• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Bebê fala ''papai'' pela primeira vez quando finalmente é adotado

POR Leticia Rocha    EM Curiosidades      04/12/18 às 17h54

Adotar uma criança envolve muita burocracia e uma dezena de papéis e inspeções que são um tanto quanto cansativos. No entanto, é um processo que também envolve muito amor e claro, a realização de um sonho. Mandi Palmer e seu marido, Tyler, sabem bem como é essa emoção.

Ambos enfrentaram um longo processo até conseguirem adotar definitivamente Hunter, o bebê pelo qual se apaixonaram assim que viram. Contudo, as emoções não param por aí, a criança surpreendeu a todos quando o juiz anunciou seu novo nome e oficializou a adoção

Mandi e Tyler

Mandi e Tyler não tiveram uma vida muito calma e saudável. Mas não porque não quiseram, foram apenas consequências da vida. Desde os 17 anos, Mandi foi diagnosticada como portadora da síndrome de Crohn. Uma doença gastrointestinal que a forçou a realizar inúmeras cirurgias, muitas delas para retirar parte de seu intestino e de seu estômago.

Já Tyler foi convocado para o Exército dos Estados Unidos e precisou se ausentar de casa por dois anos. Durante esse tempo, ele serviu na Guerra do Afeganistão e felizmente conseguiu retornar para casa são e salvo, diferente de alguns companheiros. No entanto, Tyler não estava tão bem psicologicamente quanto se imaginava.

O homem foi diagnosticado com Síndrome do Estresse Pós Traumático, por conta das experiências que viveu na guerra. Juntos, os dois enfrentavam todas essas dificuldades, mas eles decidiram ir além, eles queriam construir uma família. E então começaram as tentativas para engravidar, mas infelizmente nenhuma delas deu certo.

Além disso, a gravidez seria perigosa, já que por conta do problema de Mandi, seu corpo não conseguiria absorver todos os nutrientes. Isso poderia prejudicar o bebê e sua própria saúde. No entanto, depois de passar por tantas coisas, o casal decidiu não desistiu de realizar o sonho de ter um filho.

Adoção

O casal então decidiu adotar, mas para isso passaram por um longo processo. Papéis, treinamento e inspeções até que finalmente conseguiram a licença para adotar. E foi então que eles receberam o telefonema que mudaria suas vidas, uma ligação os informou sobre o bebê de apenas 8 dias de vida.

Eles imediatamente organizaram tudo de que precisavam para oficializar a adoção. E deu-se início há uma nova série de papéis e de mais burocracias. Foram 16 meses até que a adoção fosse concluída com sucesso! Assim que o juiz oficializou a adoção, Hunter, gritou "papai" no meio do tribunal e começou a bater palminhas. O que é claro, fez a alegria dos pais e de todos ali presentes.

E aí, o que você achou dessa história emocionante? Comenta aqui com a gente e aproveita para compartilhar com aquele amigo(a) que sempre quis adotar uma criança!

Próxima Matéria
Leticia Rocha
Jornalista e aprendiz de Dani Noce. No insta é ticia_rochaa
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+