• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Como doar seu corpo para a ciência?

POR Bruno Dias    EM Ciência e Tecnologia      28/01/19 às 19h13

Das certezas da vida, a mais garantida, e talvez a única, é a morte. Várias pessoas não gostam de tocar no assunto ou acham que pode se atrair mais o fim mais rapidamente se ficar falando muito. Mas quando morremos, por mais que seja um momento difícil para a família e amigos, é necessário saber o que fazer com o corpo da pessoa.

No nosso país temos a tradição de enterrar nossos entes queridos, ou em alguns casos, podemos optar pela cremação. Mas existe uma outra possibilidade do que fazer com o corpo: doá-lo para ciência. E não, não estamos falando de doação de órgãos, mas sim do corpo inteiro.

Pode parecer estranho para nós que não temos essa cultura e não falamos muito sobre essa prática, mas em outros países, como nos EUA por exemplo, já é uma realidade. É certo que o uso de corpos pode ser substituído usando tecnologia, mas a verdade é que nada substitui o corpo real ainda.

Além disso, vários cursos da área da saúde precisam de corpos para que seus estudantes aprendam e se tornem bons profissionais. Segundo Thelma Parada, do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo, a doação de corpos ajuda a expandir o conhecimento do corpo humano.

Doação

E se você ficou interessado na possibilidade de doar seu corpo para a ciência, mas acha que enfrentará grandes burocracias, está enganado. O processo é bem simples. O necessário é um documento mostrando o desejo de que o corpo seja doado e um consentimento legal para fazê-lo. Além disso, a pessoa também pode deixar designado alguma instituição para qual ela quer ser doada.

Universidades e instituições de ensino recebem esses corpos e cada lugar tem suas regras para que o cadáver seja recebido. Mas, no geral, essa doação é permitida para pessoas com mais de 18 anos e que estejam com condições de saúde física e mental plenas para que a decisão seja tomada de forma consciente. O documento alegando a doação deve ser assinado e ter firma reconhecida em cartório. E uma cópia deve ser entregue à instituição que receberá o corpo.

Os familiares também têm que estar a par da situação para que nenhum problema aconteça depois que a pessoa morrer. E os parentes também precisam ter uma cópia do documento de doação do corpo. A família pode fazer o velório normalmente. A única coisa diferente é que ao invés de enterrar o corpo ou cremá-lo,ele será enviado para uma instituição.

Próxima Matéria
Via   Galileu  
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+