• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Cientista alerta que o apocalipse está chegando e que não é nada disso que você está imaginando

POR Diogo Quiareli    EM Ciência e Tecnologia      25/10/17 às 17h22

O mundo está acabando de várias maneiras, ou pelo menos é isso que as pessoas afirmam diariamente. Diante de tantos fenômenos naturais, doenças sem cura e violência tomando conta de todos, podemos de certa forma concordar com essa afirmação. Alguns até apelam para o lado religioso e falam sobre Apocalipse, uma passagem da Bíblia onde afirma que no final dos tempos tudo isso aconteceria. Diante de tantas coisas, começamos até acreditar em um tipo de apocalipse como o visto nos filmes, seja de zumbis ou de qualquer outra praga que possa levar a raça humana à extinção. E é isso que alguns cientistas estão afirmando.

Uma cientista americano pediu reforço global para parar o aumento de bactérias resistentes a antibióticos. Dame Sally Davies afirmou que, se não agirmos logo, pelo menos 10 milhões de pessoas podem morrer anualmente por causa das doenças resistentes a remédios. A professora e médica que atua no Reino Unido, alegou que, sem uma ação global rápida, poderíamos ver em breve o "fim da medicina moderna". Isso pode acontecer pois nossos antibióticos se tornam inúteis contra as bactérias resistentes a qualquer tipo de medicamento.

Atualmente, somente na América, pelo menos 2 milhões de pessoas são infectadas por bactérias resistentes aos antibióticos. O número das que morrem anualmente por causa disso chega a 23 mil pessoas, de acordo com o Centro de Controle de Doenças. Mundialmente, esse número chega a atingir 700 mil pessoas. A professora Davies advertiu que nos próximos 30 anos isso poderia aumentar para mais de 10 milhões, à medida que mais bactérias se tornam resistentes para os antibióticos.

"Nós realmente estamos enfrentando uma crise. Se se não agirmos agora, um terrível apocalipse pós-antibiótico acontecerá", afirmou Davies na conferência em Berlim. "Eu não quero dizer aos meus filhos que não fiz o meu melhor para protegê-los e proteger também os seus filhos".

Campanha

Dame Sally Davies irá lançar uma campanha no Reino Unido pedindo aos pacientes para que não exijam antibióticos de seus médicos. Ela ainda disse que os pacientes acreditam que os seus médicos estejam sendo "significativos" quando se recusam a prescrever antibióticos, quando realmente eles estão tentando prescrever alternativas. Isso faz parte de um esforço global para evitar novas variedades de bactérias aos medicamentos que evoluem.

"A pesquisa descobriu que muitas vezes o público pensa que os médicos estão tentando economizar", disse ela na conferência. "Quando na verdade eles estão tentando salvar os remédios para que eles funcionem quando são realmente necessários". Dame Davies advertiu que os remédios são frequentemente administrados a pacientes atingidos por resfriados e vírus, mesmo que os antibióticos não ajudem a curar o vírus.

As superbactérias resistentes a medicamentos estão se tornando um problema ainda maior, e ela pediu para o mundo agir, dizendo que até agora tinha sido tudo "muito lento". "Esta resistência antimicrobiana está conosco agora, matando pessoas", afirmou mais uma vez Davies. "Isso só piorará a menos que tomemos uma ação forte em todo mundo. Precisamos de algum trabalho real para fazer a diferença ou arriscar o fim da medicina moderna".

E aí, você sabia sobre isso? Comenta pra gente aí em baixo e compartilhe com seus amigos. Lembrando sempre que o seu feedback é extremamente importante para o nosso crescimento.

Próxima Matéria
Via   ifl Science  
Diogo Quiareli
Geminiano, 25 anos, goiano.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+