• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Cadela, que não conseguia se mover, está irreconhecível após ser resgatada

POR Jesus Galvão    EM Compartilhando coisa boa      18/09/19 às 16h58

Não há quem não se comova, ao ler a história de um animal, que foi resgatado de uma vida de dor e sofrimento. Afinal, muitas vezes, por diversos motivos, essas pobres criaturas sequer conseguem se defender. Uma cadela, recentemente resgatada, que foi chamada de Ellie Mae, é um desses casos. O animal foi tão negligenciado que, ao chegar no abrigo, era basicamente impossível identificar que animal era, apenas olhando para ele.

Ellie Mae foi resgatada pela ONG estadunidense, Nebraska Humane Society (NHS), a qual submeteu o cãozinho a uma transformação completa. A cadela estava com os pelos extremamente embolados, a ponto de ganhar a forma de uma grande bola de pelos. No entanto, depois de intensos cuidados, amor e atenção, Ellie Mae se livrou de toda aquela terrível situação.

Além de estar coberta por um gigantesco, e pesado, emaranhado de pelos, posteriormente, os veterinários descobriram que seu corpo também se encontrava muito ferido. O animal sequer conseguia andar devido ao estado crítico em que se encontrava. Os funcionários do NHS removeram cuidadosamente o pelo, que exalava um terrível mal cheiro.

O animal foi encontrado na casa de sua antiga dona, que havia falecido, por algumas pessoas contratadas para limpar o local. No entanto, eles não sabiam que a mulher tinha um cachorro e muito menos que ele ainda se encontrava ali. Quando Ellie Mae começou a ser tosada, os veterinários não sabiam o que poderiam encontrar por baixo de todo aquele pelo.

O veterinário da NHS, Amber Horn, informou que todo o procedimento foi feito com o maior cuidado possível. De forma a evitar qualquer dano ao animal. Além do mais, ele estava preocupado que, talvez, eles não conseguissem salvar suas pernas.

Momento crítico

Um outro cãozinho, cujo pelo estava tão embolado quanto o de Ellie Mae, teve o fluxo sanguíneo de uma de suas pernas interrompido pelo emaranhado de pelos. O que resultou em uma amputação parcial. No entanto, por sorte, este não foi o caso da pobre cadela, que teve cerca de 4 kg de pelo, removidos de seu corpo. As unhas do animal, devido a tanto tempo sem receber cuidados, cresceram de maneira descomunal, chegando a medir aproximadamente 17 centímetros.

O procedimento, de remoção de todo o excesso de pelo da cadela, levou cerca de 1 hora para ser concluído. Posteriormente, ela precisou passar por uma microcirurgia devido a uma hérnia. Além de procedimentos relacionados à sua saúde bucal. Devido ao longo tempo sem se mover, Ellie Mae teve perda de massa muscular e desenvolveu uma artrite em suas costas.

No total, foram 5 horas de trabalho duro para tentar dar a cadela uma nova chance para viver. Ao tentar caminhar, ela teve acabou tropeçando algumas vezes. Mas, com o passar do tempo, ela foi pegando o jeito. Após duas semanas do procedimento, Ellie Mae, nem de longe, se parecia com aquele animal abandonado, resgatado pela NHS.

Resultados

Pam Wiese, representante do NHS, deu uma entrevista ao portal Bored Panda, onde chegou a comentar a respeito do tratamento recebido por Ellie Mae. "Ficamos pasmos com a condição dela quando ela chegou. O mesmo aconteceu com aqueles que a encontraram na casa depois que seu dono morreu", disse ela.

"Nossa equipe não sabia o que ela era, ou que ela era um animal vivo até que sua cabeça se mexesse. Ela estava muito desconfortável. Nós a fechamos em nossa área médica. Descobrimos qual anestesia era segura e, em seguida, procuramos seu rosto para que pudéssemos entubá-la para sua limpeza".

"Depois da limpeza, ficamos surpresos por ela não ter mais problemas de saúde. Aparentemente, a dura camada de cabelo protegia sua pele de infecções e parasitas. Já vimos casos em que o cabelo fica tão tenso que na verdade estrangula os membros e naturalmente os "amputa". Nesses casos, necrose e sepse são preocupações muito reais", disse Wiese. 

"(...) Ela tinha um bom peso e um pouco de artrite e atrofia muscular, precisava de uma assistência odontológica, mas estava de pé e se mexendo na manhã seguinte. Ela também é o cachorro mais doce. Ela não tem nenhum problema com pessoas ou outros cães que ela conhece. Ela é extraordinariamente resistente! E ela é muito fofa!", concluiu.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Próxima Matéria
Via   Bored Panda  
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+