icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


As 10 pragas do Egito realmente existiram?

POR A redação EM Entretenimento 09/11/15 às 19h39

capa do post As 10 pragas do Egito realmente existiram?

A sucessão de eventos calamitosos que antecederam a libertação dos Israelitas no livro Êxodo, da Bíblia, não é objeto de interesse apenas dos religiosos. Há anos a ciência tenta traçar um paralelo entre as pregas descritas na bíblia e o que realmente pôde ter acontecido nesse momento da história. Será que as 10 pragas do Egito realmente existiram. Essa é uma outra história bíblica que a ciência vem tentando comprovar (ou não).

Porque testar a probabilidade de terem existido as pragas? Bem, muitas histórias na bíblia foram alinhadas a acontecimentos explicados através do método científico. A bíblia não explica tecnicamente, mas narra muitas histórias que têm acompanhado a história da humanidade através do imaginário popular.

Sabemos que muitas teorias descritas na bíblia já foram testadas pela ciência. A bíblia é um livro rico em relatos históricos, mas claro que muitas dessas histórias tentam explicar acontecimentos baseando-se apenas na fé. Na crença de que uma força sobrenatural possa ter causado determinada situação.

Recentemente, a ilha de Madagascar foi infestada por gafanhotos, a ponto de o governo local precisar levantar mais de 20 milhões de dólares para lutar contra a peste. Os cientistas já descobriram que grandes grupos de gafanhotos voam sempre na mesma direção durante a migração para obterem mais estabilidade. Mas o que mais sobre as demais pragas a ciência pode nos falar?

Águas de Sangue

A ciência explica as águas dos rios egípcios transformados em sangue como sendo em decorrência de uma mudança climática. As altas temperaturas aliadas à escassez de chuva teriam favorecido a proliferação de uma alga que em águas quentes e paradas apresenta coloração avermelhada.

Sapos, insetos e doenças

Essa condição climática que explica as águas sangrentas ocasionou outras condições que explicam o aparecimento das moscas, sapos e piolhos. A proliferação das algas pode ter afetado o ciclo reprodutivo dos girinos, que teriam se intoxicado. Sem os predadores naturais, os insetos se tornaram pragas.

Granizo, gafanhotos e trevas

Outro acontecimento que pode ter contribuído pra muitos fenômenos que foram explicados como praga, é a erupção do vulcão Thera. De acordo com os cientistas, a erupção vulcânica lançou bilhões de toneladas de cinzas na atmosfera. Isso pode ter motivado a migração dos gafanhotos e as tempestades de granizo. As cinzas podem, da mesma forma, terem sido responsáveis pela penumbra que se instalou na época.

Morte dos primogênitos

A teoria do vulcão Thera também pode explicar a morte dos primogênitos no Êgito. Os abalos sísmicos teriam liberado gases tóxicos que mataram aos que estavam dormindo mais próximos ao nível do solo.

Diante do exposto, podemos distinguir quais circunstâncias teriam ocasionado as chamadas pragas. Se foram da vontade de uma consciência superior que rege o universo ou se foi coincidência acontecer no momento de revolta dos Israelitas, aí deixamos por sua conta.


Próxima Matéria
avatar A redação
A redação
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento têm como único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest