• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Como 8 drogas afetam o cérebro de quem as usa

POR PH Mota    EM Entretenimento      20/07/17 às 16h46

Apenas uma pequena porção colocada no organismo e o mundo já se transforma num lugar colorido e completamente fantasioso, as pessoas se movem de uma forma mais lenta ou o mundo parece muito mais agitado. Os efeitos podem ser diversos, mas as drogas prometem sensações difíceis de se encontrar em outras experiências.

Cada droga pode prometer uma viagem diferente e uma onda que combina com cada momento, mas a verdade é que todas possuem algo em comum: afetam o funcionamento do cérebro a curto ou longo prazo. Se não houvesse a influência na forma como pensamos ou percebemos o mundo, os efeitos não provocariam tanta diferença de percepção da realidade.

Conheça 7 drogas bizarras que estão se espalhando por todo o mundo.

Mas o que exatamente cada droga pode fazer com o cérebro?

1 - Maconha

Quando o principal composto ativo da maconha, o THC, atinge o cérebro, ele provoca a liberação de dopamina e serotonina, químicos do cérebro que provocam sensação de bem estar. Esses são os mesmos compostos liberados quando estamos fazendo atividades que nos dão prazer, como comer algo muito bom ou fazer sexo. No cerebelo, responsável por garantir nossa coordenação motora, o THC provoca letargia, o que pode causar redução no controle dos movimentos e perda de noção espacial e temporal. Além disso, há efeitos no hipocampo - reduzindo a atividade de neurônios responsáveis pela memória de curto prazo - e no córtex cerebral - promovendo alteração dos sentidos.

2 - Cogumelos

O principal ingrediente psicoativo encontrado em cogumelos alucinógenos, psilocibina, provoca a conexão entre diferentes áreas do cérebro. Essas novas conexões podem ser a causa de experiências sensoriais diferenciadas, como ver sons, ouvir cores ou viagens próprias desse tipo de droga. No geral, os efeitos dos cogumelos podem ser maleáveis, ou seja, variam de pessoa de pessoa, de acordo com sensibilidade, ambiente e estímulos. Os usuários podem se sentir recompensados pelas experiências diferenciadas de sons incomuns, cores brilhantes e alucinações, mas também podem encarar tudo com sensações desagradáveis, visões assustadoras, sensações de deformação do corpo, certeza de morte iminente, etc.

3 - Álcool

Como outras drogas, o álcool também afeta a química do cérebro alterando níveis de neurotransmissores, compostos responsáveis por enviar sinais que controlam nosso pensamento e comportamento. O álcool diminui a velocidade do pensamento, respiração e batimentos cardíacos. A bebida também reforça seu próprio consumo por meio da ativação de circuitos de recompensa do cérebro, fazendo com que você queira consumir mais e sofra dependência. Dentre seus efeitos, está a embriaguez e a dificuldade de discernimento.

4 - Heroína

O nosso cérebro converte a heroína em morfina, o que afeta a forma como percebemos a dor e provoca sensações de recompensa. Além disso, ela estimula células nervosas provocando estados que misturam euforia e calmaria e a realidade com cenários de fantasia. A droga também causa extrema dependência física e psíquica e pode se tornar necessária para o funcionamento normal das células do corpo. Em uso abusivo, pode surdez, cegueira, delírios, depressão respiratória e cardíaca e coma.

5 - LSD

Assim como os cogumelos, o LSD provoca alucinações. Primordialmente, drogas desse tipo afetam a área do cérebro responsável por regular nosso humor, pensamentos e percepção, mas também influencia outras regiões que controlam como a gente responde ao estresse. Alguns usuários descrevem viagens longas que podem incluir sensações de flutuação ou de experiência da própria morte. Quando em contato com o cérebro, o LSD cria uma falta de coordenação que faz com células que deveriam ser ativadas ao mesmo tempo percam o controle, o que provoca um caos de consciência que gera as alucinações.

6 - Cocaína

Seja fumada, cheirada ou injetada, a cocaína atinge a corrente sanguínea e chega ao cérebro em questão de segundos. Uma vez que está ali, causa uma sensação de extrema euforia por encher o corpo de dopamina. A sensação é tão poderosa que alguns animais de laboratórios preferem cocaína ao invés de comida, mesmo que isso faça com que eles morram de fome. Uma das partes mais afetadas pela droga inclui regiões centrais de memória e tomada de decisão, o que pode indicar porque ela é tão viciante.

7 - Ecstasy

O ecstasy aumenta a atividade de pelo menos três neurotransmissores diferentes, incluindo dopamina, serotonina e noradrenalina, todos responsáveis por funções essenciais no controle de nosso humor. Os níveis elevados de serotonina explicam porque o uso da droga promove tantas sensações positivas, mas também justificam as sensações de ressaca que podem vir após o uso. Em alguns casos, os efeitos também pode ser negativos e, ao invés de prazer, criar paranoia, pânico e depressão.

8 - Cigarro

Segundo dados da Organização Mundial de Saúde, há 1,1 bilhão de fumantes no mundo, fazendo com que o cigarro mate mais do que o álcool e outras drogas ilegais. O cigarro age no organismo por meio das vias respiratórias e digestivas, espalhando adrenalina no sangue provocando contração das veias. No cérebro, a fumaça do cigarro causa uma reação violenta aos sistemas nervosos centrais, podendo provocar a degeneraçao de células. Além disso, o hábito conduz o fumante a dependência física e psíquica, o que gera o vício.

Conseguiu esclarecer os efeitos de algumas drogas? O que achou de cada um deles? Não esqueça de deixar seu comentário e compartilhar a matéria para espalhar as informações.

Próxima Matéria
PH Mota
Jornalista que é um encontro Monty Python e A Praça É Nossa.
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento têm como único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+