• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


As bolas de fogo verde que apavoraram os Estados Unidos em 1948

POR Arthur Porto    EM Ciência e Tecnologia      23/08/19 às 13h38

Em 1949, habitantes de Los Alamos, do Novo México, relataram ver bolas verdes de fogo no céu da cidade. Geralmente, os objetos eram vistos às 2 da manhã. Os relatos partiram de pilotos, meteorologistas, cientistas, oficiais da inteligência e de outros membros da defesa do país.

Na época, para o governo dos Estados Unidos, o acontecimento tornou-se alarmante. As luzes eram vistas geralmente próximas aos laboratórios de armas atômicas de Los Alamos e Sandia. Além dos laboratórios, outras instalações militares, incluindo estações de radar e bases de interceptação de caças, funcionavam próximas também.

Por sempre serem avistadas próximas a tais locais, muitos acreditaram que os objetos eram dispositivos de espionagem do soviéticos.

As bolas verdes de fogo

Na noite de 5 de dezembro de 1948, duas tripulações de aviões relataram ter visto uma "bola de fogo verde". De acordo com os relatos, os objetos estavam indo do oeste para o leste. Além disso, em um determinado momento, uma das bolas de fogo havia voado em direção a um dos aviões. O piloto, claro, teve que realizar uma manobra para desviar do objeto.

Quando uma equipe de oficiais da inteligência do governo traçou a trajetória das bolas de fogo e vasculhou, descobriu-se que os objetos não eram meteoritos. Como explica o pesquisador Lincoln LaPaz, chefe do Instituto de Meteoritos da Universidade do Novo México, se fosse um meteorito, fragmentos e outros vestígios seriam encontrados.

Os inexplicáveis ??eventos continuaram no local nos dias 6, 7, 8, 11, 13, 14, 20 e 28 de dezembro. Dentre todos os dias, um despertou medo em grande parte da população local. No dia 20 de dezembro, os objetos desceram dos céus em um ângulo de 45 graus e, em seguida, se nivelaram em uma linha horizontal, desafiando a gravidade.

Nos anos seguintes, relatos semelhantes começaram a ser divulgados em outras partes do mundo. As bolas verdes de fogo também haviam sido vistas no Canadá e na África do Sul. No ano passado, por exemplo, uma bola de fogo verde fez uma aparição impressionante na Holanda, durante um show do Foo Fighters (coincidentemente, o nome da banda faz referência aos óvnis avistados durante a Segunda Guerra Mundial).

De acordo com especialistas, na mesma noite em que as bolas verdes de fogo foram vistas em Amsterdam, mais de 170 avistamentos de bolas de fogo foram relatados em pelo menos cinco países europeus.

Um relâmpago?

Em 2006, quando várias bolas de fogo verdes foram vistas no céu em Queensland e Nova Zelândia, o fenômeno chamou a atenção do físico australiano Stephen Hughes. "Cheguei à conclusão de que havia algo estranho", disse.

Para tentar esclarecer o fenômeno, Hughes escreveu um artigo que teorizava uma possível conexão entre bolas de fogo verdes e o fenômeno dos relâmpagos esféricos. Para o pesquisador, as bolas verdes de fogo são misteriosos círculos que geram eletricidade.

A teoria de Hughes, no entanto, não foi confirmada. De acordo com especialistas, existem outras teorias que podem explicar o fenômeno. Das hipóteses existentes, algumas abordam questões que envolvem antimatéria, nós eletromagnéticos e até mesmo buracos negros.

Mesmo não sendo conclusiva, Hughes acredita que sua teoria sobre os raios esféricos se encaixa perfeitamente na descrição das bolas de fogo do Novo México: ar eletrificado. "Ocorreu-me que, às vezes, quando algo dispara pela atmosfera, como um meteoro, poderia estar criando um caminho condutor da ionosfera.

A cor verde fluorescente, segundo Hughes, se dá devido ao oxigênio ionizado, que também corresponde ao verde da aurora boreal.

Próxima Matéria
Arthur Porto
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+