• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Cafeína também é uma droga. Quais são as consequências dela para o corpo humano?

POR Lucas Franco    EM Ciência e Tecnologia      28/09/15 às 17h41

Imagine se um médico criasse uma doença e em seguida se oferecesse para curá-la. Você provavelmente não gostaria deste sujeito, não é verdade? Bom, e se eu te falar que é mais ou menos isto que algumas substâncias, inclusive a cafeína, fazem? Não é exagero; ela promete alívio para um problema que ela mesmo causa. É o mesmo que a cocaína, o álcool, a nicotina e alguns medicamentos. Isto porque a cafeína também é uma droga.

Como o café não oferece tanta dificuldade para interromper o uso, como acontece com a cocaína, por exemplo, ele não é classificado pela Associação Americana de Psiquiatria como estimulante causador de dependência. Desta forma, tolera-se seu uso. Mas e quanto aos efeitos para o corpo?

Estresse

Bom, a cafeína é chamada de trimetilxantina. Isto é, um derivado da xantina correlato ao ácido úrico e um tóxico a ser excretado pelos rins. A substância não é encontrada apenas no café, como também em alguns chás, nas bebidas a base de cola e, em menor quantidade, em chocolates. Apesar de haver alguma defesa, existem muitos indícios de que a substância é, sim, prejudicial a saúde. Os principais prejuízos são a sensação de fraqueza ao longo do dia, além de alterações no humor. Esse é um sintoma comum desencadeado pelo uso de 250mg de cafeína por dia. No geral, os brasileiros chegam a ingerir 900mg - todo santo dia.

Alguns poderiam dizer que estes são problemas atribuídos ao estresse, e não necessariamente ao consumo de café. Mas aí que está a questão. É exatamente isto que a cafeína produz no organismo: estresse. A partir do momento que entra em contato com o organismo, a cafeina provoca um aumento da produção de hormônios do estresse pela glândula supra-renal. Entre eles, destaca-se a adrenalina, assim como hormônios glicocorticoides, que suprimem as reações imunológicas.

Uma vez interrompido o uso do café, os efeitos no corpo continuarão durante três semanas, enquanto as glândulas supra-renais conseguem se recuperar das exigências impostas pela substância. Após este período, o organismo experimenta uma diminuição da fadiga crônica, ansiedade ou estado de depressão, melhora da capacidade mental e, muito provavelmente, um sono mais tranquilo.

Efeitos colaterais quando consumido em excesso

Café

1. Já que a cafeína excita o sistema nervoso, pode haver mais pressão sobre o coração para manter o corpo em estado de estimulação. Isto acelera a frequência cardíaca para acomodar o trabalho extra do organismo. Para quem tem uma doença cardíaca ou sofre de ritmos cardíacos irregulares, o ritmo cardíaco mais rápido pode ser perigoso.

2. Como a cafeína ajuda a ficar acordado, não é surpresa que ela também interfira nos padrões de sono dos consumidores. Muito consumo ao longo do dia pode afetar a capacidade de pegar no sono pela noite. Assim, cria-se um ciclo vicioso, uma vez que, não dormindo à noite, a pessoa precisa de mais cafeína durante o dia.

3. A cafeína é um diurético. Isto significa que ajuda o corpo a drenar líquidos. Isto leva a um aumento da frequência urinária, em especial quando é ingerida em bebidas.

4. Ainda sobre o efeito diurético, a cafeína pode causar náuseas em algumas pessoas e, em alguns casos, pode provocar até mesmo vômitos.

Café 2

5. Pessoas que bebem muito café podem sentir dores de cabeça devido aos efeitos colaterais da estimulação do cérebro. A dor pode ter níveis de intensidade variados, sendo facilmente confundida com outros problemas de saúde.

6. Os estímulos ao sistema nervoso também podem resultar em estados de ansiedade. Em casos mais severos, o consumidor pode desenvolver sintomas de depressão.

7. Tremores no corpo ou nervosismo também são efeitos colaterais comuns, devido a superestimulação do sistema nervoso. Pessoas que deixam de consumir cafeína depois de uma longa dependência chegam a sofrer afrontamentos.

8. O consumidor de grandes quantidades de cafeína pode diminuir a densidade de massa óssea, uma vez que a cafeína interfere com a capacidade do organismo em absorver cálcio. Em casos graves, uma pessoa com densidade de massa óssea diminuída pode desenvolver osteoporose.

Bônus: O que pode acontecer com quem mistura álcool e energético?
1
A mistura parece inofensiva, de tão comum que se tornou entre os mais jovens, não existe hoje uma balada de cidade grande que não venda o famoso combo de "Red Bull e Vodka", o pequeno detalhe que alguns baladeiros não sabem é que essa pode ser uma combinação MORTAL.

Primeiro porque o energético diminui a sua percepção ao álcool, te deixa mais atento, fazendo você não perceber os sinais do envenenamento, isso pode levar quem está bebendo a perder a noção do quanto já bebeu, caindo então no famoso coma alcoólico, que pode inclusive levar a morte.

Segundo o energético é contraindicado para quem tem problemas cardíacos, e dependendo da quantidade ele é contraindicado até mesmo para pessoas normais, ele pode levar a um ataque cardíaco. A intoxicação por cafeína é manifestada pela presença de ansiedade, insônia, desconforto no estômago, tremores, taquicardia, agitação e até raros casos de morte foram descritos na Austrália, Irlanda e Suécia.

Então quando for fazer essa mistura PENSE duas vezes, é um risco enorme para a sua saúde.

Próxima Matéria
Lucas Franco
O cara que gosta do Batman! @heymac14
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+