icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


Como é o Satanismo?

POR Bruno Dias EM Curiosidades 18/10/18 às 18h23

capa do post Como é o Satanismo?

No nosso país temos variados tipos de religião e pessoas que as seguem. Pensando nisso, nós fizemos uma série de matérias para mostrar as características de cada uma para aqueles quem não as conhecem ou têm vontade de saber um pouco mais. Já falamos sobre o cristianismo, islamismo, budismo, espiritismo, judaísmo e umbanda e agora falaremos sobre o satanismo.

Lembrando, caros leitores, que o nosso conteúdo é mais genérico, sem se aprofundar muito no tema para não causar polêmicas. O objetivo dessa série de matérias é combater o preconceito contra as religiões e disseminar informações sobre as mesmas.

Origem

Como todas as religiões, existem várias vertentes e diferentes versões para o satanismo. Assim, o satanismo moderno não se assemelha em nada com os rituais vistos em filmes de terror, ele é uma religião mais voltada para o ateísmo. A religião satânica moderna se caracteriza pela busca do hedonismo.

O templo mais tradicional é a Igreja de Satã, que foi criado em 30 de abril de 1966, por Anton Lavey, que é o autor da Bíblia Satânica. Essa data é a mesma do equinócio da primavera, que é o momento do ano em que o dia e a noite têm a mesma duração. LaVey foi músico, fotógrafo forense e estudioso do ocultismo.

Durante os anos 1950, os grupos satanistas existiram nos EUA e no Reino Unido, mas eram pouco conhecidos. O satanismo moderno veio na consciência das massas em Walpurgisnacht, em 30 de abril de 1966, quando LaVey criou a Igreja de Satanás.

Filosofia

Os satanistas não creem em Deus, mas ao contrário do que muitos pensam, eles também não creem no Diabo porque ele é considerado uma invenção do cristianismo. O foco do satanismo é a crença no indivíduo, onde cada um é seu próprio deus e seu próprio demônio.

Por mais que sejam uma igreja, não existem rituais como casamento, missa ou batismo. E o batismo para os satanistas não é crível porque, para eles, as crianças não têm livre arbítrio para escolher a religião que vão querer seguir. Àqueles que querem se converter ao satanismo basta ler os livros básicos como a Bíblia Satânica e concordar com as regras.

O livro não é considerado sagrado como a Bíblia para os cristãos, ele é somente um texto com as orientações para quem quiser seguir esse estilo de vida. E ela é dividida em quatro: Livro de Satã, Livro de Lúcifer, Livro de Belial e Livro de Leviatã.

Contrariando a cabeça de muitos, o satanismo não estimula a maldade, mas sim a busca individual do prazer. Quem segue essa doutrina é encorajado a tratar as pessoas da mesma forma que elas o tratam, e estar sempre em constante busca pelo conhecimento.

Os nove mandamentos

O cerne da Igreja de Satanás são essas nove convicções que foram escritas por Anton LaVey. Abreviadamente, cada uma diz que Satanás representa:

1 - Indulgência, não abstinência.

2- Existência vital, não sonhos espirituais vazios.

3 - Sabedoria e não autoengano hipócrita.

4 - Bondade merecida, não amor desperdiçado.

5 - Vingança, ao invés de virar a outra face.

6 - Responsabilidade para os responsáveis ao invés da preocupação.

7 - O Homem como nenhum outro animal é o mais vicioso de todos.

8 - Satisfação de todos os desejos da carne etc.

9 - Melhor amigo da igreja pois a manteve funcionando.

Os nove pecados

1. Estupidez

2. Pretensiosidade

3. Solipsismo (a crença de que não existe nada além da experiência individual)

4. Autoengano

5. Conformidade extrema

6. Falta de perspectiva

7. Esquecer as manipulações do passado

8. Orgulho contraprodutivo

9. Falta de estética.


Próxima Matéria
avatar Bruno Dias
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest