• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Até quando teremos água?

POR Arthur Porto    EM Curiosidades      24/10/19 às 11h07

As mudanças climáticas são um assunto que está em voga. Cientificamente falando, nosso mundo pode entrar em colapso a qualquer momento. De todos os problemas ocasionados pelas mudanças climáticas, um vem ganhando notoriedade: a falta de água potável.

Comumente, para diversos especialistas, nós não devemos ficar sem água. Entretanto, futuramente, haverá problemas em relação ao acesso. De acordo com Megan Konar, "certos locais podem enfrentar escassez de água de maneira intermitentemente ou por longos períodos". Konar é professora Assistente de Engenharia Civil e Ambiental da Universidade de Illinois, em Urbana-Champaign.

Segundo a ONU, a demanda por água para irrigação de cultivos de alimentos, para produção de energia elétrica e para fins sanitários vem aumentando drasticamente. O motivo? Em suma, as mudanças climáticas estão reduzindo os suprimentos, ao alterar os padrões de chuvas, provocando secas mais prolongadas e o derretimento de geleiras.

Ou seja, a demanda pelos suprimentos de água no mundo é tão intensa que será necessária uma mudança radical, na forma como o recurso é usado para evitar a escassez.

Mas afinal, existe mesmo tal possibilidade?

O site WikiLeaks, dedicado a revelar segredos que diversos governos e empresas mantêm ocultos, publicou um relatório alarmante da multinacional Nestlé, sobre a água potável no nosso planeta.

Em suma, o relatório afirma que a Terra poderá ficar sem água potável em menos de 34 anos. Ainda de acordo com o documento, por volta de 2025, um terço da população mundial poderá ter inconvenientes gravíssimos para dispor de água bebível. Além disso, estima-se que, em 2050, a situação será abertamente catastrófica para todo o planeta.

Além do relatório alarmante da multinacional Nestlé, o site publicou também uma pesquisa confidencial, realizada pelo exército dos EUA. Segundo a pesquisa, a dieta carnívora será a responsável pelo esgotamento dos recursos hídricos.

Em suma, a enorme quantidade de gado, criado para satisfazer a demanda de carne no ocidente, necessita de toneladas de milho e soja todos os anos. Nesse ínterim, acredita-se que se tais cereais fossem incluídos diretamente na dieta dos seres humanos, seria possível economizar percentuais altos de água potável.

Em um documento intitulado "Mudança Climática, Água e Economia", o Banco Mundial confirmou esse prognóstico desolador. Analogamente, o documento adverte que a escassez de água é consequência de fatores climáticos e do rápido crescimento populacional.

Números

De acordo com a Agência Internacional de Energia Nuclear (IAEA), estima-se que 1,1 bilhão de pessoas no mundo não têm acesso à água potável. Estima-se também que cerca de 2,5 bilhões carecem de saneamento básico e mais de 5 milhões morram de doenças causadas por água contaminada a cada ano. Ou seja, tal número é dez vezes maior do que o de mortos em guerras em todo o mundo.

Segundo o IAEA, menos de 3% da água da Terra é potável. A maior parte disso está na forma de gelo polar ou se encontra em camadas profundas e inacessíveis do planeta. O cenário é pior quando se trata de água potável. Seja em lagos, rios ou represas, a quantidade de tal recurso representa menos de 0,25% do total. Por esse motivo, há temores de que, no futuro, aconteçam até conflitos.

Próxima Matéria
Via   BBC     ANA     historyplay  
Arthur Porto
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+