icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


Cidade fantasma submersa pode reaparecer em 2021

POR Bruno Dias EM Curiosidades 25/06/20 às 15h46

capa do post Cidade fantasma submersa pode reaparecer em 2021

Seja por motivos políticos, econômicos ou situações de emergência, algumas cidades ao redor do mundo acabaram se tornando verdadeiras paisagens fantasmas em ambientes urbanos. Com construções abandonadas e a invasão da natureza em vários ambientes, são locais que mantém estruturas construídas para abrigar multidões, que hoje tem pouquíssimas ou nenhumas pessoas.

Os cenários podem até parecer saídos de filmes pós-apocalípticos ou com vistos apenas em pesadelos, mas são ambientes reais, antes habitados por milhares de famílias e hoje abandonados. Alguns deles, podem ser visitados hoje em dia e são motivos de encanto para turistas em todo o mundo.

Mas existem alguns lugares que são realmente interessantes por ter várias coisas  combinadas e circunstâncias que levaram a cidade a se tornar um lugar fantasma. Como é o caso dessa vila, chamada Fabbriche di Careggine. Ela fica na província de Lucca, na Toscana.

Cidade

Essa cidade foi inundada pela primeira vez, em 1946. A inundação aconteceu para que fosse construído o lago Vagli. E junto com ele também fosse construído uma represa hidrelétrica.

Mas de tempos em tempos essa cidade fantasma é esvaziada para que aconteça uma manutenção da hidrelétrica. E aproveitando esse período a Fabbriche di Careggine fica aberta para o turismo. A vila não é visitada, e nem é vista, desde 1994. Que foi a última vez que a represa foi esvaziada.

Para que a cidade pudesse ser inundada, os moradores ela foram transferidos par  uma nova cidade à beira do lago, chamada Vagli di Sotto. A vila de Fabbriche di Careggine está submersa em 34 milhões de metros cúbicos de água, mas as estruturas da cidade fantasma ainda estão intactas. Como por exemplo casas de pedra, uma ponte, um cemitério e a igreja de San Teodoro. Tudo isso ressurge quando a barragem é esvaziada para a manutenção.

Ressurgimento

De acordo com o informado pelas autoridades locais de turismo, o esvaziamento aconteceu apenas quatro vezes. Isso desde que a cidade do século XII foi inundada. Ela foi vista de novo em 1958, 1974, 1983 e 1994.

E segundo a imprensa local, os políticos tentam há muito tempo drenar o lago para que a cidade seja trazida de volta e possa ser visitada novamente. Em 2015, o jornal italiano "La Repubblica" disse que Mario Puglia, ex-prefeito do vizinho Vagli di Sotto, pediu que o lago fosse drenado de novo. Ele até citou o turismo e empregos locais como uma preocupação.

Agora existem sinais de que o lago pode ser esvaziado mais uma vez. Vinte e sete anos depois da última drenagem. Em um postagem no Facebook, a filha do ex-prefeito de município de Ilio Domenico Giorgi, Lorenza Giorgi, deu a entender que o lago poderá ser drenado no próximo ano.

Esvaziamento

"Fontes confiáveis ??dizem que no próximo ano, em 2021, o lago de Vagli será esvaziado. A última vez que foi esvaziado foi em 1994, quando meu pai foi prefeito. E graças aos seus esforços e às inúmeras iniciativas que, com grandes esforços, conseguiram estabelecer toda a cidade de Vagli e puderam receber mais de 1 milhão de pessoas", ela escreveu.

A empresa de energia que administra o lago artificial disse, em um comunicado, que um grupo está sendo formalizado junto com o município de Vagli di Sotto e a Romei Srl para que possam discutir o turismo na região.

Uma das iniciativas da discussão é a reconstrução do ambiente natural, incluindo a limpeza do reservatório de Vagli e possivelmente o esvaziamento da bacia.


Próxima Matéria
Via   MSN  
Imagens MSN
avatar Bruno Dias
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest