• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Asa Noturna ganha o seu próprio Coringa

POR Gabi Noronha    EM Notícias      23/08/19 às 18h10

A vida de Dick Grayson não anda nada fácil em seus quadrinhos. O personagem tem enfrentado maus bocados desde que levou um tiro na cabeça, cortesia de KGBesta. O herói não morreu, porém, teve perda de memória como sequela do atentado. Foi a partir disso que ele passou a ser chamada Ric Grayson.

Felizmente, com o tempo, ele recupera suas lembras. Agora, aos poucos, tenta se reconectar com a Bat-Família. Ele retornou suas atividades de vigilante em Bludhaven como Asa Noturna. E até conseguiu encontrar um Coringa para chamar de seu.

Ric tenta seguir com sua vida, mas seu caminho cruza com o de William Cobb, que se revela mais mortal que o próprio Palhaço do Crime. Originalmente, Cobb é o bisavô de Dick Grayson. Ele fez parte do circo, mas cortou os laços quando se juntou à Corte das Corujas.

Ele foi a primeira pessoa a assumir a identidade de Talon e ficar a serviço da sociedade secreta. Cobb, no entanto, costuma ser colocado no estado de estase, sendo despertado somente quando seu trabalho é necessário. Agora, William está mais uma vez de volta. Dessa vez, porém, adquiriu um senso de humor tão perturbado quanto o do Coringa.

O Coringa de Asa Noturna

William Cobb nunca teve problemas em cometer ator hediondos. Entretanto, em Nightwing #63, suas ações tomaram proporções muito maiores que o habitual. A fim de passar um recado para Ric, ele direciona seu ataque a Zak, também conhecido como Nightwing Blue. Ele crava diversas facas pelo corpo de Zak e, não satisfeito, pendura seu corpo do lado de fora de um prédio. O que, de certa forma, podemos interpretar com um tributo ao filme Cavaleiro das Trevas, de Christopher Nolan.

Cobb tem um plano de vingança para Ric, o qual coloca em prática aos poucos. Parte dele é seguir todos os passos do herói, incluindo até mesmo seus amigos mais próximos. Uma delas é Bae, quem ele segue até um bar. Com Asa Noturna ocupado, William encontrou o momento certo para ficar a sós com ela. E ele entra no local com a expressão que se assemelha a de Coringa em Piada Mortal, quando este bate a porte de Bárbara Gordon. Mexer com Bae depois de quase ter matado Zak, pode resultar em consequências extremas para Ric e Cobb. O encontro entre eles certamente será repleto de tensões.

Nightwing #63 tem roteiro de Dan Jurgens, com artes de Ronan Cliquet.

Próxima Matéria
Via   CBR  
Gabi Noronha
Resumindo, é basicamente isso! Para mais aventuras Instagram: @gabinoronhaf Para comentários aleatórios e breves análises Twitter: @gabinoronhaf
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+