• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Afinal, por que os cachorros odeiam os gatos?

POR Cristyele Oliveira    EM Curiosidades      29/11/19 às 15h01

Os gatos estão sempre envolvidos em algum clichê animal, já percebeu? A história do gato perseguir o rato é a mais popular de todas: a eterna rixa entre cães e gatos. Existe um senso comum, que parece separar as duas espécies em planetas quase que diferentes. E muitas vezes, essa divisão chega até os humanos. Tem os "team" cachorros e os "team" gatos. E essa ideia de que os cachorros não gostam dos gatos, ou vice-versa, é tão difundida, que já se tornou quase uma verdade absoluta. Mas será que é isso mesmo: os cachorros realmente odeiam os gatos? E de onde vem todo esse ódio?

Bem, na verdade, não é bem assim que funciona. Não é como se os cães e gatos fossem inimigos mortais, que jamais poderiam viver em harmonia. Porém, há sim uma diferença entre os dois, mas isso não faz deles inimigos naturais, tanto que eles podem sim viver juntos e em harmonia. Mas é um longo caminho até lá.

Cães x gatos

Não, os cães e gatos não são inimigos naturais no reino animal, porém, existe sim algumas diferenças comportamentais que podem colocá-los em lados opostos. Para começar, os cachorros, mesmo aquelas raças mais brincalhonas e dóceis, ainda mantêm guardado alguns dos instintos de caça dos seus ancestrais selvagens. É por causa desse instinto, que os cachorros adoram correr atrás de objetos em movimentos. Seja uma bola, um disco, um esquilo ou um gato doméstico.

Então, como a maioria dos gatos foge ao avistar um cachorro, fica nítido como as relações entre eles podem se deteriorar rapidamente. Os cachorros gostam de perseguir gatos, não porque os odeiam, mas porque um felino feliz desencadeia um instinto forte e natural. Então, para anular isso, é necessário treinamento e socialização no animal.

Além disso, cães e gatos também se comunicam de forma diferente. Enquanto um rabo abanando de um Golden Retriever, na maioria das vezes, indique brincadeira e animação, com um gato pode ser outra coisa. Por exemplo, um rabo de gato se contorcendo e se agitando, geralmente, é um sinal de irritação. E um cachorro, que interpretar mal esse sinal, pode ser golpeado ferozmente por um gato incomodado. Afinal, os felinos podem aprender a revidar os ataques dos cães, depois de serem perseguidos diversas vezes.

Cães e gatos

No entanto, apesar dessas diferenças, muitos cachorros e gatos aprendem a viver em harmonia e até a desenvolver relações amigáveis. Tanto que não é tão incomum assim, ver as duas espécies brincando ou tirando uma soneca juntos. A socialização precoce, entre filhotes de gatos e cães, pode ajudar a superar essas diferenças.

Já, no caso de situações onde um gato e um cachorro não tinham uma convivência com a outra espécie desde o início, um treinamento pode ajudar a resolver isso. Ensinar comandos básicos ao seu cachorro, como "sentar" e "ficar", pode ajudar, e muito, os gatos a se sentirem mais confortáveis. Mas é importante ressaltar, que raças grandes de cachorros podem ferir gatos, portanto, preste atenção. E se esse for o caso, considere mantê-los separados para evitar confusões. Com o tempo, os dois podem acabar se tornando melhores amigos.

Próxima Matéria
Cristyele Oliveira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+