• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Como as mudanças do Sol estão afetando os outros planetas do Sistema Solar?

POR Cristyele Oliveira    EM Ciência e Tecnologia      08/12/19 às 19h52

Pelo visto, não é só a Terra que está sendo afetada por mudanças climáticas, os demais planetas também estão passando por mudanças no clima, mesmo que por motivos distintos. Há um mito climático, que diz que Marte e Júpiter estão se aquecendo. O que não é nem de longe verdade, até porque o sol esfriou um pouco, nos últimos anos.

Essas alegações, sobre um possível aquecimento nesses planetas, seriam a prova de que o recente aquecimento na Terra seria causado por um aumento na atividade solar, e não por gases do efeito estufa. Mas o fato é que nenhum desses planetas esquentou nos últimos anos, com exceção da Terra e de Plutão.

Nos últimos cinquenta anos, a produção do Sol diminuiu, ou seja, tem irradiado menos calor. E isso podemos medir com precisão, a partir das várias atividades do Sol daqui da Terra ou da órbita acima dele. Por esse motivo, é impossível ignorar a discrepância entre os fatos e os argumentos céticos de que o Sol é que está causando o aumento das temperaturas na Terra e nos demais planetas do Sistema Solar.

Aquecimento dos demais planetas

Então, se a produção do sol diminuiu, o que poderia estar causando o aquecimento nos demais planetas? Mas será mesmo que eles estão esquentando? Aparentemente não. A verdade é que alguns planetas, como Urano por exemplo, podem estar esfriando ao invés de esquentar.

Todos os demais planetas do Sistema Solar têm períodos orbitais muito mais longos do que a Terra. Ou seja, qualquer mudança climática pode ser sazonal. Saturno e suas luas, por exemplo, levam 30 anos terrestres para orbitar o Sol. Isso significa que três décadas de observação equivalem apenas a um ano saturniano. Já Urano tem uma órbita de 84 anos e uma inclinação axial de 98°, assim, as suas estações são extremas. Enquanto isso, Netuno sequer completou uma única órbita desde que foi descoberto em 1846.

Esse é apenas uma breve explicação sobre os planetas que os mais céticos afirmam estar passando por mudanças climáticas.

Mudanças climáticas

A ideia de que Marte está esquentando nos últimos tempos é decorrente de uma infeliz mistura de clima. Baseada em duas fotos, tiradas com 22 anos de diferença, foram feitas suposições que não parecem ser muito confiáveis. Então, até agora não há nenhuma evidência concreta que apoie as alegações de que Marte esteja realmente esquentando.

Já a noção de que Júpiter esteja se aquecendo é fundamentada, em previsões e suposições. Isso porque nenhum aquecimento foi realmente observado no planeta. Em Netuno, as observações de mudanças na luminosidade na superfície do planeta e em sua maior lua, Triton, foram feitas para indicar um aquecimento causado pelo aumento na atividade solar. Mas o fato é que o aumento do brilho é devido às mudança das estações do planeta, que acontecem lentamente. O verão está chegando no hemisfério Sul de Netuno, e assim, trazendo mais luz solar, como acontece a cada 164 anos.

Em Plutão, o aquecimento é real, porém, não é realmente compreendido. As estações de Plutão são as menos compreendidas, e sua existência é conhecida apenas por um terço de sua órbita de 248 anos. Sem contar que nunca foi visitada por uma sonda espacial. A única evidência, que se tem da mudança climática, consiste em duas observações feitas em 1988 e em 2002.

Próxima Matéria
Cristyele Oliveira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+