• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Arquivos ultrassecretos de OVNIs podem ''danificar gravemente'' a segurança nacional dos EUA se forem divulgados, diz a Marinha

POR Arthur Porto    EM Curiosidades      21/01/20 às 00h41

Sabemos que avistamentos de OVNIs sempre foram relatados. Isso não é novidade. Em novembro de 2004, oficiais da Marinha dos Estados Unidos, que estavam a bordo do USS Nimitz, avistaram um OVNI em forma de Tic-Tac sobrevoando o Oceano Pacífico. De acordo com os relatos dos tripulantes, o OVNI em questão, inclusive, desafiava às leis da física.

Na época, os oficiais da Marinha, em relatório, classificaram a estranha nave como "objeto aéreo não identificado", mas decidiram permanecer calados. Ou seja, acharam melhor não expor publicamente nenhuma opinião sobre o tema.

Agora, a novidade mesmo é outra. Neste ano, os militares estadunidenses confirmaram que sabem mais do que estão deixando transparecer.

OVNIs

Em resposta a um pedido recente da Lei de Liberdade de Informação (FOIA), um porta-voz do Gabinete de Inteligência Naval da Marinha (ONI) confirmou que a agência possui vários documentos secretos, e pelo menos um vídeo, sobre avistamentos de OVNIs.

Mesmo falando abertamente sobre o tema, segundo o porta-voz da ONI, compartilhar as informações, com o público, sobre esses documentos, que foram rotulados como "SECRET" ou "TOP SECRET" pelas agências que os forneceram, "causaria danos excepcionalmente graves à Segurança Nacional dos Estados Unidos".

Os documentos incluem vários "slides de informações" sobre o incidente de 2004 e outros. Além disso, os documentos foram fornecidos à ONI, por uma agência sem nome.

A ONI também admitiu possuir pelo menos um vídeo de tamanho desconhecido, classificado como "secreto" pelo Sistema de Comando Naval e Aéreo (NAVAIR). A ONI não revelou se essa filmagem é o mesmo vídeo de 1 minuto que vazou, em 2007, e que foi amplamente divulgado pelo New York Times em 2017.

No entanto, em novembro de 2019, os oficiais da marinha que testemunharam o incidente a bordo do Nimitz disseram ao site Popular Mechanics que tiveram acesso a um vídeo muito mais longo. Segundo os oficiais, o vídeo durava entre 8 e 10 minutos.

Supostamente, as gravações originais foram editadas por "indivíduos desconhecidos". Tais indivíduos chegaram ao navio de helicóptero, logo após o incidente. Luis Elizondo disse que "ninguém deveria se surpreender com a revelação de que existem outros vídeos e/ou materias". Elizondo é o ex-funcionário do Pentágono que ajudou a tornar público o vídeo da Marinha.

Permissão

O pedido da FOIA solicitou acesso a quaisquer registros não secretos ou partes de registros referentes ao encontro de OVNIs. O pedido foi publicado em outubro de 2019, por um pesquisador independente. Nenhum documento adicional foi mencionado na resposta da ONI, além do dossiê e do vídeo classificado como "TOP SECRET".

Em contrapartida, a confirmação de avistamentos de OVNIs por parte de um órgão oficial estadunidense é vista como uma prova de disposição do governo do país em revelar investigações ufólogas.

O porta-voz do senador Mark Warner, vice-presidente da Comissão de Inteligência do Capitólio norte-americano, confirmou a existência de reuniões entre os políticos para debates sobre encontros de militares do país com objetos voadores não identificados.

Além disso, o Pentágono também confirmou a existência de investigações de OVNIs no programa de Identificação de Ameaças Aéreas. Bernie Sanders, candidato à presidência dos Estados Unidos, prometeu divulgar todas as informações sobre extraterrestres caso vença as eleições.

Próxima Matéria
Via   livescience  
Imagens livescience
Arthur Porto
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+