• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Assim eram as esposas que viviam em um harém de um sheik Iraniano de mais de 140 anos atrás

POR Karen Batista    EM História      13/12/16 às 17h58

Nasser al-Din Shah foi imperador da Persa entre os anos de 1848 e 1896. Uma das suas muitas paixões curiosamente era a fotografia, e por esse motivo quando chegou ao trono, Nasser Al-Din Shah tomou a decisão de manter em seu palácio um estúdio para fotos oficiais.

Curiosamente este também foi o primeiro estúdio fotográfico do Irã. Durante as décadas de 1870 a 1880, um fotografo russo, chamado Anton Servryugin  trabalhou como fotografo real do imperador iraniano.

02

O fotografo tinha a autorização apenas para tirar fotos de si mesmo, do imperador, dos homens de família e dos servos do tribunal. Porém com o tempo, ele conquistou a confiança do Sheik para manter o privilégio de retratar também o seu harém, que segundo registros históricos possua uma média de 84 a 100 mulheres.

Todas elas eram esposas de Nasser al-Din Shah.

13

É sabido que essas fotografias foram reveladas a mando do imperador, que possui seu próprio laboratório para esses fins, e foram mantidas em um álbum de papel brilhante durante muitas décadas dentro do palácio que se localiza na região iraniana de Golestan. Atualmente o local se transformou em um renomado museu.

14

Confira abaixo as preciosíssimas fotos que revelam como era a vida dessas mulheres há mais de 140 anos atrás:

#1.

03

#2.

04

#3.

05

#4.

06

#5.

07

#6.

08

#7.

09

#8.

10

#9.

11

#10.

12

E então queridos leitores da Fatos Desconhecidos, qual dessas imagens mais te intrigou? Conta pra gente aqui embaixo pelos comentários!

Próxima Matéria
Via   xubux     genial.guru  
Karen Batista
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+