• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Arqueólogos descobriram reino antigo misterioso perdido na Turquia

POR Bruno Dias    EM Curiosidades      06/07/20 às 15h03

A nossa história ainda é composta por enormes "buracos" que são os trechos que não conhecemos e grandes exploradores descobrem isso num período de tempo considerável. A arqueologia é a ciência responsável por estudar culturas e civilizações do passado. E através desses achados, vestígios de antigas sociedades e culturas são descobertos. E assim, podem compreender melhor como viveu determinado povo, quais eram seus hábitos e costumes e, até mesmo, o que levou ao seu fim.

Cada nova descoberta é uma parte do passado que podemos conhecer com maior clareza. Nos últimos anos, novas descobertas nos proporcionaram uma nova perspectiva sobre alguns capítulos que passaram e nos deu uma nova compreensão humana.

Um achado recente foi feito por uma equipe de arqueólogos que foram liderados por James Osborne, da Universidade de Chicago. Osborne e sua equipe descobriram o que parecem ser restos da capital de um antigo reino perdido que fica localizado no monte Türkmen-Karahöyük, na Turquia.

Essa descoberta foi uma surpresa grande para os cientistas. Porque, por mais que o monte esteja localizado na planície de Konya, que é uma região cheia de metrópoles perdidas, essa descoberta em particular é praticamente desconhecida pela história.

Descoberta

Os pesquisadores foram avisados por um agricultor local a respeito de uma pedra grande e estranha que tinha uma inscrição desconhecida. Ela estava em um canal que tinha sido recentemente dragado, que é o processo de tirar sedimentos para que a profundidade de navegação dos canais continuem a mesma.

Assim  que olhou para a pedra Osborne viu que ela era importante. Então, ele e sua equipe pularam na água para ver de perto a inscrição nela. "Imediatamente ficou claro que era antiga. E reconhecemos a linguagem em que estava escrita: Luwian, uma língua usada nas idades do Bronze e do Ferro na área", disse Osborne.

O que eles viram foi uma estela, que é uma escultura monolítica que tem como função principal veicular algum significado simbólico. Podendo ser funerário, mágico ou religioso, territorial, político, fazer propaganda, entre outro.

Significado

Para conseguirem saber o que estava escrito na pedra tradutores foram chamados. E eles disseram que os hieróglifos descreviam uma vitória militar. Em específico, era a derrota da Frígia, que foi um reino que existiu na Anatólia aproximadamente três mil anos atrás.

Esse reino era governado por homens chamados de Midas. Na data dessa pedra, as análises linguísticas sugeriram que as inscrições podem se referir ao famoso Rei Midas do mito do toque de ouro.

O que é mais curioso é que o rei que saiu vitorioso chamava Hartapu. Pelos hieróglifos, é indicado que Midas foi capturado pelos homens de Hartapu, que é um governante praticamente desconhecido.

A pedra indica que o monte de Türkmen-Karahöyük pode ter sido a capital do reino de Hartapu. E que ela poderia ter chegado a ter 300 acres quando estava no seu auge. Tamanho que mostra que era uma cidade incrível, com várias conquistas, mas totalmente desconhecida pela história.

Informações

O que se sabe a respeito disso tudo ainda é bastante preliminar. Segundo a equipe, existem muito mais escavações a serem feitas na região. Para que aí sim, eles comecem a compreender mais sobre esse reino, aparentemente, perdido na história.

"Dentro deste monte haverá palácios, monumentos, casas. Esta estela foi uma descoberta maravilhosa e incrivelmente sortuda, mas é apenas o começo", concluiu Osborne.

Próxima Matéria
Via   Science alert  
Imagens Science alert
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+