• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Autor de Death Note mostra a sua versão de Anakin Skywalker e Padmé

POR Letícia Dias    EM Notícias      23/12/19 às 16h00

Dezembro geralmente costuma ser um grande mês para os fãs de Star Wars, e nesse ano, não foi diferente. Embora a Lucasfilm tenha afirmado que, além de marcar o fim de sua primeira saga, Star Wars: The Rise of Skywalker precede o hiato da franquia, já comentamos que, nesse intervalo de tempo, o público não ficará sem produções do universo. Ao passo que a Disney vem se esforçando para trazer o sucesso de Guerra nas Estrelas para sua plataforma, temos nos deparado com séries como O Mandaloriano. As críticas voltadas para a ópera espacial têm sido positivas, mas o que realmente chamou a atenção do público foi o Baby Yoda. Assim, de comentários de famosos até incríveis vídeos editados por fãs, temos visto diversas homenagens ao personagem. Isso não é novidade, visto que até mesmo o ilustrador de Death Note já prestou sua homenagem à Star Wars.

Juntamente com uma revolução cinematográfica, Star Wars ocasionou um grande impacto cultural. Transcendendo as fronteiras estadunidenses, a obra de George Lucas influenciou profissionais das mais diversas áreas. Logo, os mangakás não ficaram fora dessa. Além de Kohei Horikoshi, que utilizou Darth Vader como referência para um dos vilões de My Hero Academia, Takeshi Obata, artista de Death Note, se mostrou um entusiasta de Guerra nas Estrelas. Tal informação veio à tona através de um tweet compartilhando uma ilustração de Ohba. Na imagem em questão, vemos uma releitura de uma clássica foto de Anakin Skywalker e Padmé.

O desenho foi inspirado em uma cena da parte final de A Vingança dos Sith. Embora Star Wars e Death Note não compartilhem muitas semelhanças, é interessante saber que Guerra nas Estrelas inspirou o trabalho de Obata, de certa forma. Porém, podemos dizer que caso ocorresse um crossover, Light Yagami definitivamente seria um Sith.

Mais sobre Death Note

Escrito por Tsugumi Ohba e ilustrado por Takeshi Obata, Death Note foi um mangá serializado pela Shonen Jump entre os anos de 2003 e 2006. A história gira em torno de Light Yagami, um estudante que descobre um caderno sobrenatural chamado Death Note. Embora o nome seja autoexplicativo, é válido reafirmar que ao escrever algum nome nesse caderno, a pessoa automaticamente morre. A partir daí, Light assume uma postura de justiceiro e tenta eliminar todos os criminosos. Seu objetivo é criar um mundo onde não exista mal. No entanto, um famoso detetive, conhecido como L, suspeita de algo estranho e passa a investigar as mortes. O sucesso da narrativa foi tamanho que, em 2006, a série foi adaptada para anime. Posteriormente, a Warner Bros. distribuiu uma série de filmes live-action da história. Ademais, em 2017, a Netflix lançou uma adaptação americana.

Próxima Matéria
Via   CB  
Letícia Dias
Trabalhando pra falar de super-heróis, filmes e séries em tempo integral | @letdiax
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+