• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Carta revela que, antes do acidente fatal, Titanic quase colidiu

POR Diogo Quiareli    EM Curiosidades      24/04/19 às 16h58

Um dos acidentes que mais marcou a história foi o naufrágio do Titanic. Existem ainda diversos mitos e teorias sobre esse acontecimento. Algumas pessoas afirmam que o navio estava numa velocidade muito alta em uma área de risco, outras culpam exclusivamente o clima, acreditam em uma carta e algumas acreditam que tudo não tenha passado de um grande azar. No entanto, somente as pessoas que estavam a bordo do imenso navio são capazes de dizer o que realmente aconteceu naquele dia e o que eles viveram.

O fato aconteceu no dia 10 de abril de 1912, quando o Titanic realizou a sua primeira e última viagem. Mais de 2 mil pessoas estavam a bordo. Na noite do dia 14 para o dia 15 de abril, o navio se chocou contra um iceberg e afundou. Cerca de 700 pessoas sobreviveram.

Carta

Algo recentemente intrigou o mundo. Uma carta pode ter revelado uma quase colisão do navio Titanic antes do grande desastre que o afundou. A carta foi encontrada e leiloada juntamente com outros pertences do seu dono. O registro foi feito por Richard Geddes no dia 11 de abril de 1912, um dia após a partida do navio. Ela foi enviada à esposa do passageiro. No texto, o homem descreve o quase acidente com uma outra embarcação, só que menor, a SS City of New York. Os dois barcos ficaram poucos metros um do outro quando o Titanic deixou as docas. A sucção produzida pelas embarcações fez com que as cordas, que amarravam a SS City of New York, estourassem.

"Saímos ontem depois de muitos problemas", disse Richard Gueddes. "Ao passarmos por Nova York e Oceanic, o SS City of New York teve suas cordas rompidas e quase se chocou conosco, mas simplesmente evitamos uma colisão. Eu podia ver Belfast, deve ter sido um tempo difícil para o capitão". Diversas outras pessoas lembram do ocorrido. De acordo com a Fox News, esse incidente poderia ter impedido a viagem transatlântica. Isso evitaria a colisão do Titanic com um iceberg às 23h40 do dia 14 de abril e salvaria mais de 1,5 mil vidas perdidas no desastre.

Certificado

Essa carta foi enviada por correio de Queenstown, na Irlanda, no dia 11 de abril, quando o Titanic parou para embarcar mais passageiros. "Bem, querida, nenhum de nós viu muito e não haverá muitos impactos na extrema jornada. Não importa, contanto que tenhamos algo bom em casa [...]. Talvez tenhamos mais sorte na próxima viagem, agora eu espero que você esteja se sentindo bem. Não me preocupando, pois acho que você não precisa", escreveu. "Como está minha querida? Eu acho que ela sente falta de mim um pouquinho, o que você acha? Este navio vai ser muito melhor do que o Olympic, pelo menos penso assim, [pois está] mais estável e em pé até agora", concluiu o passageiro, sem imaginar o que aconteceria depois.

Essa correspondência será vendida em um lote que contém o certificado que confirma a "suposta morte" do autor. O motivo da morte foi afogamento. Seu envelope original e duas cópias de fotografias do Sr. Geddes e sua esposa. O valor estimado dos itens está entre 12 e 18 mil libras.

E aí, o que você achou dessa matéria? Comenta pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos. Lembrando sempre que o seu feedback é extremamente importante para o nosso crescimento.

Próxima Matéria
Via   Revista Galileu  
Diogo Quiareli
Geminiano, 25 anos, goiano.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+