• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Cientistas descobrem como era o corpo da mulher na pré-história

POR Natália Pereira    EM Ciência e Tecnologia      08/12/17 às 10h54

Com o tempo nós acabamos nos adaptando a determinadas situações. A evolução é responsável por modificar nossa forma de acordo com a necessidade. Alguns aprimoramentos são para agregar em algo e agem de forma positiva. Outros apenas pretendem descartar funções que já não se usa mais, como o dente siso. Algumas dessas mudanças podem ajudar a entender como o ser humano era antigamente e como ele é agora, depois das alterações em seu corpo.

A estabilidade conquistada pelo homem é um dos principais causadores dessa alteração. Depois de se sedentarizar, devido o desenvolvimento da agricultura, o homem moderno acabou transformando seu corpo. Uma pesquisa feita recentemente mostra como era o corpo das mulheres na pré-história e o que isso representa.

O estudo

A pesquisa foi feita pela Universidade de Cambridge fez uma grande revelação. Nesse processo foram comparados os ossos de mulheres da pré-história que viviam em comunidades agrícolas juntamente com outros esqueletos mais recentes. O osso mais antigo usado para o estudo tinha 7.400 anos atrás enquanto o mais novo é datado de 2.800 anos. Todos eles foram retirados da Europa central. De acordo com os resultados da pesquisa, foi detectado que as mulheres contribuiram para o desenvolvimento da agricultura no seu período.

A chefe da pesquisa, Alison Macintosh, diz que é preciso entender que as diferenças ósseas entre os homens e as mulheres existem por uma questão biológica e por terem exercido diferentes tarefas ao longo do desenvolvimento humano. Para que isso aconteça, ela acredita ser necessário fazer mais comparações entre os ossos das mulheres pré-históricas e as atuais.

Resultado

Com o fim da pesquisa foi possível perceber que as mulheres daquela época tinham ossos muito mais fortes. Com essa descoberta, e levando em consideração o fato de que elas viviam em comunidades agrícolas, pode-se entender que essa maior resistência se deve pelas atividades braçais que elas exerciam. Arar o solo, plantar, colher e moer faziam parte do cotidiano delas. Além disso, as mulheres também eram responsáveis por ordenhar as vacas, processar o leite, preparar a carne do animal, carregar o alimento do gado e cuidar da produção têxtil.

Esses resultados podem mudar a forma como a mulher pré-histórica é vista, colocando-a na linha de frente da produção agrícola. A estrutura óssea também influencia muito na musculatura. Isso faz com que a imagem de uma mulher fisicamente forte e musculosa possa surgir.

E aí, o que achou da matéria? Não esqueça de comentar aí embaixo e compartilhar com seus amigos!

Próxima Matéria
Via   NetNature     Vice  
Natália Pereira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+