• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


As cobras podem estar ligadas aos casos de coronavírus

POR Bruno Dias    EM Curiosidades      24/01/20 às 17h00
foto de destaque

Em todos os veículos de comunicação, está sendo noticiado, com grande enfoque, o surto de coronavírus. Até o momento, o vírus já matou 26 pessoas na China. E já foram confirmados, pelo menos, 571 mortes por causa da doença em outras partes. Além da China, esse surto já se tornou mundial. Pelo menos nove países registraram casos de infecção por coronavírus.

Por ser um vírus mortal, as autoridades de todo mundo estão se mobilizando com a situação. O as autoridades querem é conter o surto e identificar de onde o coronavírus veio.

Algumas hipóteses já foram levantadas por pesquisadores chineses de que o vírus poderia estar relacionado aos morcegos. Esse surgimento fazia sentido porque em várias regiões da China as pessoas comem morcegos.

Mas em outra nova possibilidade, o coronavírus pode ter vindo das cobras. De acordo com um estudo da Universidade de Pequim e da Universidade de Bioengenharia de Wuhan, esses animais silvestres podem ser o reservatório do vírus.

As primeiras pessoas infectadas pelo vírus tiveram contato com carne de animais silvestres que são vendidas no mercado de frutos do mar da cidade de Huanan. A primeira infecção pelo vírus teria sido depois do contato de clientes e trabalhadores do mercado com a carne de cobras.

"Muitos pacientes foram potencialmente expostos a animais silvestres no mercado atacadista de frutos do mar de Huanan. Onde também eram vendidos aves, cobras, morcegos e outros animais silvestres", diz o estudo.

"O surto de pneumonia viral em Wuhan está associado ao histórico de exposição ao reservatório de vírus,no mercado atacadista de frutos do mar de Huanan, sugerindo uma possível zoonose. O mercado de frutos do mar também vendia animais vivos, como cobras, marmotas, morcegos, pássaros, sapos, ouriços e coelhos", completa.

Não só humanos

O coronavírus infecta não só os humanos, mas também pode deixar uma série de animais doentes. Entre eles estão os suínos, bovinos, cavalos, camelos, gatos, cachorros, roedores, pássaros,morcegos, coelhos, furões, roedores, cobras e outros animais selvagens.

O vírus é da mesma família dos que causaram surtos bastante perigosos nas últimas décadas. Como a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS-CoV) e pelo coronavírus da Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS-CoV).

Esse novo vírus é chamado de 2019-nCoV pela Organização Mundial de Saúde. E para tentar achar o hospedeiro da nova versão do vírus, os pesquisadores fizeram uma análise fologenética de 276 genomas de possíveis animais hospedeiros.

Os animais eram tanto da China,como de outros continentes. E foram comparados com traços localizados nas amostras coletadas das pessoas infectadas.

Cobras

"Os resultados de nossa análise sugerem que a cobra é o reservatório de animais silvestres mais provável para ser responsável pelo atual surto de infecção por 2019-nCoV", conclui o estudo.

A possibilidade do vírus ter vindo do morcego foi descartada, e ao invés disso o coronavírus provavelmente foi das cobras para os humanos. E a cobra é uma espécie chamada de "chinese krait" ou cobra chinesa. O que o estudo não conseguiu afirmar foi como esse vírus passou do animal para o ser humano.

A conclusão do estudo para que o vírus tenha conseguido pular de animais de sangue frio para os humanos que tem sangue quente é que esse vírus é bastante adaptável.

O coronavírus é transmitido entre as pessoas pelo ar. E ele ataca, principalmente, o trato respiratório e gastrointestinal superior de mamíferos e aves. No caso do coronavírus da China, ele pode causar uma grave pneumonia e levar à morte.


Ei Fatos, não deixe de conferir:

2 SINAIS QUE FALTAM PARA JESUS VOLTAR - E SE FOR VERDADE

Próxima Matéria
Via   G1  
Imagens G1
avatar Bruno Dias
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.

Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+