icone menu logo logo-fatos-desconhecidos.png


Adolescente desenvolve doença que não era vista desde o século 18

POR Isabela Ferreira EM Ciência e Tecnologia 21/06/18 às 14h36

capa do post Adolescente desenvolve doença que não era vista desde o século 18

Nosso mundo possui algumas doenças realmente assustadoras. Mas graças ao desenvolvimento da medicina e aos avanços tecnológicos da qual ela dispõe, pudemos nos livrar de boa parte delas, ou pelo menos, de algumas das mais perigosas. Mas querendo ou não, eventualmente uma ou outra insiste em voltar a aparecer, mesmo que em situações bem pontuais.

Há alguns meses atrás, médicos do Hospital da Condessa de Chester, no País de Gales, obtiveram um diagnóstico bastante estranho para as bolhas que estavam nos pés e mãos de um adolescente de 15 anos. Foram feitos vários exames e análises, uma vez que não acreditavam que aquilo poderia ser real. Foi realmente assustador considerar que aquela doença voltava a aparecer.

O resultado dos exames

Julgando pelos sinais que o garoto apresentava pelo corpo, tem algum palpite do que poderia ser? Se você chutou varíola bovina, acertou. Exatamente, o garoto havia contraído a doença que, durante o século 18 já foi bastante comum, mas que não se mostrava presente desde então... Já fazia mais de 10 anos que a doença não aparecia no país.

De forma contrária à varíola comum, a varíola bovina não pode ser transmitida de forma tão fácil entre humanos. Segundo a mãe do garoto, ele ficou bastante envergonhado com o que aconteceu e preferiu permanecer no anonimato. Segundo ela: "Parecia uma bagunça, as lesões não eram agradáveis e é claro, não era nada agradável para ele".  Os médicos demoraram alguns dias para limparem as pústulas e ao mesmo tempo em que não eram dolorosas, provocavam muita coceira.

Tudo indica que o jovem contraiu a infecção enquanto alimentava alguns alguns bezerros. Mas por outro lado e por incrível que pareça, ele também pode ter contraído de gatos selvagens ou roedores. Apesar disso, este foi apenas um caso isolado e não significa que a doença retornou. Pelo menos, ainda não.

De acordo com o cientista clinico Robert Smith, da Public Health Wales: "Um total de 29 relatórios laboratoriais de varíola bovina foi recebido pelo centro de vigilância de doenças transmissíveis dos laboratórios de saúde pública (PHLS) entre 1975 e 1992 (com um intervalo de 1 a 4 relatórios anualmente)". De qualquer forma, ainda é algo bastante raro.

E então pessoal, o que acharam? Compartilhem suas ideias com a gente aí pelos comentários!

 


Próxima Matéria
Via   Science Alert  
avatar Isabela Ferreira
Isabela Ferreira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest