• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Após 2 semanas de casado, ugandense descobre que a esposa é homem

POR Cristyele Oliveira    EM Curiosidades      25/01/20 às 17h48

Escolher se casar com uma pessoa, pode ser uma atitude muito arriscada, e às vezes, até embaraçosa. Ainda mais se você não conhecer bem essa pessoa, como foi o caso desse homem ugandês. O homem, que até então era um Imame (uma espécie de sacerdote dentro da religião islã) foi suspenso de suas atividades na mesquita, depois de descobrir que a sua nova esposa era, na verdade, um homem.

O xeque (título de autoridade) Mohammed Mutumba, de 27 anos de idade, só descobriu a verdade sobre a sua esposa, quando a suposta mulher foi pega, roubando uma televisão de um vizinho. Na ocasião, ela teria sido revistada pela polícia e foi quando eles descobriram a farsa. Ele alegou não fazer ideia de que se tratava de um homem, porque, até então, eles não haviam tido relações sexuais com e ela se recusava a se despir na sua frente.

A farsa

Mohammed Mutumba disse que pensou ter se casado com uma mulher, chamada Swabullah Nabukeera. O dois se casaram duas semanas antes do ocorrido, em uma cerimônia islâmica tradicional.

Ele só descobriu a verdade sobre a sua esposa, quando ela foi pega roubando na vizinhança e a polícia foi chamada. Uma policial feminina foi chamada para realizar a busca no corpo da suspeita, acreditando-se que se tratava de uma mulher. Após a revista corporal, que se descobriu na verdade era um homem. Depois disso, o ladrão admitiu ter se passado de mulher para se casar com o Imame. Tudo isso, para roubar o seu dinheiro, como informou a imprensa local em Kayunga.

O marido alegou que não tinha nenhum tipo de intimidade com a sua "esposa", desde o casamento. Segundo ele, ela sempre lhe dizia que estava menstruada. Chocado com toda a situação, Mutumba foi suspenso de suas atividades como clérigo, na mesquita Kyampisi Masjid Noor, até que a investigação sobre o caso seja finalizada.

Pessoas próximas a Mutumba disseram que ele estava "muito devastado" para falar sobre o ocorrido e que precisava de aconselhamento. Amigos e conhecidos do Imame também disseram que foram enganados pelo impostor. E que ele sempre era visto usando um hijab (vestimentas tradicionais da doutrina islâmica).

Amisi Kibunga, que também trabalha na mesquita disse: "Ele tinha uma voz doce e suave, e andava como uma mulher". Ele disse ainda que Mutumba já havia reclamado sobre a noiva, que se recusava a "despir-se enquanto dormiam".

O impostor

Em depoimento à polícia, o suspeito revelou que seu verdadeiro nome era Richard Tumushabe. Ele disse ainda que só se casou com Mutumba, para tentar roubar o dinheiro do clérigo.  Segundo o oficial muçulmano local Sheikh Abdull Noor Kakande, o incidente "infeliz" agora está sob investigação oficial.

As autoridades da mesquita suspenderam o Imame de suas funções, mesmo depois de confirmarem que ele havia se casado pensando que Tumushabe era uma mulher. O Imame-chefe da mesquita, Sheikh Isa Busuulwa, disse que a suspenção é necessária para "preservar a integridade de sua fé". Mutumba trabalhava na mesquita há quatro anos e era um dos três principais imames.

Repórteres locais tentaram entrar em contato, com Mutumba em sua casa. No entanto, os vizinhos disseram que o homem não era visto há dias e que estava passando um tempo, com seus parentes.

Próxima Matéria
Cristyele Oliveira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+