icone menu logo logo-fatos-desconhecidos.png


Afinal, os vírus são ou não são seres vivos?

POR Magno Oliver EM Ciência e Tecnologia 06/10/15 às 16h30

capa do post Afinal, os vírus são ou não são seres vivos?

Os vírus são parasitas obrigatórios de estrutura bem simples e pequena (medindo menos de 0,2 µm) composta por uma cápsula protéica envolvendo o material genético. Do Latim, o vírus significa fluído venenoso ou toxina.

Em nosso organismo, os vírus costumam representar cerca de 3.600 espécies das 1.739.600 espécies de seres vivos conhecidos. Eles podem infectar os organismos vivos e se reproduzem por meio do processo de invasão e possessão do controle do mecanismo de auto-reprodução das células.

Na área da computação, o termo vírus surgiu exatamente em analogia ao vírus do corpo humano. Aqui no site da Fatos Desconhecidos,  nós já produzimos para você uma matéria listando os 6 vírus mais devastadores da história da computação (Clique aqui e confira a matéria).

E os vírus são um tema de muita polêmica para os cientistas. Existem teorias que afirmam que os vírus são seres vivos e outras já afirmam que não são.

Até na escola o discurso reproduzido aos alunos foi o de que eles não se reproduzem sozinhos e não possuem metabolismo próprio. Eles carregam uma quantidade pequena de ácido nucleico (RNA ou DNA, ou os dois juntos) envolvido por uma cápsula chamada capsídeo.

Em meados de 2003, o debate sobre os vírus voltou à tona novamente com a descoberta dos mimivírus, os vírus gigantes que conseguem produzir alguns tipos de proteínas. E um estudo publicado pela Universidade de Ilinois mostrou evidências de eles são seres vivos por meio de um traçado histórico evolutivo desses organismos.

O estudo analisou as "dobras" de mais de 5 mil organismo e 3,5 mil deles eram vírus. O texto concluiu como resultado de que 442 dobras encontradas são comuns entre células e os vírus, enquanto que apenas 66 são exclusivas apenas dos vírus.

Elas são estruturas de proteína que ficam registradas no genoma de qualquer célula e até dos próprios vírus. Segundo os especialistas, os vírus tinham material genético em comum com as células, e em determinado momento se tornaram entidades diferentes.

De acordo com Caetano Anollés, o líder da pesquisa da universidade, "O simples fato de existir uma biologia universal unificando vírus e células, agora justifica a construção de uma árvore da vida que englobe vírus do lado das células".


Próxima Matéria
avatar Magno Oliver
Magno Oliver
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest