• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


China precisa criar porcos de quase meia tonelada para alimentar população

POR Arthur Porto    EM Mundo Afora      14/10/19 às 10h38

Recentemente, a China precisou iniciar uma batalha extremamente difícil. O inimigo? Mortal. O país está lutando contra a peste suína africana. Altamente contagiosa, a peste está ameaçando a produção de carne suína. Apesar dos esforços para conter a doença, que começou há mais de três meses, a doença segue se espalhando. Além de afetar a produção de carne suína, a peste, consequentemente, também afeta a agricultura e a economia do país.

Em suma, a situação torna-se cada vez mais preocupante. O país já confirmou o primeiro caso da doença em um javali. Por tornar-se o alvo de outra espécie, conter a peste torna-se mais difícil. Além disso, de acordo com as autoridades, o surto já se espalhou para a província de Sichuan, no sudoeste do país. Basicamente, Sichuan é a principal região de criação de porcos.

O primeiro caso

O primeiro caso de peste suína africana na China foi registrado no início de agosto. A doença foi detectada em uma fazenda em Shenyang, na província de Liaoning, nordeste do país. Ao todo, 47 porcos foram confirmados como mortos pela doença. A peste suína africana é afeta os seres humanos. Em contrapartida, conter a propagação da doença é difícil porque não existe vacina e nenhum outro tipo de tratamento.

Por ser um alimento essencial na China, o vírus vem afetando seriamente os hábitos alimentares dos cidadãos locais. De acordo com o governo do país, a doença também se espalhou para as províncias de Heilongjiang, Henan, Anhui, Jiangsu, Zhejiang e Shanxi, assim como para a Região Autônoma da Mongólia Interior.

Como consequência, os preços da carne suína alteram constantemente. Depois que as autoridades restringiram o transporte de carne suína oriunda das áreas afetadas, os preços locais caíram. Tal situação, em suma, provavelmente, forçará o fechamento de muitas pequenas fazendas.

O governo, atualmente, está promovendo esforços manter no mercado os grandes produtores de carne suína. O inversor, provavelmente, é a melhor opção para manter com qualidade a cadeia de suprimentos de carne suína.

A outra saída

Em suma, alguns fazendeiros chineses estão produzindo porcos cada vez maiores, para acompanhar a escassez de carne de porco.

Em Nanning, capital da província de Guangxi, um proprietário de uma fazenda está criando porcos, que pesam mais de 500 kg. Ou seja, o tamanho desses animais é similar ao dos ursos polares.

De acordo com informações divulgadas pela imprensa, os porcos gigantescos que pesam mais de 500 kg podem ser vendidos por mais de 10.000 yuans, ou US$ 1.400. Isto é, o valor é três vezes maior que a renda média mensal disponível na província.

O maior porco doméstico já registrado foi o Big Bill. Natural de Jackson, em Tennessee, nos Estados Unidos, o porco pesava mais de 1.000 kg. Em suma, a maioria dos porcos, que são extremamente grandes, morrem devido a problemas saúde. Em 2004, por exemplo, o porco chamado Ton Pig morreu devido à obesidade. Ton Pig foi criado na China e pesava cerca de 900 kg.

De qualquer forma, os porcos gigantes, criados em Nanning, são destinados ao abate, mas porcos excessivamente grandes tornaram-se necessários, pois a gripe suína africana está devastando as populações de suínos nos países asiáticos.

Próxima Matéria
Via   nikkei     science alert  
Arthur Porto
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+