icone menu logo logo-terror.png


Será que você tem um contato mais próximo com o mundo dos espíritos e nunca percebeu?

POR Júlia Marreto EM Terror & Sobrenatural 17/05/16 às 18h20

capa do post Será que você tem um contato mais próximo com o mundo dos espíritos e nunca percebeu?

Por ser um tema um tanto quanto delicado, deixamos já registrado que essa matéria se trata de um ato informativo em relação à mediunidade, de acordo com o espiritualismo, principalmente baseado nos ensinamentos do kardecismo. Não estamos aqui para bater de frente ou ir contra qualquer outra religião ou a falta dela.

Para começar, é importante entender que a mediunidade se trata de um instrumento que auxilia na evolução, sendo que, quando utilizada com consciência e sabedoria possui efeitos positivos em nossa evolução espiritual e cumprimento de nossas missões. Se trata de uma característica do espírito, que o torna capaz de perceber estímulos e influências extra físicas, que são bastante sutis em diferentes graus e formas. Teoricamente, essa é uma maneira de fazer com que o homem materializado possa manter contato com sua "Fonte", ou seja, seu originário lugar de criação.

A mediunidade continua sendo estudada pois, quando desenvolvida para o bem, é capaz de nos ajudar a compreender, cada vez mais, o universo, as missões de cada um e a profundidade da intenção dos sentimentos e pensamentos. De acordo com Alan Kardec em o Livro dos Médiuns:

"Todo aquele que sente, num grau qualquer, a influência dos Espíritos é, por esse fato, médium. Essa faculdade é inerente ao homem; não constitui, portanto, um privilégio exclusivo. Por isso mesmo, raras são as pessoas que dela não possuam alguns rudimentos. Pode, pois, dizer-se que todos são, mais ou menos, médiuns. Todavia, usualmente, assim só se qualificam aqueles em quem a faculdade mediúnica se mostra bem caracterizada e se traduz por efeitos patentes, de certa intensidade, o que então depende de uma organização mais ou menos sensitiva. E de notar-se, além disso, que essa faculdade não se revela, da mesma maneira, em todos. Geralmente, os médiuns têm uma aptidão especial para os fenômenos desta, ou daquela ordem, donde resulta que formam tantas variedades, quantas são as espécies de manifestações."

Tipos de mediunidade

As formas da mediunidade se apresentar são as mais variadas possíveis, por isso existem vários tipos de mediunidade, alguns deles são: a Clarividência (a pessoa consegue enxergar os espíritos);  Clariaudiente (capacidade de ouvir os espíritos; assim como a Psicografia, de Cura, Intuitiva, Sensitiva e Ostensiva.

Habilidades

Para que uma pessoa que, teoricamente, possui mediunidade desenvolvê-la é preciso a manutenção de alguns elementos simples mas de difícil prática, que atraem os bons espíritos. Também em no Livros dos Médiuns, Kardec os cita, sendo eles: a bondade, benevolência,  simplicidade no coração, amor ao próximo e desprendimento das coisas materiais.

O desenvolvimento da mediunidade ocorre de dentro para fora e requer exercício da caridade e compreensão da ligação entre o mundo espiritual e material, consequentemente o conhecimento aprofundado de ambos. Além disso, é muito importante que a pessoa participe de reuniões em centros e estudo.

Sinais

Acreditar que a possui não quer dizer necessariamente que a tenha, mas existem alguns fatores que podem ser sinais de que sim. Esses sinais mostram que ela está aflorando e, a partir daí, é preciso começar a desenvolvê-la, num caminho de luz e amor, para que a evolução seja alcançada.

Assim, a vida será melhor guiada. Alguns desses sinais são a intuição, ou sexto sentido, de forma intensa, que se confirma; sonhos que traduzem ou indicam muitos pontos da vida; súbita aceleração do coração, taquicardia, sem que haja motivos aparentes; além de vários outros.

Desenvolvimento

Essa questão depende de pessoa para pessoa, algumas preferem manter essa característica um pouco escondida, ou de lado mesmo, muitas vezes por medo ou por vergonha, em ambos casos trata-se de falta de conhecimento, por isso os estudos são tão importantes.

A terapeuta holística, astróloga e professora de Yoga, Amanda Dreher, diz que quando a mediunidade aflora é uma tentativa da busca por conhecimento e que "está na hora de evoluir espiritualmente e sair do sono evolutivo que sua alma está".

Como desenvolver

Esse passo é muito relativo, pois algumas pessoas mal sabem que a possuem. A sensibilidade, como já dissemos, se apresenta de variadas maneiras e intensidades. Por exemplo, se uma pessoa nasce com essa capacidade mas não a desenvolve ao longo da vida, ela acaba adormecendo dentro do ser.

Com o passar do tempo e a chegada da vida adulta, os compromissos, materialidade e necessidades acabam se tornando prioridades e fazem com que a pessoa se afaste de sua essência espiritual. A prática do relaxamento e meditação são ótimas formas de aflorar a espiritualidade.

Quando uma pessoa exerce sua capacidade mediúnica ela colabora para a evolução própria e de todos os seres.

Outros pontos

Não só as atividades mediúnicas devem ser praticadas, caso você não se sinta à vontade com esse termo ou simplesmente não tenha vontade de praticá-la, outros pontos que, independentes de religiões e crenças valem a pena serem exercitados são os valores morais, como: amor próprio e ao próximo, verdade, desapego, paciência, entre outros.

De um modo geral, a mediunidade possui várias formas de se desenvolver, hoje vivemos um momento de universalidade, no qual a espiritualidade se une à ciência, assim como os conhecimentos do oriente estão se unindo aos do ocidente.

Então é isso pessoal, gostaram da matéria? Dúvidas, sugestões, correções? Não se esqueçam de comentar com a gente!


Próxima Matéria
avatar Júlia Marreto
Júlia Marreto
É a dona de um coração esculpido pela literatura e preenchido pelos bons vinhos de Baco. Guiada nas artes da vida por Ares, possui a discreta delicadeza de um elefante pulando carnaval numa loja de cristais! Movida diariamente pelo combustível da vida: o café, essa garota possui raízes profundas na poesia da vida. É muito séria, mas sabe brincar na hora certa. Ama os animais e detesta filme de terror. Apesar de cantar mal, canta com sentimento. E adora musicais! Sua principal tentativa desportiva é o baralho. Ela gosta mesmo é de coisas antigas, apaixonada pela vida e sonha com o universo. Instagram: , @juliamarreto
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento têm como único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest