foi encontrada em sua casa, um ambiente insalubre. Surpreendentemente, ela estava viva mas seu corpo se encontrava apodrecido e sua pele estava coberta por vermes.

No entanto, o mais surpreendente é que Valerie estava apodrecendo e que isso colaborou para a sua morte. Em sua defesa, Richard alegou não conhecer a esposa. Posteriormente, disse que, para ele, ela estava perfeitamente bem. Mesmo assim, o tribunal reuniu todas as provas de que ela estava indefesa, numa cadeira de couro onde havia fezes e urina. A justiça então foi cumprida, Richard foi condenado por homicídio culposo e por negligência, após a morte de sua mulher.

Acumulador assassino

Após ser encontrada, apodrecendo em um sofá, na própria casa, Valerie foi levada ao hospital. Mas, seu caso era crítico, então, ela morreu dias depois, de falência múltipla de órgãos.

Diante da condição em que Valerie foi encontrada, com a pele cinzenta, cheia de vermes e infecções diversas, Richard foi declarado culpado em uma sessão de julgamento, que dada às circunstâncias, foi consideravelmente curta.

Richard foi considerado um acumulador compulsivo e assassino. Ele foi julgado pelo juiz, Neil Flewitt, que ainda o acusou de ser egoísta e egocêntrico.

"Você é obcecado por si mesmo, está excessivamente preocupado com sua própria vida e circunstâncias e pensa apenas em si mesmo. Em outras palavras, você é um homem completamente egoísta e, nesse caso, seu egoísmo levou diretamente à morte de sua esposa", declarou o juiz, Neil Flewitt.

Como funciona a cabeça de um acumulador?

O hábito de acumular compulsivamente é considerado um distúrbio psicológico. Em suma, ele obriga aqueles que sofrem desse mal a acumularem objetos aleatórios, e os impede de se livrarem deles. Mesmo que sejam inúteis, ou que não cumpram nenhum propósito prático.

Este mal também é conhecido como síndrome de Diógenes, síndrome do colecionador compulsivo ou disposofobia. Infelizmente, o número de casos de pessoas com esse distúrbio, vem aumentando cada vez, e se tornando cada vez mais comum.

Os acumuladores compulsivos têm como característica a dificuldade em se desfazer de seus bens materiais. São pessoas enraizadas em suas casas, e que não se sentem bem com mudanças. O que pode ser prejudicial à saúde, pois com o tempo e com a desordem, é impossível manter a casa limpa e higienizada. E assim, pode atrair insetos e bichos para o meio da bagunça,que vai se formando.

É necessário um acompanhamento médico, para descobrir a raiz do problema. Pois, a razão de acumular objetos, é para suprir alguma carência emocional. E com ajuda, o acumulador poderá se desapegar emocionalmente dos objetos. E por fim, classificá-los e jogá-los fora.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Próxima Matéria
Via   incrivel.club     uol  
Renata G Pereira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+