• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Atendimento psicológico gratuito é oferecido no Parque Ibirapuera

POR Maria Ritha Paixão    EM Compartilhando coisa boa      12/04/19 às 14h06

Receber atendimento psicológico nunca pareceu tão fácil e rotineiro. No meio de uma cidade tão cheia de correria, psicólogos disponibilizaram atendimento em pleno Parque Ibirapuera, na agitada cidade de São Paulo. O local, pensado propositalmente, une a escuta ao contato com a natureza.

O método parece incomum, mas abre as portas para a reflexão dos pacientes. As consultas terapêuticas mostram caminhos mais longos para pensar uma forma de terapia a longo prazo. A descontração do ambiente pode vir a ser uma forma interessante de quebrar o velho tabu da profissão e promover mais saúde à sociedade.

Nomeada como "Escuta na Grama", a ação é fruto da iniciativa de 6 amigos do bem que resolveram colocar em prática suas habilidades de uma forma mais interativa e acessível para todas as pessoas. O ambiente verde e calmo é também um meio que beneficia o atendimento.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Sentar e conversar com uma pessoa sobre as aflições do dia a dia ou sobre um passado assombroso, agora ficou mais fácil e mais intimista para os cidadãos que passam pela praça. No início, os corajosos psicólogos se depararam com uma certa resistência e desconhecimento das pessoas em relação à ação, mas logo resolveram a questão.

"Tivemos que sair oferecendo o plantão e só conseguimos atender duas pessoas. Mas foi ótimo porque era o começo e ficamos felizes de dar o pontapé inicial. Todo mundo consegue ter uma ideia, mas colocar em prática é um diferencial", afirma uma das terapeutas envolvidas na ação, Pâmela Abreu, ao site Galileu.

São 4 horas disponíveis para os transeuntes da região. O projeto hoje conta com uma lista de espera para atendimento e mantém mensalmente 37 pacientes. Ainda em fase de adaptação, o formato dos atendimentos está sendo visto e revisto pelos componentes da ação para melhor atender a população.

Depressão

O índice de ansiedade e depressão no Brasil é altíssimo. Somos até conhecidos como um dos mais estressados e ansiosos da America Latina. A Organização Mundial da Saúde (OMS) indica um aumento de 18,4% em 2018, o equivalente a 322 milhões de pessoas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Já pensou no quanto ações como a Escuta na Grama podem beneficiar uma grande porcentagem de gente? Na região metropolitana, capital onde os ritmos de produção intensa mantém mais de 14,71 milhões de brasileiros reféns de uma rotina cheia de tensões?

A escuta é um ato importante de prevenção a depressão e até mesmo contra o suicídio. Mas ainda há tabus relacionados aos atendimentos psicológicos que também é um dos focos do projeto feito no Parque Ibirapuera.

"Foi muito bacana a receptividade e muitas pessoas nos chamaram para contar a própria história e para apoiar o projeto. Queremos combater o preconceito que o psicólogo é só para quem está louco. Ninguém precisa resolver nada sozinho", reiterou Pâmela à revista Galileu.

O atendimento dura de 30 a 20 minutos e pode mudar a vida de muita gente. O encaminhamento depende da situação de cada pessoa. Às vezes, somente uma conversa é o suficiente para resolver um problema e trazer a luz para um paciente. Se o caso for mais grave, o psicólogo orienta para alguma instituição que também faça atendimentos gratuitos.

Próxima Matéria
Via       Psicologias do Brasil     Jornal Usp  
Maria Ritha Paixão
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+