icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


Como é o Judaísmo?

POR Diogo Quiareli    EM Curiosidades      15/10/18 às 18h16
capa do post Como é o Judaísmo?

As religiões hoje são vistas como divisoras de povos, costumes, crenças e várias outras coisas. Estima-se que já passa de 10 mil o número de religiões pelo mundo. Não dá para negar que as mesmas foram as principais causadoras de grandes conflitos na História e há quem defende a sua com unhas e dentes, chegando a criticar as demais, taxando-as como erradas. Entre tantas que existem, sabemos um pouco mais sobre as mais populares e mais faladas, não é mesmo? E você, o quanto sabe sobre as demais religiões além da sua?

Foi pensando nesse assunto que a redação da Fatos Desconhecidos resolveu trazer uma série de matérias, visando mostrar a todos os nossos leitores como é cada uma das principais religiões do mundo. Buscamos o conceito, história, origens, características, filosofias e seus ensinamentos como um todo. Essa é ainda uma grande oportunidade de aprender um pouco mais sobre cada uma e mudar o seu conceito sobre as que vocês não seguem. Falaremos a seguir sobre o judaísmo, uma das religiões mais antigas do mundo e com bastante impacto na História, incluindo na Segunda Guerra Mundial.

Lembrando, caros leitores, que o nosso conteúdo é mais genérico, sem se aprofundar muito no tema para não causar polêmicas. O objetivo dessa série de matérias é combater o preconceito contra as religiões e disseminar informações sobre as mesmas.

O que é o Judaísmo? (Origem)

O judaísmo é a religião monoteísta mais antiga do mundo. As crenças judaicas surgiram por volta do século XVIII a.C., quando Deus mandou Abraão procurar pela terra prometida. Sua crescente se deu pelo conjunto à civilização hebraica, através de Moisés, Davi, Salomão e vários outros homens. Os judeus acreditavam que YHWH (Javé ou Jeová, em português) seja o responsável pela criação do universo. Esse seria um ser onipresente, onipotente e onisciente, capaz de influenciar todo o universo e ter uma relação especial com o seu povo. Os judeus usam como livro sagrado o Torá ou Pentateuco, revelado diretamente por Deus.

Para os seguidores da religião, o pecado mais mortal de todos é a idolatria, ou seja, adorar ídolos ou imagens. Os cultos dessa religião são realizados em templos denominados sinagogas. Os homens que frequentam usam uma pequena touca chamada de kippa como uma forma de respeito para com Deus. Entre os rituais, os principais são a circuncisão, realizada em garotos de 8 anos. Isso representa a marca da aliança entre Deus e Abraão e seus descendentes, e o Bar Mitzvah (meninos) e a Bat Mitzvah (meninas), que marcam o início da vida adulta.

Estima-se que existam apenas 14 milhões de judeus no mundo, onde a maior parte mora nos Estados Unidos. Essa é uma religião matriarcal, ou seja, determina que um filho de mãe judia também é um judeu. A crença judaica se divide em diferentes linhas de tradições religiosas, sendo elas: Judaísmo Ortodoxo, Judaísmo Conservador, Judaísmo Reformista, Judaísmo Reconstrucionista e o Judaísmo Humanista. De forma simplificada, o Judaísmo está baseado em três pilares de fé e serviço a Deus. Sendo eles:

Teshuvá: Pode ser entendido como o arrependimento e retorno às origens puras e boas quando se comete qualquer erro.

Tefilá: Significa prece e ligação com Deus.

Tsedacá: Aquilo que pode ser traduzido por caridade, mas no sentido de justiça, de doar aquilo que Deus confiou a si para que entregasse aos outros.

Símbolos do Judaísmo

O Judaísmo não permite a adoração de imagens, portanto, há poucos símbolos nessa religião. O maior de todos é um sinal de reconhecimento do povo judaico em todo o mundo, conhecido como a Estrela de Davi. Essa é uma estrela formada por dois triângulos sobrepostos, com seis pontas. Durante o Holocausto e a Segunda Guerra Mundial, esse símbolo era utilizado em faixas nos braços dos prisioneiros na Alemanha para que fossem diferenciados nos campos de concentração.

Semelhanças e diferenças com o Cristianismo

O Judaísmo tem muita semelhança com o Cristianismo, religião predominante no Brasil. Uma das maiores semelhanças é a crença no mesmo Deus. No entanto, a diferença reside na crença em Jesus Cristo, o que também vai variar de acordo com a corrente judaica. Os judeus seguem fielmente os dez mandamentos, os também ensinados no Cristianismo que foram entregues por Deus à Moisés no Monte Sinai. Outra diferença entre as duas religiões é que o Judaísmo não divide com os cristãos a crença no pecado original.

Isso significa que todos nós pagamos pelo pecado cometido por Adão e Eva que resultou na expulsão do paraíso. O Cristianismo segue, com prioridade, aquilo que está pregado no Novo testamento da Bíblia Cristã, ou seja, o que Jesus mudou após sua vinda à Terra. Enquanto isso, os Judeus consideram correto apenas os textos antigos, a Torá, enquanto base para sua fé e práticas no geral.

Curiosidades filtradas sobre o Judaísmo

O maior pecado para os judeus é a idolatria.

O conhecimento místico do judaísmo é conhecido como "Cabala".

Nessa religião, é considerado judeu todos aqueles que nasceram de mãe judia. Além deles, há também os convertidos.

A touca que os homens usam nas sinagogas são chamadas de "kipá" e representa o respeito a Deus.

Os judeus não buscam converter as pessoas, como o cristianismo, pois não é uma religião missionária.

E aí, o que você achou dessa matéria? Comenta pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos. Lembrando sempre que o seu feedback é extremamente importante para o nosso crescimento.


Próxima Matéria
avatar Diogo Quiareli
Diogo Quiareli
Geminiano, 26 anos, goiano. Amante de música pop, fã de Katy e Luan.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest