• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Como é que a água entra dentro do coco?

POR Jesus Galvão    EM Curiosidades      12/11/19 às 23h21

Muitos de nós tomamos água de coco para se refrescar num dia quente. Algumas pessoas outras utilizam a bebida para repor os sais minerais, perdidos através do suor numa atividade física. Isso, porque a água de coco tem poucas calorias e praticamente nenhuma gordura e colesterol. Além de ter mais potássio do que quatro bananas.

A água de coco é muito recomendada durante o verão, porém, a bebida também cai muito bem durante outras épocas do ano. Alem do mais, a polpa do coco também pode ser aproveitada para produzir diversas coisas. Assim, podemos considerar o coco uma fruta muito versátil. Com ele, podemos fazer receitas como a cocada e o bolo de coco gelado, que estão entre as preferidas dos brasileiros.

Os benefícios de se consumir a água de coco são inúmeros. Além de hidratar nosso corpo, ela também limpa a pele, melhora a digestão, combate a ressaca, ajuda a controlar a pressão, combate o colesterol, as câimbras e melhora o funcionamento renal e o trânsito intestinal. Porém, vocês já pararam para pensar, como toda a água do coco foi parar lá dentro?

Bom, para aqueles que sempre tiveram dúvida sobre esse 'mistério' da natureza, hoje, trouxemos uma resposta. Quando o coqueiro ainda é um embrião, é formado uma espécie de reserva de alimentos, que auxiliam no desenvolvimento da árvore. Isso é conhecido como tecidos de nutrição.

Como se forma a água

O que muitos de nós não sabemos é que tal reserva é, basicamente, líquida nos primeiros meses de crescimento do coqueiro. Assim, à medida com que ele se desenvolve, os tecidos de nutrição se alojam em uma cavidade dentro do coco, desenvolvida especialmente para isso. O transporte dos nutrientes, formados por água e sais minerais, que chegam à cavidade se dá por meio do floema, a parte do sistema vascular, que faz o transporte de seiva.

Assim, os tecidos de nutrição se desenvolvem e se multiplicam dentro do próprio coco. Com isso, o líquido, rico em açúcar e potássio, se acumula até formar a famigerada e deliciosa água de coco. Líquido este muito consumido por diversas espécies de mamíferos, como os humanos e alguns primatas.

Em média, em cerca de cinco meses, o coco verde e jovem tem aproximadamente 400 ml de água. No entanto, com o tempo, conforme o coco vai amadurecendo, a água dentro do coco começa a secar. O que acaba por se transformar na parte branca e carnosa, que chamamos de polpa do coco. Assim, quanto menos água dentro do coco, mais polpa ele terá. Neste processo, algumas características, como sabor e concentração de sais mineiras, acabam se alterando.

Como a água dentro do coco vai diminuindo conforme o passar do tempo, estima-se que, dentro de um ano, o coco esteja completamente seco. O coqueiro-anão, que é uma espécie da planta muito utilizada para o consumo da água de coco, costuma iniciar a produção de cocos a partir dos 3 anos. A produção da árvore é algo em torno de 200 frutas por ano.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião. Posteriormente, não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Próxima Matéria
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+