• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Baleia encontrada morta com 40 kg de plástico mostra triste tendência para o meio ambiente

POR Cristyele Oliveira    EM Ciência e Tecnologia      20/03/19 às 15h13

Infelizmente, esse não é um caso isolado, ultimamente animais marinhos morrendo devido à causas humanas têm sido cada vez mais frequentemente vistos. Já mencionamos aqui uma outra baleia que foi encontrada morta depois de ingerir uma grande quantidade de plástico. A poluição do mar vai muito além da descarga de petróleo ou esgoto, a quantidade de objetos plásticos descartados no mar tem elevado o problema da poluição a outros patamares, e o problema ambiental só se agrava.

Mais uma baleia foi vítima da poluição humana. Agora, uma da espécie bicuda de Cuvier foi encontrada em Mabini, na costa das Filipinas, morta com 40 quilos de plástico em seu estômago. A informação foi divulgada por uma equipe de biólogos do grupo D"Bone Collector Museum, uma organização que trabalha com a conscientização das pessoas sobre a preservação do meio ambiente.

A baleia

O biólogo marinho Darrell Blatchley, fundador da organização, foi quem encontrou a baleia de 4,5 metros de comprimento morta, flutuando na água.

A autópsia feita por ele acabou por revelar mais de 40 quilos de resíduos no estômago da baleia, entre sacolas de supermercado, sacos de lixo de plástico, quatro sacos de banana e 16 sacos de arroz.

"Eu sabia que está baleia havia morrido devido à ingestão de plástico", disse Blatchley ao Washington Post. "Eu só não estava preparado para a quantidade de plástico", comenta ele surpreso.

Ele disse ainda que o animal morreu com sintomas de desidratação e inanição, e vomitou sangue antes de morrer. "Foi tão ruim que o plástico começou sua calcificação", afirma o biólogo. "O plástico estava lá há muito tempo. O estômago estava tentando absorvê-lo de qualquer maneira possível".

Blatchley explicou que os cetáceos, como as baleias não bebem água do oceano, para se hidratar elas obtêm a água dos alimentos que ingerem. No caso da baleia encontrada, como ela tinha uma enorme quantidade de plástico no estômago ela já não era capaz de consumir grandes quantidades de comida, e acabou morrendo de desidratação e fome.

Um alerta

Após a divulgação da morte da baleia, Lindsay Mosher, gerente de projeto da Blue Habits da Oceanic Society, disse em um email ao The Post que "a morte trágica desta baleia devido ao plástico é um importante alerta para o fato de que podemos e devemos fazer mais para deter a poluição dos oceanos".

E os dados são alarmantes, somente na última década, o D"Bone Collector Museum recuperou 57 baleias e golfinhos que morreram depois de consumir lixo plástico e de pesca, dos quais 4 deles eram fêmeas grávidas.

Em um comunicado, a organização relatou que a quantidade de plástico encontrada dentro da baleia bicuda de Cuvier era a maior que já encontraram. "Uma lista completa dos itens de plástico seguirá nos próximos dias. Esta baleia tinha a maior quantidade de plástico que já vimos em uma baleia. É nojento. A ação deve ser tomada pelo governo contra aqueles que continuam a tratar os rios e oceanos como lixeiras".

A National Geographic divulgou imagens que mais de 30 baleias com restos de plástico em suas barrigadas foram encontradas nas praias europeias em 2016. Desde então, cada vez mais aves marinhas e baleias foram mortas por lixo plástico.

Um estudo de 2017 já previu um aumento considerável nos resíduos relacionados ao plástico para a próxima década, destacando que os danos futuros à vida marinha podem ser ainda maiores se nenhuma medida for tomada.

Próxima Matéria
Via   G1     Science Alert  
Imagens G1 Neo Mondo
Cristyele Oliveira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+